Avançar para o conteúdo principal

Nós



Foi quando me cantaste esta ao ouvido, no nosso quarto encontro, no "Pherrugem", que percebi que estava irremediavelmente apaixonada por ti.

E é desta música que tento lembrar-me sempre que os momentos são menos bons. 

Comentários

  1. Tens é de pôr aqui uma foto do casamento com o teu namorado :-D

    ResponderEliminar
  2. Sónia, não publiques este comentário. Se há assim tantos momentos menos bons, se regularmente sentes necessidade de desabafar neste blogue em relação ao estado do vosso namoro, se tudo é um esforço.. Porque não terminar? Não percebo esta coisa de as pessoas insistirem numa relação saturada até à exaustão. É porque a sociedade te diz que deves emparelhar? É porque a tua irmã casou? Tens a minha idade Pá. Parte para a outra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo das 12"49, aprovei porque faço questão de esclarecer. Os últimos dois anos não têm sido fáceis mas isso muito pouco tem a ver com a minha relação. Amo profundamente o meu companheiro e sei que ele me ama da mesma forma. Mas a vida é uma merda, existem dificuldades, momentos chatos. Tudo isso afecta uma relação. Mas isso não diminui nem um pouco o amor que sinto pela pessoa com quem vivo há mais de três anos e meio.

      Tenho problemas, como qualquer pessoa. Mas a minha relação está forte, como sempre. :)

      Eliminar
  3. Qualquer relação é feita de momentos menos bons. Mas é saber que vale a pena lutar para que fique tudo bem que distingue aqueles que foram feitos um para o outro :)

    ResponderEliminar
  4. A nossa também é dos depeche Mode - Somebody :)

    ResponderEliminar
  5. Isto é mesmo verdade. Ainda esta semana ouvi uma musica do nosso inicio, para relembrar a essência, quando a vida nos troca as voltas.

    ResponderEliminar
  6. vai tudo correr bem. eu sei que custa, mas vocês vão ultrapassar.

    ResponderEliminar
  7. Que romântico *-*
    Que os bons momentos vençam os maus ;)
    Tudo ficará bem!!

    beijinhosss

    ResponderEliminar
  8. Percebo. Não sou adoro essa música e Depeche em geral, como a música "Personal Jesus" é daquelas que eu mais toco na guitarra.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.