Avançar para o conteúdo principal

Vaidades a tiracolo

Para a próxima estação vou ver se me deixo de malas grandes e pesadas e se invisto em bolsas mais pequenas, a tiracolo. É que com a chuva e o vento, mais vale ter as mãos livres e poder enfiá-las nos bolsos.

Pelo sim, pelo não... É melhor prevenir-me contra o frio...

ALDO Martis top handle cross body bag in snake print | ASOS
ALDO Martis top handle cross body bag in snake print | ASOS
Aldo, modelo Martis.

Fly London Mala Tiracolo em Dourado
Fly London Mala Tiracolo em Dourado
Fly London, modelo VENA675FLY.

Bom fim-de-semana!

Comentários

  1. Espreita a Manjerica, é portuguesa e tem malas diferentes e bem giras! Tenho uma já há 5 anos e adoro-a! São de pele e os acabamentos são excelentes! Bjis
    Alexandra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, olá. Já conhecia a marca e é muito elegante, sem dúvida... Mas um bocado puxada para mim, que adoro ter várias malas. :) Estes modelos que partilhei, em saldos, encontram-se a 42 euros (Fly London) e a 36 euros (Aldo). É uma diferença bastante grande e tenho boa referência das duas marcas... Mas acho que há um modelo mini Danielle ou algo do género, que adoro!!

      Eliminar
    2. Sim, também adoro ter várias malas! A minha coleçao são cerca de 12 malas, mas todas boas pois acho que vale mais ter menos, mas de boa qualidade. Tenho também da Ted Baker, da Lancaster e da Polène... acho que se paga a qualidade mesmo. Algumas tenho há mais de 10/15 anos e estão como novas! A Coach também é muito boa... será a próxima aquisição! Ficarão decerto para a minha filha! Bjis
      Alexandra

      Eliminar
    3. Alexandra, entendo perfeitamente e creio ser a melhor opção. Mas a chatice é que eu gosto mesmo é de mudar e renovar. A minha mais cara foi cerca de cem euros e comprei com o objetivo de a valorizar e usar mais. Não consigo. Nunca me deu para isso... Por isso, conhecendo o meu gosto de mudar, mais vale não comprar caro. Ahah.

      Eliminar
    4. Ó S*, mas mesmo a 40€ compensa? quer dizer, vamos supor que a mala de 40€ dura em bom estado 4 anos. Em alternativa se comprares malas mais baratinhas por ex a 15€/20€ que te duram 2 anos. Para quem gosta de andar sempre a mudar, o que é melhor? gastar 40€ em 1 mala para usar 4 anos, ou gastar 20€ numa mala que dura 2 anos, e após comprar outra mala por mais 2 anos e gastar mais 20€?

      Eu por acaso fui agora contar: tenho 17 malas e sou das que compra das baratinhas, 15€, 20€ , sei que duram poucos anos, mas assim ando sempre a trocar.

      Eliminar
    5. Anónimo, há aí um ponto que julgo não ter entendido... Eu não compro malas a pensar se compensam, eu compro porque gosto, porque quero e porque posso (porque ninguém as paga por mim). Eu tenho uma boa colecção de malas, mas se vir uma que realmente me apaixone, compro. Não vou estar a pensar que daqui a dois anos já não a vou usar. Porque, se fizesse gastos apenas a pensar no que iam render, nem sequer comia fora, porque não me traz qualquer mais-valia. Se jantar fora, com entradas e sobremesas, num restaurante médio, gasto facilmente 25/30 euros. Eu sinceramente prefiro gastar o mesmo dinheiro numa mala, que vou usar várias vezes. São opções. :) Claro que também faço jantares/almoços/lanches fora, de vez em quando, com amigos... Mas, se for a pensar, prefiro adquirir o bem que me dure 2 anos do que gastar o mesmo dinheiro numa refeição. Como gosto de comprar, mas também gosto de usufruir, compenso... se já fiz uma jantarada, já não gasto mais dinheiro em compras. Se comprar algo, corto nas refeições fora. Felizmente, vai dando para tudo, mas com moderação.

      Eliminar
    6. S*, nao percebeste/nao me expliquei bem. Nada a ver com o dinheiro que gastas em malas, nem comparar com comida ou se gastas muito ou pouco.
      O que eu estava a querer dizer é se: assumindo que vais comprar malas porque sim, porque gostas, e assumindo que decides gastar X€ em malas e dizendo tu que preferes estar sempre a trocar de mala, se não é preferivel gastar esse X€ em malas mais baratas (mesmo que se estraguem mais rapido) para puderes estar sempre a mudar mais vezes do que usar esse mesmo X€ e comprar menos malas mas mais caras.
      Ou seja, se neste mês após fazeres as tuas despesas te sobram 50€ que decides gastar em malas, porque optas por comprar 1 mala de 50€ em vez de 2 malas de 25€, sendo que assumes que gostas de andar sempre a trocar?

      Eliminar
    7. Anónimo das 12h32, porque sinceramente nunca comprei uma mala tão barata (no mínimo, os tais 25 euros) e nunca o fiz porque não gosto de malas com mau aspecto. Se pode haver mais barato com bom aspecto? Deve poder, mas nunca vi. :D

      Eliminar
    8. Se as malas começarem a ter ar desgastado, já nem pego. É como as unhas... se começam a descascar, tiro. Não gosto mesmo mesmo mesmo de ver.

      Eliminar
    9. Eu por acaso costumo comprar Parfois e lojas do genero. Em saldos encontra-se entre 15€ a 20€. Mas tambem nunca comprei malas grandes como as que às vezes usas e sao obviamente mais caras, costumo usar das pequenas a tiracolo (que encontro pelos tais 15€) ou de tamanho medio, mais comuns. Mas pronto, percebi a resposta.

      Eliminar
  2. São ambas feias, na minha opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A primeira, entendo. A segunda é lisa... Feia não me parece que alguém consiga achar. :D

      Eliminar
    2. Não gosto do formato da segunda.

      Eliminar
    3. A segunda é mais feia do que a primeira, na minha opinião (e não sou o anónimo que comentou primeiro).

      Consigo imaginar um outfit muito simples e completamente básico a ficar bem com a primeira mala. A segunda é simplesmente feia a todos os níveis.

      Eliminar
    4. "Consigo imaginar um outfit muito simples e completamente básico a ficar bem com a primeira mala. "

      eu nunca compraria uma mala como a primeira apesar de a achar muito gira precisamente por isto. depois é muito dificil de combinar, tem de se ter um bom sentido de moda para saber usar malas destas. eu tenho tudo em preto, branco, castanho, bordeaux, azul escuro, sem padroes e no maximo com 2 cores. para poder combinar com qualquer roupa.

      a segunda é simplesmente o oposto, completamente basica e vai bem com tudo, mas acaba por isso mesmo por ser um pouco sem graça.

      tenho sempre esta duvida quando compro malas: se é tcharam depois nao a consigo combinar, se é basica que combina com tudo acho muito fraquinha

      Eliminar
    5. Exactamente. Daí ter optado por uma de cada. A básica dá com tudo e fica sempre bem, no meu entender. A txaraaan é para os looks mais escuros do Outono/Inverno... No Verão ando sempre colorida, daí ser impossível usar nesta estação.

      Eliminar
  3. Por acaso também nunca investi grande coisa em malas, o mais caro que tenho é mesmo uma mochila de uns 70€. Mas nem é porque goste de ter muitas, é mais porque me farto facilmente. Vocês também?

    ResponderEliminar
  4. Acho q n deves investir em nada. Já tens tão poucos rendimentos...Não te desgraces por futilidades.

    ResponderEliminar
  5. Por acaso nunca percebi aquelas mulheres que são loucas por malas e sapatos, são coisas que não me dizem absolutamente nada. Nunca não vida me passaria pela cabeça gastar centenas ou até milhares de euros por uma mala. Mas são gostos e isso não se discute. Relativamente a estas, confesso, não gosto de nenhuma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São mesmo gostos. Eu não ligo muito a roupa, por exemplo. Nem a acessórios, que geralmente me oferecem, mas poucas vezes eu compro. Atenção, uso sempreeee brincos, colares finos e até anéis... Mas não é algo onde gaste dinheiro. Prefiro realmente malas e sandálias... A calçado de Inverno já não logo tanto, porque é quase tudo igual (o que tenho no meu armário).

      Eliminar
    2. Eu acho que as malas e os sapatos são as peças que podem fazer um look, e por isso gosto de investir nelas. Uma mala de uma boa marca vale muito pelo design e qualidade, logo para quem valoriza essas coisas faz todo o sentido.

      Eliminar
  6. Uso muito mala e uma mochila da Longchamp. São caras mas muito práticas, duram vidas, vão bem com tudo e sempre actuais.
    Já não acumulo malas como antigamente.
    Prefiro ter de qualidade e que não me deixam ficar mal.

    Essa da primeira imagem só de ver fico cansada... da vista!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca nenhuma mala me deixou ficar mal. Nem da Parfois. Porque efectivamente eu vario imenso e não desgasto nenhuma. Mas entendo perfeitamente. Eu adorava ser assim. Acho MESMO que uma boa mala nos dá logo uma imagem mais elegante. Mas, no fundo, eu gosto é de mudar. :D

      Eliminar
    2. S*, trocas todos os dias de mala? Ou fazes por ex 1 por semana? Eu quando era mais nova trocava todos os dias, mas agora por ex para vir trabalhar uso a mesma mala de 2ªF a 6ªF porque nao tenho tempo nem paciencia de estar todos os dias a trocar o conteudo.

      Eliminar
    3. Diria que troco de dois em dois dias. Adapto a mala à roupa que uso. Não tenho qualquer problema em trocar diariamente, mas alguns modelos consigo usar uns bons dias... No Verão, por exemplo, sou capaz de andar com a mesma cesta a semana inteira. Mas eu adoro cestas!!

      Eliminar
    4. Também uso a mesma mala durante a semana :), já a minha irmã é fã de trocas. O método que adoptou para não correr o risco de esquecer algo aquando das trocas, foi comprar uma bolsa tipo necessaire em plásticos transparente (acho que na Tiger, Ale hop ou loja do género) onde coloca os básicos do dia a dia e depois vai passando a bolsa de mala em mala.

      Eliminar
  7. Tudo aquilo que se compra e não gere lucro não é um investimento, é uma despesa, principalmente em coisas que obviamente perdem valor ( como a maioria dos carros, malas, brincos, etc).

    Desculpem mas é um pet peeve meu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando se diz "investimento" em relação a um bem de consumo, na realidade refere-se ao período de amortização, pelo menos eu percebo assim. Mas olhe que há peças que valorizam por isso, se mais tarde dão lucro, até é mais próximo de um investimento.

      Eliminar
    2. Eu penso que a maioria das pessoas se refere a investimento a algo que vai durar bastante tempo (a tal comparação com o periodo de amortização já referida) por oposição a um bem de consumo imediato.

      E repare, este tipo de "investimento" pode tambem de certo modo gerar lucro ao reduzir a despesa. Por ex, uma pessoa que comprava malas mais fracas, vamos supor a 15€ que duravam 1 ano cada uma, e supor que a pessoa tinha so 5 malas. Ao fim de 10 anos gastou 750€ em malas (15€*10 compras anuais*5 malas). Se por ex a pessoa decidir comprar malas mais caras mas que tenham muito mais durabilidade, entao supomos que compra malas de 50€ que duram 5 anos, então em 10 anos gastou 500€ (40€*2 compras*5 malas). Significa isto que poupou dinheiro. Claro que no primeiro ano, na primeira situação gastou 75€ e na segunda situação gastou 250€. Por isso as pessoas dizem que "investiram", porque na verdade tiveram de usar mais dinheiro num momento inicial mas consideram que no final vão poupar dinheiro, por isso faz sentido esse valor utilizado do ponto de vista acumulado.

      (S*, um post sobre malas e tens aqui contabilistas a debater o significado da palavra investimento lol)

      Eliminar
    3. "... Como a maioria de..."

      Acho que está implícito que é a maioria e não a totalidade.

      Eu tenho 2 carros. Um é de coleção e o outro não. Um foi um investimento e o outro não passa de uma despesa, que apesar de tudo é necessária.
      Mesmo que tenha o meu carro do quotidiano 10-20 anos nunca o período de "amortização" significará lucro.

      Para mim é apenas um pet peeve. Até porque vejo muitas vezes referência a "investimento" quando são peças que a maioria passado 2/3 anos deixa de querer utilizar porque passaram de moda. Algumas pessoas gastam literalmente centenas de euros anualmente por coisas que deitam fora/doam num período de 5 anos. Isso não é um investimento. ( Atenção que para mim cada um gasta o dinheiro no que quiser)

      Vivemos numa sociedade capitalista que vive do consumo mas nem todo o dinheiro gasto passa a investimento.

      Eliminar
    4. Isso já são conversas que, para mim, são um pouco exageradas, tenho de admitir... Há pequenos luxos que adquiro por mero gosto, não ando a pensar em compensações, investimentos e o diabo a sete... Há quem dê valor a essas questões, mas não é o meu caso.

      Eliminar
    5. Acho que a questão de as malas serem um investimento só se coloca com malas de luxo, em que há casos em que as mesmas valorizam e a pessoa pode usar 2/3 anos e vender depois ao mesmo preço que comprou, ou até mais caro. Já vi alguns posts sobre isso mas são malas da Louis Vuitton, Chanel, Yves Saint-Laurent, etc.

      Eliminar
    6. Conversas exageradas porquê S*?
      É só um pet peeve contra uma expressão extremamente utilizada em contextos onde ocorre o oposto daquilo que a mesma diz.
      Não é uma critica ao dinheiro gasto nesses bens...

      Eliminar
    7. Eu também não vi este comentário como um comentário negativo relativamente às tua finanças, S*. Ao contrário daquele ali em cima que fala em parcos rendimentos...
      Eu também só aplico o termo 'investimento' em algo poderá gerar retorno financeiro, quer seja a curto, médio ou longo prazo. Acho que será mais um preciosismo linguístico da área das finanças.
      E tal como a outra anónima disse, há realmente algumas malas, no segmento de alto luxo, que valorizam com o passar do tempo (apesar serem casos raros). Mas mesmo nesses casos não considero essas compras um investimento. :)
      Agora se gastam 40, 400 ou 4,000€ numa mala, para mim pouco me importa. As minhas finanças já me ocupam muito tempo para perder o meu tempo a fazer a 'contabilidade' das outras pessoas.

      Eliminar
    8. Acho que também há sempre uma falsa ideia que mais caro significa automaticamente maior qualidade, o que inúmeras vezes é completamente falso.

      Se colocarmos o exemplo dado "ao contrário" e conhecendo algumas pessoas que "investem" 200€/300€ basicamente por cada estação e que ao final de 1 ou 2 anos já estão fartas (200€x10 = 2000€), mesmo que "apenas" comprem 1 mala a cada 2 anos gastariam em 10 anos 1000€.
      No entanto, essa não é a média. As pessoas que eu vejo ao meu redor compram tendencialmente 1 mala "muito boa" (=cara) gastando sempre acima de 100€ pela dita e depois tem uma colecção vasta de malas "baratas" (considerando barato tudo aquilo que é abaixo de 100€). Estas pessoas gastam em média mais de 5000€/10 anos em malas.

      Aliás as marcas de luxo começaram a dar um grande ênfase a alguns produtos (malas incluídas) por serem muito baratas a fabricas e gerarem imenso lucro.

      Eliminar
    9. Conversas exageradas não é ofensa, atenção. Agora eu, com a minha forma de vida, nunca veria uma mala como um investimento. Porque provavelmente nunca teria dinheiro para as ditas malas que são realmente sinónimo de investimento. De resto, cada um sabe de si. :)

      Eliminar
    10. S*, fui uma das pessoas que comentou acima acerca do significado da palavra investimento. Sou da area de Finanças e portanto para mim esta troca de comentario foi apenas um debate saudavel entre pessoas da area comentando sobre o significado tecnico da palavra em oposição à forma como o cidadao comum a aplica no dia a dia.
      Eu sei que ja foste muitas vezes criticada no blog acerca do modo como gastas o teu dinheiro, mas repara, nem sempre a conversa é sobre isso, e neste caso em concreto foi mesmo sobre uma definição tecnica, nada a ver com a tua vida financeira.
      Ou seja, calma e nao consideres tudo uma critica directa à tua vida porque talvez em 5% dos casos as pessoas so estão a falar de forma geral :-) E sim, eu diria que em 95% dos casos tens mesmo criticas a ti, mas pronto, nao é sempre.

      Eliminar
    11. Eu entendi perfeitamente que não era ataque. Calma, que eu entendi isso. Só referi que, para mim, que vivo num mundo mais modesto, essa discussão de ter malas como investimento me soa exagerado porque, no meu mundo, não é realista ou sequer digno de consideração. Ahah.

      Eliminar
    12. O meu comentário foi porque li aqui ( e noutros contextos também se diz o mesmo) coisas como "investi num guarda roupa novo"; "este ano decidi mimar-me e comprei uma mala da marca XPTO, mas é um investimento",etc.

      É apenas um pet peeve pessoal.
      Os investimentos podem dar prejuízo por alguns motivos mas há bens que a partir do momento em que saem do estabelecimento já estão a perder valor - aqui estão incluídas as malas, carros, roupa, etc.

      Eliminar
    13. S* ninguém estava já a comentar o teu mundo. Era um debate genérico sobre o tema.

      Eliminar
  8. O meu problema com malas assim pequenas é que, para tirares alguma coisa mais pequena, tens de tirar quase tudo até encontrares o que queres.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há crise, porque cabo muito pouca coisa. ahahahah

      Eliminar
    2. Por acaso nunca percebi isso de nao se encontrar o que se quer na mala. Mas o que é que raio as pessoas colocam nas malas? Eu so tenho telemovel, carteira, pacote de lenços e chave do carro. Impossivel nao encontrar o que quero logo à primeira. A diferença de levar uma mala maior ou mais pequena é o tamanho da carteira. Se for por ex sair à noite levo uma mala mais pequena a tiracolo com um porta moedas pequenino la dentro com umas notas e documentos fundamentais (cartao cidadao+carta condução+cartao multibanco). Se for no dia a dia para o trabalho tenho malas maiores porque tambem uso a carteira completa com tudo. Obvio que há situações especiais que se coloca la mais alguma coisa especifica (ex: ida ao medico em que levo os papeis com o resultado das analises na mala), mas no dia a dia mais nada.

      Por curiosidade: o que é que colocam na carteira assim pequeno que depois é dificil encontrar? Items de maquilhagem? Ganchos para o cabelo?

      Eliminar
    3. Sim, mas mesmo assim chateia-me quando quero, por exemplo, o batom do cieiro e não consigo encontrar sem tirar a carteira. Há quem diga que as malas maiores são piores mas, nessas, eu consigo meter a mão e chegar a todo o lado. Eheh

      Eliminar
    4. Por curiosidade... Coisas que andam sempre comigo: carteira, telemóvel, lenços, bomba de asma, bloco mini de notas + duas canetas (defeito profissional), máscara a usar + máscara extra... Quando a bolsa o permite, necessaire com coisas várias: baton de cieiro, lima, sacas para dejectos do cão, mais canetas, mais coisas femininas, amostras perfume... ahahah... Pens, cartões de memória... toalhitas refrescantes...

      Eliminar
    5. "máscara a usar + máscara extra" li isto duas vezes a pensar, com certeza nao é mascara do cabelo, deve ser a mascara de pestanas (=rimel), para ir retocando, mas porque é que ela precisa de uma embalagem de mascara extra?....Ahahah....so depois percebi que era a mascara facial por causa do Covid. Eu ca feliz ou infelizmente, depende do ponto de vista, nunca tive de andar com mascara na carteira. No trabalho dao uma mascara descartavel nova todos os dias na entrada, e na minha vida pessoal estou sempre em casa, so saio para o supermercado uma vez por mes, e aí ja vou com a mascara colocada de casa. Mas realmente para quem ja anda a fazer a vida normal, a ir a cafes, restaurantes, lojas, é de facto mais uma coisa a levar na mala. Isso e provavelmente uma embalagem pequena de gel.

      Pens, cartões de memória ???? Questoes profissionais ou pessoais? Nunca me passaria pela cabeça andar com isso na mala.

      De resto sim, perfeitamente claro. Agora que dizem isso realmente ja me aconteceu antes quando tinha vida social (lol) a meio do dia sentir necessidade de colocar baton do cieiro e nao tinha obvio na mala. No meu dia a dia normal coloco de manha e à noite e no local de trabalho tenho la um baton para ir colocando durante o dia.

      Eliminar
    6. Máscara comunitária, claro. Eu não me maquilho. E sim, tenho sempre duas, porque uso uma de manhã e outra à tarde. Para além de supermercado, eventual café, etc. No trabalho temos máscaras, mas reutilizáveis, não descartáveis, por isso obviamente tenho de andar com elas na carteira.

      Pens, sim, para alguma eventualidade de trabalho. Cartão de memória foi erro meu... é mais leitor de cartão de memória. Sim, tudo trabalho.

      Eliminar
    7. Eu não considero que tenha muita tralha na mala, e ainda assim levo: telemóvel, carteira, óculos de sol e respetiva caixa, batom hidratante e batom que estiver a usar no dia, alcool gel e máscara extra, elástico de cabelo, fones e chaves de casa (as cirúrgicas, especialmente, têm tendência a partir pelo elástico. Como já faço uma vida completamente normal, é importante precaver-me). Como sou baixinha e magrinha, não gosto de me ver com malas grandes... e sim, mesmo não levando muitas coisas acontece não encontrar o que quero à primeira.

      Eliminar
    8. Também me esqueci disso... óculos de sol, sempre! E muitas vezes levo a caixa dos óculos / caixa de lentes, quando sei que vou estar mais horas no trabalho...

      Eliminar
    9. Anónimo das 14h38, aconselho a andar com uma máscara na carteira. Não ocupam espaço quase nenhum e pode dar jeito para qualquer eventualidade.

      Eliminar
    10. Eu às vezes parece que ando com a casa atrás. :P Chaves de casa, chaves do carro, chip para "picar o ponto" no trabalho, carteira, pacotes de lenços (e não é apenas um, são mesmo vários que quem sofre de alergias diariamente e todo o ano não pode correr o risco de ficar sem lenços), telemóvel, powerbank, phones, bolsinha com anti-histamínicos, bomba da asma, caixa dos óculos de sol, (agora) máscaras e gel desinfectante, baton de cieiro, lapiseira e caneta (por causa da filha mas também porque agora prefiro usar a minha própria caneta se for a algum lado em que tenha de preencher ou assinar documentos), creme para as mãos...

      Eliminar
    11. anonimo das 18:25, acho que nao percebeu o meu comentário. Eu nao trago mascara na carteira porque nao vou efectivamente para lado nenhum.
      Quando vou trabalhar vou de carro, estaciono em frente à entrada da empresa e tenho logo a mascara dada pelo segurança. Saio do trabalho e volto directo para casa. Tenho sim uma mascara no carro se por muito azar tiver um acidente no percurso ou for mandada parar pela policia e precisar de colocar a mascara para falar com eles.
      De resto só tenho ido pontualmente ao supermercado, farmacia, dentista, tudo na minha localidade (5min de carro), e por isso quando saio de casa de proposito para esses sitios levo logo a mascara colocada. A mascara na carteira serve para quem anda a pé, vai a algum lado e de repente pode precisar de usar a mascara...mas eu nao vou a lado nenhum :-( estou quase sempre em casa

      Anonimo das 16:23
      "as cirúrgicas, especialmente, têm tendência a partir pelo elástico. "
      olhe que isso depende da qualidade. de Março a Maio estive completamente trancada em casa em teletrabalho. e no fim de Maio comprei na farmacia mascaras descartaveis cirurgicas, das mais caras e com a melhor certificação (cumprem a norma da area medica). Nunca nenhuma se partiu e como saio tao pouco, ainda nao gastei nem 1/4 da caixa, deve dar ate ao final do inverno. Por outro lado na empresa temos mascaras cirurgicas descartaveis, de varios tipos e preços, enfim compra-se o que se pode, e ja aconteceu ter lotes em que cada 10 mascaras partia uma, e o segurança la tinha de dar uma nova. Mas por norma as mascaras partem logo o elastico quando se coloca, não é durante o uso, portanto da para ver logo se vai funcionar ou nao e pedir uma nova.

      Eliminar
    12. Anonimo das 16:23,

      Já me aconteceu partir-se durante o uso mesmo... é muito chato, daí ter sempre uma suplemente. Eu faço a vida normal, venho trabalhar, saio ao fim de semana, já fui de férias... portanto gastava mesmo muitas máscaras cirúrgicas. Finalmente acabei por encomendar várias reutilizáveis, espero que nestas o elástico não saia.

      Eliminar
    13. Entendo, mas máscaras descartáveis é algo que me faz imensa confusão... E eu nem sou a maior ambientalista. Mas faz mesmo muita confusão o desperdício. Eu tenho imensas máscaras... Meia dúzia de tecido que comprei quando não havia... E mensalmente tenho direito a cinco no trabalho, pelo que vou usando aquelas e quando acaba o prazo, troco. Mas depois tenho um outro modelo, que é o meu predilecto, que tenho meia dúzia de exemplares que vou alternando. Descartáveis nunca uso. Por princípio.

      Eliminar
  9. Já eu só tenho uma carteira a uso (ou mala, como lhe chamam. Para mim, mala é mala de viagem . :D) Depois tenho uma bolsa de cintura que uso nas férias de praia e uma carteira (mala) preta que uso em eventos mais formais. Geralmente, compro na Parfois e uso uns anos até ficar gasta e aí compro outra. Não é realmente algo em que invista imenso e que adore andar a trocar. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tete, nós somos da mesma zona e aqui de facto diz-se carteira. Eu escrevi mala para seguir os nomes que a S* estava a usar no post. Mas de certo modo acho que é mais confuso como dizemos porque usamos o termo carteira tambem para aquele-objecto-mais-pequeno-onde-colocamos-cartoes-notas-e-moedas ;-)
      A minha mae por acaso usa os termos carteira e porta moedas. Eu chamo carteira a tudo. Mas fica de facto esquisito dizer "vou buscar a carteira e colocar la dentro o telemovel, os lenços e a carteira". Repara que no comentario das 21:42 quando listas o que colocas dentro da carteira, referes a carteira :-) Confuso certo?

      Eliminar
    2. Como as coisas mudam consoante as zonas do país.
      Para mim mala de viagem é a "mala de viagem", a mala é aquilo que a Teté designa de carteira, carteira é o objecto que leva dinheiro e cartões, porta moedas é um objecto mais pequeno onde só cabem efectivamente moedas e notas...

      Eliminar
    3. Sim, de facto, chamo carteira às duas coisas (porta-moedas e mala) mas nunca achei que não se percebesse para quem é da região e chama também assim. Acho que depende do contexto da frase. :) Se o Jack me perguntar onde estão as chaves do carro e eu responder "estão na carteira", ele sabe que não me refiro ao mesmo sítio que quando me pergunta "Tens uma nota de 5 euros?" e eu respondo "Sim, tira da carteira". :D Nas raras ocasiões em que sinto que pode haver esse problema, defino "Trazes-me a carteira porta-moedas, por favor?", por exemplo. :) Acho que acaba por também haver um pouco esse "problema" a quem chama mala à carteira e à mala de viagem. Se num aeroporto alguém me perguntar se vi a mala dessa pessoa, está a referir-se quê? :D

      Eliminar
    4. Eu uso ambos os termos. Para mim, no dia a dia, carteira é porta moedas. Mala é onde se põe tudo... E também mala de bagagem. ;)

      Eliminar
    5. "e num aeroporto alguém me perguntar se vi a mala dessa pessoa, está a referir-se quê? :D"

      ahahahah. então mas isso teoricamente era facil: há a mala de porão e mala de cabine e a mala de mão. mas obviamente que ninguem vai dizer mala de mao para designar a carteira :-)

      Eliminar
    6. Anónimo das 14h54. Para mim porta-moedas também é uma uma pequena bolsa onde só cabem mesmo moedas. O meu avô usa uma pequena de cabedal para os « trocos ». A minha bisavó tinha uma pequena bolsa (que para abrir é preciso descruzar as duas peças do fecho, não sei se alguém sabe do que falo). Daí no dia a dia não chamar porta-moedas à carteira que para além de moedas, tem cartões e geralmente até são maiores. :) Mas quando preciso realmente de distinguir carteira de carteira, uso a expressão porta-moedas. :)

      Tété

      Eliminar
    7. Eu por acaso acho que utilizar o termo carteira para a mala e para a carteira dá mais azo a enganos.

      Primeiro utilizamos muito menos vezes a mala de viagem comparativamente ao uso da mala /carteira.

      Se estiver dentro de um avião e disserem mala penso que se estão a referir à mala de cabine ( e algumas pessoas utilizam a mala/carteira do dia a dia para isso).
      Se estivermos a levantar as malas de viagem do aeroporto ao dizerem mala assume-se que é a de viagem.

      Fora este contexto acho muito mais fácil e directo utilizar o termo mala ( onde se coloca tudo), carteira ( cartões e dinheiro) e porta-moedas.

      Se estiver com o meu marido, p.ex ele sabe imediatamente o que é mala, carteira e porta moedas. Se quiser a mala de viagem digo explicitamente, excepto se fizer sentido no contexto mas no dia a dia nunca dei por mim a ter que explicar o que pretendia.

      Eliminar
    8. Btw eu guardo uma chave do meu local de trabalho especificamente dentro da minha carteira. Já aconteceu dizer mesmo para me trazerem a chave que estava dentro da minha carteira 😁😁 ( está num compartimento com fecho).

      Eliminar
    9. Eu entendo os argumentos, ahah. E até posso concordar que de facto há menos probabilidade de confundir mala com mala de viagem no dia a dia. Mas realmente acho que para quem é da região e para quem sempre chamou carteira às duas coisas, de alguma forma se consegue distinguir as duas. Pelo menos em 35 anos de vida nunca senti que realmente se criasse confusão em chamar o mesmo nome às duas coisas. :D

      Tété

      Eliminar
  10. Muito interessante este debate....

    ResponderEliminar
  11. São super giras, mas pessoalmente prefiro malas sem padrões ehehe

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.