Avançar para o conteúdo principal

Paris

 


Faltam três semanas.

Não planeei nada, apenas tomei nota de meia dúzia de dicas de uma amiga. 

Temos estadia assegurada e carro alugado. 

São as primeiras férias para o estrangeiro que tenho em dez anos. As segundas em 33 anos de vida. Ainda por cima para uma cidade que queria muito conhecer. Vai ser uma viagem a dois, o que também será um desafio, visto que estarei sem o meu pequeno durante uma semana... e terei oportunidade de estar na companhia do namorado durante os mesmos sete dias. 

Se alguém tiver dicas mesmo boas de sítios para comer/experimentar perto dos locais mais turísticos, toca a dizer.

Paris, espera por mim. Acredito que nos iremos dar muito bem.

Comentários

  1. Já estive em Paris umas 5 vezes e adoro sempre. Foi uma das primeiras viagens que fiz, com o meu primeiro ordenado :) A Notre Dame continua a ser a minha favorita e a Sainte Chapelle tem os vitrais mais lindos que eu já vi, faz uma pesquisa e vais ver que tenho razão, vale muitoooo a pena ;) Acho uma piada especial ao espetáculo de luzes da Torre Eiffel à noite (os pirilampos :)) A zona de Montmartre é lindíssima também... e se se dedicarem a fazer umas caminhadas pela cidade vão encontrar sítios não tão óbvios e magníficos.
    Quanto a locais onde comer, não encontrei nenhum restaurante maravilhoso (também não procurei muito) mas têm pastelarias incríveis, uma perdição.
    Paris é mesmo giro, não está no meu top 3 de capitais mas é uma cidade super agradável.

    ResponderEliminar
  2. Fico contente por ti S*, e espero que seja a primeira de muitas!

    ResponderEliminar
  3. Costumo dar uma espreitadela neste blog: https://www.vagamundos.pt/visitar-paris-o-melhor-de-paris-num-roteiro-de-3-dias/
    pode ser que ajude ;)

    ResponderEliminar
  4. Em Paris obrigatório visitar/subir a Torre Eiffel e ver a vista lá do alto (mesmo só subindo o segundo piso, vale a pena).
    E como já disseram, à noite as luzes da torre piscam…
    Se tiverem tempo podem fazer o passeio pelo rio Sena, de barco, ao entardecer.
    Comer também um típico crepe francês de rua.
    Comer ainda o típico croque-monsieur e até um pastel éclair au chocolat.
    As pastelarias são realmente apelativas.
    Ah! E não te esqueças dos queijos franceses, se gostares.
    Visitar também o Museu do Louvre, se houver tempo.
    E claro, ir à Avenida Champs-Élysées onde encontras várias lojas e inúmeras marcas ao longo de toda a avenida e na ponta da avenida aproveitam para ver o Arc de Triomphe.
    Eu almocei na Ladurée nessa mesma avenida. Queria tanto provar os famosos Macarons, e a loja é de babar, linda.
    Até os W.C. dessa loja são bonitos. Adorei tudo.
    Mas vais encontrar vários locais para comer e lanchar bem.

    Se puderes dar um saltinho a Montmartre, não te vais arrepender, afinal diz-se que é a colina dos namorados… :)
    Aqui vais encontrar muita arte, locais para comer, lojas bonitas, música de rua, o muro do amor, ver a Notre-Dame e a vista da escadaria, e tirar a foto da praxe ao edifício do Moulin Rouge, à noite de preferência. :P
    Podem ir de carro ou de metro, sem problema.
    Desde já boas férias para ambos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou grande fã de altura, mas vou ponderar subir ao segundo piso. A ver como corre!

      De resto, vou muito nesse espírito... mais do que almoços e jantares, quero provar os crepes, os queijos, as pastelarias... Dicas anotadas!

      Eliminar
    2. S*, eu também tenho vertigens, mas subir ao 2.o piso é tranquilo.
      Desfrutem bem essa semaninha. ;)

      Eliminar
    3. Se não quiseres ir ao segundo, pelo menos ao primeiro andar da torre, aconselho.
      Podem ir de escadas ou de elevador.
      Ou subir de elevador e descer pelas escadas, como eu fiz… dependendo da vossa vontade ou tempo.

      Eliminar
  5. Se não quiserem entrar nos pontos principais, mas quiserem apenas ver os edifícios principais (Louvre, Notre-Dame, etc.) podem sempre ir naqueles autocarros turísticos, que dá a volta toda e vão ouvindo a história com os fones, ouvindo música francesa e com direito a ar livre nos autocarros “abertos”.
    Mas como tem carro, também podem visitar de carro, claro.
    A Notre-Dame agora acho que está fechada devido ao incêndio, mas dá para ver o exterior.

    P.S.: No comentário anterior, eu acho que escrevi Notre-Dame, mas queria dizer Sacré Cœur, isto já em Montmartre.

    Para subir até a basílica podem ir pelas escadas a pé ou então de funicular.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso nunca opto por esses autocarros turísticos. Teremos 6 dias inteirinhos (fora os dias das viagens) e tentarei explorar com alguma calma. Obrigada!

      Eliminar
    2. Também é raro optar pelo bus panorâmico, mas foi bem giro e deu para passar em todos os locais de interesse que queria ver só o exterior (sem entrar nos edifícios).
      De nada. ;)
      Tudo de bom para vocês.

      Eliminar
    3. Se decidirem ir nesses panorâmicos, aconselho o Big Bus (os vermelhos).
      A vantagem é que vocês podem sempre descer onde quiserem ou até dar mais que uma volta.
      O bus vai fazendo pequenas paragens.

      Eu depois de dar a volta toda, parei no arco de triunfo (na ponta da avenida) e depois desci a avenida toda a pé para ir vendo as lojas, lanchar, caminhar… até ao centro novamente.

      Esse tal bus passa nestes pontos:
      - Torre Eiffel
      - Campo de Marte
      - Museu do Louvre
      - Catedral de Notre Dame
      - Museu d’Orsay
      - Ópera Garnier
      - Arco do Triunfo
      - Grand Palais
      - Trocadero

      Eliminar
  6. Sou a anon das 11:59 e das 12:20h.

    Deixo-te mais uma dica.
    Se fores a Montmartre, se gostares do filme “O fabuloso destino de Amélie Poulain” fica a curiosidade…
    Foi no “Café des 2 Moulins” que foram gravadas várias cenas do filme.
    Por isso, ainda hoje, o café atrai vários turistas.
    É um café normal, mas se passares por lá porque não provar o Crème Brûlée (tal como a Amélie do filme).

    Mas também tens outros cafés, lá mesmo em Montmartre, onde o creme brulée é bom.

    ResponderEliminar
  7. Olá. Paris é uma cidade excelente para uma semana de férias. Vim comentar apenas para lhe deixar uma dica que ninguém referiu. A não ser que pretenda sair da cidade e ir passear pelos arredores, um carro em Paris é perfeitamente inútil. A rede de transportes é ótima. Chega de metro a todo o lado e há passes semanais que dão para metro, RER e autocarros. E o melhor é descobrir a cidade a andar a pé!. O meu bairro preferido é o Marais e o museu que recomendo, por não ser muito grande, ser um espaço muito bonito e ter uma amostra de todos os grandes artistas, é o Musée D'Orsay. Como alguém já disse, também considero imperdível a Sainte-Chapelle. Depois são todos os locais habituais que sendo cliché, são sempre espetaculares. Charcutarias, pastelarias, boulangeries, fromageries, creperies, absolutamente divinais. Quando vou a Paris nunca almoço em restaurantes. Compro sempre comida numa destas lojas e faço picnic num dos imensos jardins da cidade. Bon voyage e divirtam-se!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ia comentar exatamente a mesma coisa... Aliás, conduzir em Paris é caótico... Não compensa mesmo. A melhor forma de conhecer é mesmo andar a pé e a rede de transportes é mesmo excelente. S., sei que não nos conhecemos, mas estou super feliz por ti 😊 Aproveita cada segundo da viagem ❤️

      Eliminar
    2. Gente, o carro foi alugado porque ficaremos nos arredores de Paris, em casa de familiares. Se o namorado diz que geralmente dá uso ao carro, eu acredito. Sabemos bem que no centro de Paris seria loucura usar carro. No entanto, se vamos ficar numa zona onde não há grandes transportes... o carro fará a ligação até ao local onde apanharemos transportes. :)

      Eliminar
  8. Também acho que compensa mais caminhar a pé pelo centro da cidade e usar a excelente rede de transportes para ir aos restantes locais aqui mencionados.
    É menos cansativo e divertido do que enfiados num carro, preocupados com trânsito e estacionamentos.
    A não ser que o carro seja mesmo para essa situação de ir da casa dos familiares para o centro de Paris…

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não iremos de carro para a cidade. :) É mesmo para deslocações fora da cidade. Obrigada!

      Eliminar
  9. https://www.natgeo.pt/photography/2017/08/os-segredos-mais-bem-guardados-de-versalhes?image=Versailles_p262

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito interessante o link partilhado, nas duvido que eles também queiram passar a estadia sempre metidos em museus e exposições!
      Digo eu…
      Alguns locais compensa entrar (sem dúvida) e outros ver apenas a fachada exterior, caso contrário passam o tempo todo em museus, palácios e filas!

      Acho que já tens boas dicas aqui pelos comentários.

      Eliminar
    2. Para Versailles dediquei um dia. É o que mais me entusiasma!

      Eliminar
    3. Sou a anónima que deixou o link. Acho que Versailles está muito além de um "museu e palácio", como mencionou. E certamente que ver a fachada não é suficiente. Para mim é uma visita simplesmente imprescindível. Os jardins são absolutamente magníficos, imponentes, grandiosos, deslumbrantes, e são representativos da vida do Rei Sol. Obviamente que gostos não se discutem, mas não considero que Versailles seja, de todo, "mais um".

      Eliminar
    4. Não há nada nesta viagem que me fascine tanto como visitar Versailles.

      Desde que vi a série que sou apaixonada pela força do local.

      Eliminar
    5. Anónima, fui eu que respondi ao seu comentário.

      Eu concordo absolutamente consigo pois acho que Versailles vale muito a pena e merece mesmo visita total.
      O que eu quis dizer foi mais uma dica para a S* e o namorado dela, ou seja, como há vários locais interessantes, no meu entender, aconselhei a que explorassem alguns com visita completa e outros talvez só o exterior, para conseguirem ver vários locais/monumentos sem “perder” todo o tempo de viagem.
      Filtrar o que mais interessa para ambos, o que merece mesmo visita com tempo, o que querem só dar uma vista de olhos, etc.
      Um roteiro onde possam aproveitar bem os dias.

      mas achei o link que partilhou bem interessante, tal como também referi.

      Eliminar
  10. https://youtu.be/wroGPb4-3yM

    Deixo-te um vídeo.
    Só para começar a entrar no espírito. 😉

    ResponderEliminar
  11. Ah, e não te esqueças de comprar o famoso “beret”, que é como quem diz a famosa boina francesa.
    Para recuerdo ou para usar, obviamente.
    Ainda hoje uso a minha… comprei o típico vermelho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há uma década tive uma fase de usar boinas. Gostava!!

      Eliminar
  12. Se te sobrar tempo, vou-te deixar algumas sugestões menos comuns, mas que são vistas rapidamente, porque não pressupõem passar horas enfiada num edifício:
    - estátua Joana d"arc
    - ópera Garnier (edifício lindíssimo por dentro também, mas como o tempo é curto passar no exterior é obrigatório)
    - praça da Bastilha (antiga prisão, feriado nacional francês)
    - galerias Lafayette http://www.maricampos.com/wp-content/uploads/2019/12/214399EA-05C4-4A4C-9565-7216448FEA4B-1024x1024.jpeg (uma espécie de Harrod's francês, vale pelo edifício e não pelas compras)
    - junto ao Louvre, Praça da concórdia e jardim das Tuilleries
    - zona de La Défense. Um centro financeiro e moderno, tem como particular interesse o arco de La Defense, que tem as mesmas dimensões de Notre Dame (fica na continuidade da avenida do arco do triunfo, no sentido oposto ao do centro) https://aws-tiqets-cdn.imgix.net/images/content/531591c4af0c4afca63b1418aaf70c94.jpg?auto=format&fit=crop&ixlib=python-3.2.1&q=70&s=e27919b0575482aea26bf8c8af792c0e
    PS: depois de conhecermos Paris, ficámos a perceber de onde vem a expressão à grande e à francesa =D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço. Dicas anotadas!

      Eliminar
    2. Ah, já que vais estar na zona da ponte des arts e dos jardins do Luxemburgo, passar na Maison du Chocolat ;)
      E quando estiveres em Montmatre, passar à porta do moulin rouge e à porta do museu do erotismo (têm uma cadeira bem interessante na montra!)

      Eliminar
  13. Coitada da rapariga com tantas dicas! :)
    As pessoas não fazem por mal, mas não vai dar para tudo.
    Espero que se divirtam e depois mostra-nos por aqui, sim? ;)
    Apenas te sigo aqui pelo blog.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.

Facto

Apaixona-te por alguém que te tire fotografias "só porque sim" .  Esta é novidade para mim e admito que fico sempre algo comovida. Acho muito bonito.