Avançar para o conteúdo principal

A tentar fazer a mala...

Como amanhã tenho trabalho, estava a tentar fazer a mala já esta noite. Estava. Não sei onde raio foi parar a minha mala vermelha da Samsonite, que tenho há quase dez anos e nunca me falhou. A opção é uma mala mais pequena, emprestada pela minha irmã... Mas como eu quero levar tudo comigo, está a ser missão impossível. 

Que desespero.

Comentários

  1. Que chato :-/ Não tens mais ninguém que te empreste uma? Vais ter de saber ser "sucinta" :-P
    O que faço quando quero poupar espaço na mala é, por exemplo, levar botas calçadas e na mala as sapatilhas, levo vestido um casaco volumoso e o mais leve vai na mala - claro que tudo isto depende da época do ano, de e para onde vamos, por quantos dias... E não esquecer, se a mala for de cabine, não levar nenhum produto com mais de 100 ml, tenho uns pequenos boiões e frasquinhos para levar só uma pequena quantidade das coisas que uso por cá :-)

    ResponderEliminar
  2. Pequenos dramas :P boa viagem! :) diverte-te

    ResponderEliminar
  3. Pode ser que entretanto a Samsonite leia e te ofereça uma.
    Ou então vais ao outlet a vila do conde e compras lá uma. Só naquela...

    ResponderEliminar
  4. S*

    Temos sempre tendência a querer levar mais do que precisamos. Eu faço sempre a mala por duas fases: numa primeira tento meter tudo o que quero levar, e depois constato que não dá e levo o que realmente preciso.
    Se estiveres a pensar levar carteiras/malas extra, esquece, pois precisas só de uma. :) Sapatos, escolhe uns confortáveis e pronto (a não que vás a alguma gala onde peça um sapato mais requintado). Leva um lenço e um casaco. São poucos dias e não precisas de andar sempre a trocar de casaco ou echarpe. E se vais por exemplo 4 dias não precisas de levar 7 hipóteses de roupa. :) Vê bem se precisas meeesmo de levar tudo o que estás a querer levar. :)

    P.s. Suponho que vás de avião. Se só levares mala de cabine, tem atenção aos líquidos e objectos que levas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu levo duas sapatilhas - umas calçadas, outras na mala. Duas carteiras - uma comigo, outra na mala. Um casaco branco quente comigo, um casaco de malha mais fino na mala. O problema são as calças e blusas que quero levar. ahah

      Obrigada pelas dicas!

      Eliminar
    2. Por 4 ou 5 dias também só levaria um par de calçado e uma carteira. E mesmo o porta-moedas, que por cá uso um dos maiores com todooos os cartões, quando viajo levo um muito mais pequeno, apenas com multibanco, cartão de cidadão, carta de condução e Cartão Europeu de Seguro de Doença. Sou um exemplar do sexo feminino raro, porque como detesto andar com tralha a mais consigo reduzir mesmo ao mínimo o que levar, com roupas que dão para ocasiões diferentes - mas eu sou uma pessoa que se, por exemplo, sair à noite e me esquecer de tirar os óculos de sol da carteiro, fico extremamente irritada por andar com uma coisa de que não preciso atrás de mim :-P

      Eliminar
  5. E porque referes a marca da mala?? ninguém te vai patrocinar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque é a marca da mala. Só isso.

      Eliminar
    2. Não tem mal mas soa a algo forçado, como se quisesses mostrar que tens uma mala de marca. Podias simplesmente dizer "não sei da minha mala".
      Assim é como dizer "não sei onde estacionei o meu audi a4" em vez de "não sei onde estacionei o carro"; ou se "não sei onde pus o meu Samsung Galaxy S7 edge", em vez de "não sei onde pus o meu telemóvel".

      Eliminar
  6. odeio fazer malas, quero sempre levar tudo! clienteperfeito.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  7. Parece eu quando tive de fazer a mala para uma formação...
    Mas no meu caso tive de levar tudo em mochilas... affff

    ResponderEliminar
  8. Em relação à mala desaparecida, pensa quando a usaste pela última vez (talvez quando mudaste de casa?), se a emprestaste a alguém, se pode estar guardada em casa da tua mãe ou da tua irmã, sei lá. Uma coisa desse tamanho e ainda por cima vermelha devia ser fácil de encontrar :-D (provavelmente vais descobrir quando voltares, é sempre assim, quando já não precisamos é que aparece).

    ResponderEliminar
  9. Essa ansiedade é normal na 1ª vez que saimos do país.
    Acredita, na 1ª vez levamos muito, depois nas próximas vezes já consegues perceber o que de facto precisas. Leva ténis que não sejam novos para não ficares aflita com as caminhadas.

    E não leves tampões nos ouvidos para andar no avião. Vais ver que só faz impressão a 1ª vez. Para descontrair levas umas pastilhas que também ajudam.

    A última dica é não levares malas de ombro, leva de preferência uma bolsinha à cintura por causa dos roubos ou uma mochila (tipo aquelas da decathlon baratinhas) .

    Boa viagem e aproveita! A 1ª vez que saimos do país é sempre única!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Já fui a Bruxelas e a Madrid, não é a primeira vez... mas é tão raro viajar que parece a primeira vez. :P

      Eliminar
  10. Percebo tão bem esse desespero xD Força!!!

    ResponderEliminar
  11. Não leves tudo! para poderes trazer muito mais XD

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.