Avançar para o conteúdo principal

Do conhecimento


Percebes que te dás mesmo bem quando alguém quando a conversa flui sem dificuldade. Quando não existem aqueles silêncios incómodos "e agora, de que vamos falar?". Gosto dessa empatia, dessa intimidade, da vontade que temos de conhecer alguém e nos darmos a conhecer de volta. Fico frenética, com vontade de dizer tudo, de contar tudo. Sou meia ansiosa, é verdade. Mas isso só acontece porque quero que me conheças bem.

Comentários

  1. É um bom feeling mas que eu nem sempreosinto.Porque sou timida e normalmente gosto, no inicio, mais de ouvir do que falar, mas aos poucos a empatia vai-se instalando e já é uma coisa mutua.

    ResponderEliminar
  2. Tenho tantas saudades de sentir isso tudo que tens descrito! É de facto muito bom! Aproveita bem! Pode ser que eu me inspire :)ultimamente tenho andado morta para esses assuntos :(

    ResponderEliminar
  3. Concordo.
    E também sou ansiosa mas não é meia, é toda mesmo :p.
    E é tão boa essa descoberta, esse ganahr confiança com pessoas que se tornam especiais!

    ResponderEliminar
  4. Muito gostoso quando acontece essa vontade, baseado em interesse recíproco.

    ResponderEliminar
  5. humm

    já vi que o programa da rádio está a correr bem :)

    ResponderEliminar
  6. Hás-de perceber querida, que te dás MESMO bem com alguém, quando os silêncios deixarem de ser incómodos e passarem a ser "partilhados". ;)

    BEIJOOOOOOOOOOO

    ResponderEliminar
  7. Oh... Já sabes o que vou dizer a seguir? O amor é tão lindo...

    ResponderEliminar
  8. Ai achei isso extremamente... poetico.
    Amor, amor.

    ResponderEliminar
  9. Sentirmo-nos confortáveis com o silêncio estando ao lado de alguém é das sensações mais bonitas. Tenho saudades disso...

    ResponderEliminar
  10. E quando fica sempre a vontade de mais...

    ResponderEliminar
  11. é segredo, mas ando a sentir-me assim também :)
    Shiuuuuuu :)
    Kisskiss

    ResponderEliminar
  12. isso é bom, claro :) mas saber lidar com os silêncios é melhor ainda.. quando os silêncios não são constrangedores, a intimidade é tanta!

    ResponderEliminar
  13. Oh tão lindo... Parabéns... E que esses mesmos silêncios inquietantes, nunca assombrem a tua relação... E se existirem silêncios que sejam de cumplicidade... De partilha... E de afecto...

    Beijokinhassssss

    ResponderEliminar
  14. Sou exactamente como tu. E quando por vezes não sou "correspondida", fico um pouco em baixo.

    ResponderEliminar
  15. Quando se sente isso, é fantástico. Não há silêncios pesados, nem momentos em que estamos a pensar em típicos de conversa. E isso é muito bom quer em termos de relacionamentos amorosos, quer em termos de relações de amizade.

    ResponderEliminar
  16. pois...depois é um 31...quando nos enganamos na pessoa!!!


    bj

    ResponderEliminar
  17. Isso é o suposto :) Eu gosto de silêncio. Mas dos silêncios bons, confortáveis. Já me aconteceu sair com alguém pela primeira x e existirem silêncios daqueles que ficas a pensar "pensa rápido, pensa rápido!". Primeira e ultima vez, esquece.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.