Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2010
Quanto à entrevista, correu bem, na verdade. Mas ainda não sabem se vão precisar de alguém. Quer isto dizer, há uma pessoa que pode sair, mas não há certezas de nada. Ficaram de dizer algo quando souberem. Para incentivar, disseram logo que ia ganhar muito mal. Oh que animação... previsível.

Pronto, está aberta a época de procurar trabalhar. Mãos à obra S*!


Das amizades

Eu tinha uma amiga.

Uma amiga de quem eu gostava muito, com quem estava várias vezes, a quem contava coisas que nem à minha irmã contava. Uma pessoa que sabia quase tudo sobre a minha vida, que se importava comigo como eu me importava com ela.

Há quase dois meses ela desapareceu. Sabe-se lá porquê. Já não é a primeira vez que o faz, infelizmente. À primeira perdoei, tentei entender os motivos dela.

Há duas noites fiquei preocupada com ela. Quase dois meses sem dizer nada é coisa para me preocupar muito. Pensei que, se calhar, lhe acontecera alguma coisa. Ontem lá lhe mandei uma sms.

Respondeu. Como se nada fosse. Como se não tivesse sido a minha melhor amiga e, no dia seguinte, não tivesse desaparecido sem motivo.

Desta vez não te perdoo. Assim, lamentavelmente, não vais longe.
É só em minha casa que o Facebook não funciona?

Passam-se semanas e semanas sem lhe ligar nenhuma. Hoje, que até o estava a utilizar para marcar coisas giras, o bicho morre.

Está mal.

Casa Pia

A leitura da sentença do processo Casa Pia é no dia 3, próxima sexta-feira. Sou só eu que acha que vai ser uma monumental palhaçada e o único culpado vai ser, afinal, o Bibi?

O Bibi é asqueroso, claro que é. Mas dentro do panorama geral, até consigo ter pena do homem. Foi criado assim, teve sempre uma vidinha asquerosa, não foi educado para ser diferente. Já os outros, os grandes, não têm a mesma "desculpa".

Infelizmente, acredito que vai ser ele o único culpado desta história toda. O dinheiro compra muita coisa, as influências então... Como se diz na minha terra, quem se f*de é sempre o mexilhão.

Comer ou não comer, eis a questão

Cada pessoa retira prazer do que bem lhe apetecer. Um livro, um filme, escrita, desporto, animais, roupa, sapatos, amigos, namorar... And so on.

Eu retiro um imenso prazer da comida. Não me sabe bem comer só por comer, sem gostar do paladar. Sou gulosa. No entanto, não sou gulosa de comer chocolates e gomas. Gosto mesmo é de apreciar um prato de comida agradável. Calórico, pois está claro. Tudo o que é bom engorda.

Deveria regrar-me mais mas não sei dizer que não a comida. É uma missão impossível. Assim como é impossível eu fartar-me de francesinhas. Ou de lasanha. De carbonara. Bacalhau com natas. Novilho assado. Bife com batatas fritas.

Os prazeres da vida são para serem aproveitados, certo?

Então vou só ali até à cozinha. Com licença.

O Fenómeno de Sexta-feira

(não, não tem nada a ver com o encontro)

Espetar o carro contra a parede ao estacioná-lo porque decidi usar sandálias altas o pé do acelerador escorregou. Um carro na oficina de manhã por motivos desconhecidos, outro ligeiramente rachado na frente à noite. Vamos lá, venha o próximo para as minhas mãos.
A Floribella vai ser mamã. Grande coisa. Mas a coisa engraçada é o comunicado que ela escreveu a anunciar o facto. De bradar aos céus tanta imbecilidade.

Ler aqui.

"Agradeço a Deus e à Nossa Senhora de Fátima"?

Ai não não não minha amiga... Agradece é as santas pinocadas que o Djaló te deu!
E encostar o nariz ao peito dele, ficar só ali a cheirá-lo, quietinha, sem dizer nada, ele sem nada dizer?

Valeu a trabalheira que deu a viagem (que me atirou o carro velho para a oficina)...

Do encontro

A conclusão é que eu me podia habituar muito facilmente a ele. Aos olhos dele, ao bem feitinho que ele é, das rugas que lhe aparecem no rosto quando sorri.

Incrível como nos damos tão bem. Mas aquele pormenor (que é antes um "pormaior"...) não deixa as coisas avançarem. Ficamos assim. Eu encantada com ele e ele a olhar para mim.
A linha que separa uma pessoa crítica de uma pessoa mal-educada-mas-que-se-julga-no-direito-de-dizer-tudo-o-que-pensa é tão ténue...

"Tenho o direito de dizer o que penso", afirmam. Mas não tens o direito de ser inconveniente, rude e mal-educado, digo eu.
Geralmente gosto de passar os olhos por quem me lê. Não é que responda a toda a gente nem comente tudo o que é blogue, mas gosto de tentar conhecer um pouco de quem me lê. Não tenho tido tempo para tal, lamenta-se. Têm sido dias ocupados - graças a Deus.

Quando estou no portátil, admito que fico a babar-me a falar com uma certa pessoa. Portanto, é isso.

Já agora... O encontro é amanhã. :D

Falsamente modesto

Não posso com falsas modéstias.

Se eu sou inteligente, porque raio não o posso dizer, sem parecer arrogante?

Se eu me acho um encanto de mulher, porque tenho de recear dizê-lo? Se eu sou um homem charmoso, porque tenho de o negar?

Uma coisa é estarmos cegos e elogiarmos as qualidades que não temos... outra coisa é sermos conscientes do nosso valor.

Ora essa, se sou um cavalo não tenho de me fazer de burro.

Ele há gente... inqualificável

"Uma mulher foi filmada a meter um gato num caixote do lixo. Agora, tem a porta de casa vigiada pela Polícia, que receia uma retaliação por parte de amigos dos animais.Mary Bale, de 45 anos, é a protagonista de um caso insólito de crueldade para com os animais. Foi filmada a meter um gato num caixote do lixo. Os amigos dos animais não lhe perdoam e a Polícia está a vigiar a casa da mulher, temendo que lhe cheguem a roupa ao pêlo.[belo trocadilho senhor jornalista]'Não percebo porquê esta excitação toda. É só um gato', disse Mary Bale, em declarações ao jornal "The Sun" [escumalha pura]. "Não sei o que me passou pela cabeça, mas de repente achei que seria engraçado meter o gato no caixote do lixo", disse a senhora, que tem sido muito assediada pelos jornalistas. (...)"JN
Fiquei com uma cara de tacho ao ver as imagens na televisão... Gentalha.

A diferença...

Pode ser linda.

Ironicamente chamaram-lhe... Orelhinhas. :)

Gostos

Sempre gostei de descaramento. Não daquele descaramento brejeiro, rude e mal educado... mas daquele descaramento de quem sabe o que quer e não tem problemas em dizê-lo.
Mais bonita que a sedução inicial é a sedução constante. Sou apaixonada pelos pequenos gestos que nos fazem apaixonar por alguém todos os dias. É tão bonito dar a alguém motivos para nos amar todos os dias. :)

"Era só um copinho de água"

Ainda a propósito de quem não tem respeito pelos cafés e respectivos empregados...

Uma fatia jeitosa da população adquiriu um hábito bastante feio: pedir um copo de água ao empregado de mesa. Não, não é uma garrafa de água. É mesmo um copo de água. Grátis, à borlix, sem pagar.

Pedem o café e segue-se um "e se faz favor, trazia um copinho de água".

Ora bem meus amigos... A não ser que vão tomar um medicamento, qual é a justificação para tal pedido? Fica feio. É falta de respeito. Os cafés vão pagar por esse copo de água, nem que seja um cêntimo na conta final da água.

O cúmulo dos cúmulos são aqueles que, em pleno Verão, pedem um "copo de água com gelo". Mas que lata! Não pagam a água e ainda se dão ao luxo de pedir com gelo.

Em altura de muito trabalho para os cafés ainda maior falta de respeito é pedir um "copo de água com gelo, que está calor...", dando trabalho aos empregados, gastando água da conta que o dono do café vai pagar e... txaran... não pagando um…
"Partamos de flor ao peito
que o amor é como o vento
quem pára perde-lhe o jeito
e morre a todo o momento..."


Havemos de ir a Viana, composta por Alain Oulman e Pedro Homem de Mello

Dos "desaparecidos"

E aquelas pessoas que desaparecem da nossa vida de um momento para o outro, sem darem uma explicação, sem se despedirem, sem dizerem ao menos um "olha, foi bom, mas até logo"?

Conheço alguns assim. Desapareceram numa manhã de nevoeiro, como o rei D. Sebastião... A minha sorte é que eu não sou assim tão crente e não fico à espera que regressem.

Egoístas do raio.

Haja pachorra!

Não posso com gente mal educada. Faz-me espécie.

Mas o que me causa mesmo comichões são as pessoas mal educadas para com os pobres coitados que estão a trabalhar.

Ora Viana está em festa. Um milhão de visitantes, certo?

Pois bem, qualquer pessoa lúcida consegue entender que, nestes dias, é natural e inevitável esperar mais um bocado para que o café ou o almoço lhe seja servido. Aliás, esperar muito mais. O minuto de espera passa facilmente a dez minutos, senão mais.

Não gosto de ver os clientes a barafustarem com os empregados. Os empregados não têm culpa de ter tanta gente para atender. Não têm culpa de ter cinquenta pizzas para fazer e vinte tostas mistas para entregar. Não têm culpa de não ter 8 braços como o polvo.

Os clientes estão de férias, têm tempo, deviam aproveitar para relaxar. Façam-no. De preferência sem massacrar o trabalho dos que, infelizmente, estão a trabalhar.

Dia 2

Olha os gigantones!
Cute, ah?
As descobertas
Concertinas
E vai a família toda junta...
Cavalo altivo e cavaleira gira
Senhoras ovelhas, as minhas favoritas

Dia 1

Desfile das mordomas (reparem no facto de, nas duas fotos, encontrarem minhotas giras)

Tudo feito à mão
Procissão no Mar

Gente como o raio...

Ervas daninhas

Decidi cortar algumas das ervas daninhas da minha vida. A ver vamos se a coisa melhora... ou se as deixo voltar a crescer. É que podem ser ervas daninhas, mas são bonitas e eu até gosto delas. Enganam bem, é o que é.

Sra D'Agonia

(cartaz lindérrimo que concorre aqui ao título de "pior cartaz das festas populares 2010")


Aí a temos... Começa já amanhã a romaria mais famosa de Portugal. Um milhão de visitantes esperados nos próximos três dias. Um milhão é muita fruta meus amigos...

Como adoro ver a minha cidade assim animada. Muitos "avecs", muita parolada, muitos novos ricos, muitas filas de trânsito e poucos parques de estacionamento...

No entanto... e acima de tudo, muita gente feliz por rever a família. É bonito de se ver.

Pulseiras do equilíbrio (e eu pergunto... para desequilibrados?)

Sem ofensa a quem usa...

Sou só eu que acho essa moda das pulseiras do equilíbrio uma das modas mais parvas e injustificadas de todos os tempos?

Expliquem-me lá, quem usa ou conhece alguém que use, qual a utilidade da coisa? É que aquilo nem bonito é, por isso nem é uma questão estética. Eu até poderia acreditar nas potencialidades das verdadeiras pulseiras do equilíbrio agora nessas imitações que por aí se vêem? Desperdício de dinheiro.

Diagnóstico: Paixonite aguda

Quando passas o jantar de aniversário de uma amiga a falar dele... És capaz de estar apaixonada, és.

Quando fazes uma viagem de carro às três e tal da matina e só pensas nele... Talvez estejas a apaixonar-te.

Quando te derretes com um telefonema dele... Tens de admitir, estás apaixonada.

Isto não vai dar em nada. Eu sei disso. Mas quero aproveitar enquanto dura, porque ele me trata bem e me faz sentir muito bem. Pode ser um fogacho, uma daquelas paixões que duram dias, mas deixa-me feliz e isso é muito, muito bom.


Eu sei que estou a ser repetitiva. Que fazer? Já não sentia disto há algum tempo...

As escolhas da S*

Se vocês soubessem a paixão que eu tenho pelos livros desta senhora... Romances históricos, enredos interessantes, linguagem bonita mas super acessível. São 500 páginas que nunca cansam. É pena ter começado a ler do rei mais actual para o menos actual em termos históricos, leio tudo ao contrário.

Esta semana leio "A Herança Bolena". Ainda nem cheguei à página vinte e já estou vidrada no livro. É pena que esta dorzinha de cabeça chata.
O meu sorriso parvo ao conversar com ele é uma coisa digna de se ver.



Deixa andar S*, deixa andar. Se te magoares - que é provável - ganhas calo.

Não me deixes cair em tentação...

O que vale é que em 3 dias de festa vou encher o bandulho de churros e farturas para o ano inteiro. O primeiro pacote de pipocas já marchou.



Achavam que estava a falar dele de novo, não? Pois também é uma tentação... bem visto!
Teus sinais me confundem da cabeça aos pés
Mas por dentro eu te devoro
Teu olhar não me diz exacto quem tu és
Mesmo assim eu te devoro, te devoraria...
A qualquer preço porque te ignoro ou te conheço
quando chove ou quando faz frio...


Gosto.

Desafio - Cinco indispensáveis

Fui desafiada pela Kikas, que é certamente uma cusca e quer saber as cinco coisas que não dispenso na minha vidinha. Brincadeirinha.


Estes são os que uso mais.
Óculos, lentes, qualquer coisa que evite que eu fique sem ver a ponta de um corno.
Leitura.
Uh huh. Nós temos um móvel só para as bolsas. Isto é uma pequena parte da colecção total.
O meu velhote. 5 anos e ainda está aí para as curvas.

Feelings

Ando com saudades de uma certa pessoa. Não é que esteja apaixonada - julgo não estar - mas neste momento é nele que penso mais vezes. Gostei dele. Da sinceridade dele. Dos olhos. Do tom de pele. Da barba de três dias... ai.

Eu sei que não devo... Mas quero. Sei o esforço que ando a fazer mas... está difícil.



Nota: Vocês são uma comédia. Uma pessoa sabe que não deve meter-se com determinada pessoas mas mesmo assim vocês incentivam-me. Obrigadinha. :P

Os machos tratam muito bem as fêmeas...

Até no mundo dos gatos.

"Oh Cookie, querida, deita-te aí e serve-me de apoio para as patas"...

Da sensibilidade

Não gosto de ver marisco vivo exposto nos supermercados. Faz-me impressão. Quando vejo os lavagantes ou as sapateiras ali amarrados, de olhinhos a piscar, faço-lhes uma festinha. Eu sei que é estúpido, eu sei que eles não sentem... Mas sinto eu.

Chama-se a isto ter olho para o negócio...

Ao ver as minhas fotografias tiradas por Lisboa reparei que fotografei sem reparar dois bons exemplares do machame português. Incrível como não reparei neles - parece-me impossível! Assim patriotas... Deus me dê muito disto!

Se por algum milagre me lerem, beijo para vocês meus amores.

Do anonimato

Ao contrário do que alguns leitores parecem pensar, não tenho qualquer problema em mostrar a minha cara. Não me parece que isso seja relevante para quem me lê, mas não tenho problemas em fazê-lo.

Quem me envia email recebe sempre resposta. Quem me pede o contacto de Messenger tem acesso a ele, desde que me inspire confiança. Quem me adiciona no Facebook é aceite.

Não pretendo cultivar uma imagem de blogger misteriosa. Faço questão de conhecer leitores. Faço questão de conhecer quem gosta de me ler.

Porque não mostro a cara, então? Porque isso não me parece - de todo - relevante. O que interessa se sou loira ou morena, alta ou baixa, gorda ou magra, linda ou um emplastro? Os textos continuam a ser os mesmos. No entanto, sei que, infelizmente, existe muita gentinha que só gosta de falar com alguém fisicamente atraente.

O motivo que me leva a não mostrar a cara não é a blogosfera - com essa posso eu bem. Apenas não quero que pessoas do mundo real saibam que este blogue é meu. Só assim, prese…

Questões pertinentes

Porque raio as cabeleireiras tentam sempre endrominar-nos e nos tentam convencer a comprar champôs profissionais?

Uso Pantene e o meu cabelo é bem giro assim. Não preciso de dar 30 euros por frasco de champô.

É do calor III

Incrível como o Verão faz logo com que uma pessoa esteja mais predisposta a... Incrível como eu consegui achar todos os homens jovens que viajavam comigo no comboio Porto-Viana interessantes. Os três ou quatro que lá estavam eram do meu agrado. Eu sou esquisita, pelo que este facto é ainda mais esquisito.

Mas também me sinto mais gira, por isso não há problema.

Are you kidding me?

O segredo para este blogue ser muito mais visitado é...

(txanananan... txanananan...)

Não escrever durante uns dias!

Lisboa - regresso a casa

Vou ter saudades do anfitrião e da anfitriã. Vou ter saudades dos jantares. Das conversas até às tantas. De me sentar a ver televisão até às tantas enquanto o anfitrião dormitava. Ficar a comer gelados, morangos ou afins. Qualquer coisa serve para petiscar a meio da noite. De partilhar histórias com a Petra. De contar a minha vida ao A.

Dos pastéis de Belém que finalmente comi alapada em Belém. Do passeio lindo lindo entre Lisboa e a zona do Guincho com o Miguel. Resistiu ali estoicamente ao facto de estarmos os dois a morrer de calor. Obrigada! :D

Do jantar com a Pipoca que efectivamente usa Saltos Altos, uma querida. Ele há gente simpática na blogosfera.

Já voltei ao norte. Cheguei agora a casa e já tenho saudades de Lisboa.

Momento pervert da manhã

Serei a única pervertida a ter pensamentos pecaminosos quando vejo um homem a abanar uma garrafinha de iogurte líquido? É que o senhor aqui ao meu lado no comboio acabou de o fazer e eu lembrei-me logo de outras coisas.

Oh pra ela II...

(Deus do céu, estou cada vez mais moderna, até já como cupcakes! Vê-se logo que sou da província, a tirar fotos a bolos...)



Mas alguém se atreve a dizer que eu passo a vida a comer?

Grave lacuna... nada de pastéis de Belém. :|

Oh pra ela...

Jerónimos.
Torre de Belém (mal enquadrada, mas é o que há).

Ai que eu sou tãoooo moderna...

Lisboa

Um anfitrião espectacular. Visita guiada pela cidade no primeiro dia. Mosteiro dos Jerónimos, coisa mais linda. Centro Cultural de Belém. Torre de Belém. Jantar com duas ladies muito simpáticas num italiano bem bonito. Massa penne à carbonara. Ver televisão, rir com a companhia e cair de sono na cama.
Segundo dia. Pequeno-almoço preparado para mim. Taxista de serviço que me leva para todo o lado. Não disse que era um anfitrião espectacular? Almoço com a Me, que tem um sorriso magnífico e transparece beleza de espírito. Passeata solitária pela baixa. Tirar mil e uma fotografias, ficar sem bateria na câmara e comer gelados. Starbucks, frapuccino de framboesa e muffin de mirtilos.
Comprar lembranças. Experimentar o metro e chegar à conclusão de que comprei três bilhetes quando só devia ter comprado um.
Reencontro com a Petra, que fez uns óptimos bifes de atum para o jantar. Ainda me tentou embebedar com jeropiga mas eu resisti.
Lisboa é linda. Ando encantada com a baixa pombalina e os préd…

Coisas a acrescentar ao meu CV

Sou capaz de comer uma madalena de uma só vez. Meto-a toda à boca e lá vai ela, pouco a pouco.

Impressionante, de facto!



Nota: Posts agendados, como se percebe.

Nota 2: Já tenho entrevista marcada para dia 31 com aquele tal emprego que o meu tio me tentou arranjar. A ver vamos.

Roupa para 5 dias?

Isto é a verdadeira comédia meus amigos!

Roupa para cinco dias em Lisboa? Ora deixa cá ver...

4 pares de sandálias
1 sapatilhas
2 calças
1 saia
3 calções
3 vestidos
8 blusas

Montes de soutiens e mais soutiens (não sei para quê, visto que a única pessoa a vê-los vou ser eu). Biquíni, claro.

Cremes e mais cremes. Perfume. Vernizes vários e, pasmem-se, acetona. :P

Haja fartura!
Pela primeira vez na vida disseram-me que eu parecia mais velha do que os meus 21 anos.

Não sei bem até que ponto isso é positivo...

Pincho

Há lugares tão bonitos no nosso país, tão perto de nós, que às vezes não entendo a necessidade de se viajar para fora do país à mínima oportunidade.

Pincho, no norte de Portugal. Freguesia de S. Lourenço da Montaria (lindo nome), Vila Praia de Âncora. :)

Inception - A Origem

Tinham-me dito que é um filme confuso. Não é. Para quem está atento, percebe-se bem.

Tinham-me dito que é um bom filme. Eu achei fantástico.

Ressalve-se ainda a minha admiração pelo Dicaprio. O homem está cada vez melhor e é, para mim, dos melhores da sua geração.

Ver um filme à meia noite e meia, cheia de sono, depois de um dia para lá de agitado e ainda por cima gostar... é obra!

O Cromo veraneante (a origem das espécies, by S*)

Na praia existem várias espécies. O Cromo é uma espécie facilmente identificável para quem está minimamente atento.

O Cromo é aquele rapazinho jovem (geralmente na casa dos vinte e poucos) cuja maior alegria é tentar meter-se com as meninas na praia.

Geralmente não é bem sucedido.

O Cromo anda de forma estranha. Balanceia as ancas. Peito para fora e barriga para dentro. O Cromo geralmente é como o camarão - tira-se a cabeça e come-se o resto.

O Cromo não tem pudores em ir alapar-se - obviamente sem ser convidado - ao lado da toalha de um grupo de meninas. Geralmente elas gozam com ele e não lhe passam cartão mas, por ser Cromo, ele não percebe. Os supostos "amigos" incitam-no a fazer figuras tristes, para se poderem rir dele. E o Cromo não percebe.

Dá-me pena.

À Procura de um Sonho

Sou só eu que acha que a estreia do programa da SIC vai ser uma comédia?

Gente que acha que é top model, gente que não tem espelhos em casa... Só pela publicidade que se vê na televisão, isto promete.

Eu nem vou sair de casa. Aposto que me vou rir a bom rir!

Mistérios da fé

O que leva certos homens (e não são assim tão poucos...) a acharem que não é necessário mudarem de cuecas/boxers/o que raio usam todos os dias?

As mulheres não fazem isso. No entanto, ainda existem homens a fazê-lo. Especialmente os de meia idade.

Acham mesmo que se limpam automaticamente?


Não me perguntem como raio sei eu disto. Sei e ponto final.