Avançar para o conteúdo principal

1 ano

Faz hoje um ano que fiz a minha segunda cirurgia cardíaca. Não tinha qualquer problema no coração, mas fui tirar os "fios" do pacemaker (que usei em bebé) e precisei ter o esterno serrado. Foram dois meses de recuperação até me sentir razoável, tendo o primeiro mês sido realmente o cabo das tormentas.

Tive de reaprender a ver-me porque, apesar de ter vivido toda a vida com uma cicatriz a atravessar-me o peito, esta era uma cicatriz diferente, mais marcada, de cor mais viva. Passei o Verão passado a cobrir-me, a proteger-me. 

Tive de reaprender a deixar-me mostrar porque admito que tinha alguma vergonha. 

O (agora) meu namorado era, na altura da operação, apenas um amigo. Aliás, entre abril e maio do ano passado, quando nos conhecemos, foi um amigo do caraças, sempre a ouvir-me chorar por causa de um imbecil que me partiu o coração. Foi ele, o agora meu namorado, a primeira pessoa com quem estive (extra família) após a cirurgia. Veio buscar-me a casa da minha mãe e lembro-me perfeitamente que fomos tomar café à beira-mar e que eu estava toda cheia de pensos no peito, com o pescoço todo pisado e magoado dos catéteres. Foi também com ele que fiz a minha primeira caminhada nocturna, talvez umas três semanas depois da cirurgia. Lá nos afastamos uns tempos, para nos reencontrarmos mais à frente e nos unirmos.

Não foram tempos fáceis, de facto. A mente tem a maravilhosa capacidade de nos fazer esquecer parte do menos bom que vivemos. Hoje agradeço por estar bem, forte, saudável... e por ter aprendido a aceitar as minhas novas marcas de guerra. Como me diz um amigo... dá-me um ar de bad-ass do caraças. Pelo menos gosto de acreditar que sim.

Comentários

  1. A idade, com maior serenidade, também nos vai ensinando a aceitar mais as nossas cicatrizes e marcas, internas e externas. Essas fazem parte da nossa história ou caminhada de Vida.

    Que bom ter boas novas de ti aqui pelo blog.
    Estima esse namorado porque aqueles que também nos acompanham nos momentos menos bons, são de valor.
    Por algum motivo ele passou de amigo a namorado. ;)

    ResponderEliminar
  2. É bom saber que estás bem e mais forte. Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.

Facto

Apaixona-te por alguém que te tire fotografias "só porque sim" .  Esta é novidade para mim e admito que fico sempre algo comovida. Acho muito bonito.