Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Da Força

Fui operada há três semanas e dois dias, a 19 de Maio. Vou poupar-vos à agonia das dores, às noites atrozes, ao facto de demorar quinze minutos só para ter coragem de tentar levantar-me. Estou a melhorar, a curar-me, com a Mãe como porto de abrigo. A verdade é que uma pessoa encontra forças onde julga que nem as tem. Foi por isso que, quando descobri, no dia de aniversário do meu filho, uma daquelas verdades que ninguém gosta de descobrir, a minha mistura foi entre o choque e o "se eu aguento que me serrem o esterno e tenho alta três dias depois, aguento tudo" . Tem sido assim a minha vida nas últimas semanas. Um renovar constante no orgulho que tenho nas forças que nem sabia que tinha. Porque isto custa. Custa muito. Nunca pensei que custasse tanto. Custa não poder usufruir dos meus direitos de Mãe há quatro semanas porque não tenho condições para cuidar do meu filho. Claro que o vejo praticamente todos os dias, vou buscá-lo à escola no Táxi Avó Maria (minha mãe), lanchamos
Mensagens recentes

Cervejas em troca de vacinas

Quando acharem que Portugal é um país de idiotas, pensem que nos Estados Unidos da América o coitado do Joe Biden e os governadores de diferentes Estados têm de oferecer armas de fogo, bilhetes de basebol e criar até uma lotaria especial de 1 milhão de dólares para CONVENCER os idiotas a irem vacinar-se. Ontem o Presidente referiu que já iam em mais de 60% da população com a primeira vacina, mas o objectivo é chegar aos 70% até ao 4 de Julho, o Dia da Independência lá do sítio. Até já disseram que ofereciam  cerveja grátis aos maiores de 21 que se vacinassem até lá ou disparate do género. Nós aqui a querermos vacinas e a termos de esperar que cheguem para toda a gente. Eles lá têm vacinas, pois claro, que o dinheiro manda em tudo, mas têm também os adeptos Trump (que os estudos indicam que são os que recusam tomar a vacina) a lixar o esquema a todos. Mais do que tudo, choca-me este tipo de contrapartidas. Imaginemos que em Portugal isentavam de taxas moderadoras por dois anos quem s

Womanizer!

Só para informar resolvi investir e encomendei o Womanizer Premium que a A Maçã de Eva está sempre a falar.  Se não sabem o que é, pois investiguem. Se sabem, pois controlem-se nos comentários, que eu sou uma lady e não quero cá javardice. 😅 Pois se estou sozinha, ao menos arranjo uma companhia eficaz. Darei feedback, que eu sou uma pessoa honesta. 😎

Deixa-te Amar

Uma das maiores lições que aprendi nos últimos meses foi descobrir que algumas pessoas não sabem deixar ‐ se amar. Por receio de se entregarem. Por não quererem que a sua felicidade dependa de alguém. Por não estarem na disposição de abdicar das suas rotinas, da sua vida, para - com naturalidade - se ajustarem às rotinas e vidas da outra pessoa. Tenho de admitir que acho triste. Tremendamente triste. Não há nada melhor que o amor. Que amar e ser amado. Que dar e receber. E estamos a falar de amor romântico, mas também de amor de amigos ou familiares. Algumas pessoas não se entregam. Não se predispõem. Por receio de se magoar? Por egoísmo? Não compreendo os motivos. A vida é para amar. Amar filhos. Família. Companheiros. Amigos. Se não nos entregamos, se não abrimos o coração, qual o propósito? Sigo religiosamente a clara.não no Instagram. Que mulher verdadeiramente fabulosa. Feminista. Ilustradora. Directa. Arrojada. Deixo-vos com um texto que publicou há umas semanas. É tão isto. Amar

Da maldade em tenra idade

Primeiro, eu sou a pessoa mais anti-violência que existe. Tento sempre dizer ao meu filho que não devemos ser maus, mesmo que sejam maus para nós. Entendo a lógica do "tem de se defender", mas eu nunca fui assim. Já fui gozada e insultada no liceu, no décimo ano, sem qualquer motivo, mas optei sempre por uma postura de educação. Sou assim, é de mim, embora gostasse de ser mais "atiçada" nesse aspecto. Preferi pedir transferência de turma no final do ano e tudo voltou ao normal. Não consigo mesmo responder, embora saiba que, muitas vezes, a melhor defesa é o ataque. AGORA...  A propósito daquele vídeo de mais um caso de bullying que acabou com um jovem de 13 anos atropelado, ao fugir do assédio de MIÚDAS maldosas da mesma idade... Há uns dias ficou tudo muito chocado porque um pai foi à escola e agrediu uma pobre criança de 13 anos. Pois aqui vos garanto: se eu soubesse que um pobre anjinho adolescente andava a maltratar repetidamente o meu filho, bem que autorizava

Da gratidão

Estive cinco dias no Hospital de São João para uma cirurgia que era simples mas que incluiu abertura do esterno, entre Cirurgia Cardio-torácica e cuidados intermédios, e vim de lá absolutamente encantada com a forma como fui tratada. Por todos, sem excepção. Por enfermeiros, que foram aqueles que mais me ampararam. Pelos auxiliares. Pelos médicos. Pelos médicos anestesistas. Lidei com mais de cinquenta pessoas, certamente, e fui tratada com carinho por todos. Não como mera doente, mas como pessoa que se sente nervosa, ansiosa, isolada e medrosa. E eu sou das que tem ataques de ansiedade e sufoca com o choro nos momentos de maior nervosismo. Precisei de muitas mãos e festas na cabeça. O enfermeiro António, que me acolheu no piso 7, é um encanto. Divertido, falador, um profissional imenso que teve pachorra para a minha lengalenga de ter veias difíceis de apanhar. E tenho. Haviam de ver o meu pescoço, parece que fui atacada pelo Drácula, de tanto que me picaram até encontrarem a veia cer

Insta last days

Estas últimas duas semanas foram muito pesadas a nível profissional. Dei por mim a pensar atirar a toalha ao chão em dois ou três momentos, por sentir que não estava a conseguir dar resposta a tanta solicitação. Mas lá consegui. Ultrapassei. Agora vou ser forçada a parar uns dias, mas daqui a uma semana já devo estar de volta, fresca que nem uma alface. Última aula de aeropilates durante uma temporada. Vou ter saudades. Que desafiante! Almoços de trabalho com boa comida e vistas de mar. Pausas necessárias. Panquecas na mãe ao final da tarde. Ontem foi dia de ir ao Porto. Sempre que lá vou, visito a Calica, a minha pastelaria de eleição. Vivi quatro anos em Cedofeita e sou apaixonada por tudo o que se vende por lá. Sou só eu que acho a pastelaria portuense muito mais apetecível? Os lanches, por exemplo, têm o dobro do tamanho e do recheio. Quem diz lanches, diz empadas, pastéis de Chaves, croissants... A inevitável francesinha da praxe, com a mãe. Lembrei-me que tenho uma leitora que ad

Ambições

Eu nem sou destas coisas, mas hoje tive uma conversa (profissionalmente falando) com uma pessoa tão inspiradora que estou aqui a ouvir a entrevista e estou embevecida. Não sou nada ambiciosa, mas fico sempre deliciada quando conheço casos de jovens que se fizeram ao mundo para depois conquistarem esse mesmo mundo.  Gostava de ser mais arrojada, de arriscar mais, de ousar mais... Mas, na verdade, sinto que apenas quero uma vida tranquila, com um trabalho que me encha as medidas e, se não for pedir muito, com um Amor que me faça (ainda mais) feliz.

Deslumbrem-se

Pelas pequenas coisas. Por pessoas. Por atitudes. Por palavras. Por cores. Por cheiros. Por visões. Por sabores. Por toques. Por afectos.   E tu? Já te deixaste deslumbrar hoje? 

Insta last days

O lugar onde tudo fica bem. A casa de família, lugar onde cabem todos os sorrisos e onde não entram os problemas. Aeropilates. Paixão à primeira aula! Evita, a minha única companheira felina. A sobrevivente. A que é mais territorial que muitos cães. O mais-que-tudo. Voltamos aos brilhos, que é do que a vida está a precisar. O meu novo mealheiro. Colorido, como se quer. Da Conto de Fadas . A sobrinha também já gosta de brilhos, claro... Leite creme a queimar antes de comer. Viciante! Dia da Mãe com o meu pequeno.  "A mãe é divertida" , dizia ele ontem. Já fui mais, meu amor... Mas faço por isso.  Faz 4 anos no final deste mês. O meu rapagão. Boa semana. :)