Avançar para o conteúdo principal

É um festeiro!

O Rafael, tal como a sua mãe, adora festas! Adora a música, as cores, as luzes, o fogo-de-artifício... A animação, no geral! ... Só que é um desafio para a sanidade mental e para a carteira sair com ele à rua.

Ontem lá fomos nós, mais a avó Maria. Logo no início, a avó quis sentar num café uns minutos para descansar. "Torrada!". Maldito vício. Não se sabe sentar num café sem exigir torrada. Podia ser pior, podia querer bolos ou sumos... Mas o delírio dele são mesmo as torradas. Em pleno Agosto, a bela da torrada demorou uns quinze minutos a aparecer e ninguém aguentava o desespero desta criança. "O senhor, o senhor?". 

Ver barraquinhas é todo um outro desafio: Ele quer tudoooooo! Quer o Faísca que revira os olhos. Quer os dinossauros. Quer peluches. Quer mochilas. Quer pistolas. Quer tudo e mais um par de botas.

E os carrosséis? Podia ter um filho com medo de andar de carrossel, mas ele é fascinado pelas luzes e pelas cores, pede para ir a todos. Uma voltinha e já está? Isso é que era bom.

Contrariar um filho é uma tarefa hercúlea. Especialmente quando os vemos tão felizes.

Comentários

  1. Também acho que estar sempre a comer bolos é pior. Mas é preciso ter cuidado com a quantidade de manteiga. Nos cafés, por norma, eles tendem a ensopar o pão com manteiga, de um lado e do outro, e isso também não é muito saudável quando consumido com regularidade. Agora, se os senhores têm cuidado com isso, mil vezes o pão!

    ResponderEliminar
  2. Sair à rua com crianças é já por si só um desafio eheh

    ResponderEliminar
  3. Sim, dá graças ser torrada e não doces! O meu foi habituado desde cedo a perceber que não pode ter tudo (há crianças mais difíceis de ensinar nesse sentido, felizmente não foi o caso). Mas as feiras são uma perdição para eles, é verdade... Com a mais nova não sei se me vou safar tão facilmente, com o feitiozinho que tem :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os meus raramente pedem, principalmente com 2-3 anos. Hábitos!
      O mais velho (6 anos) já pede, mas consigo dar-lhe a volta negociando. No sábado fomos a uma feira e comprei um carrinho a cada um, apesar do pai ser contra (ficaram tão felizes, poucas horas depois perdeu o carro). Expliquei-lhe que agora a mãe teria de ir trabalhar para poder comprar mais coisas (comida!). Qquer dia vai para a escola dizer que a mãe é uma probetanas. :s
      Prefiro assim que vê-los a exigir este e outro mundo. Menos é mais.
      E eles ficam felizes na mesma.
      SM

      Eliminar
  4. Ahahah deve ser mesmo uma animação :X coisinha mais fofa eheh

    ResponderEliminar
  5. Sem me interpretares mal, não se deve dar tudo, mas é só a minha opinião! as crianças são umas queridas, mas...

    ResponderEliminar
  6. Sair à rua com crianças é um desafio =D

    ResponderEliminar
  7. As crianças, por norma, onde houver cor, brinquedos e brincadeira... adoram!
    A minha sobrinha delira com tudo o que for colorido, brinquedos, luzes, etc.
    E então se tiver brilhantes ou glitter lol! :D

    ResponderEliminar
  8. Bem, é melhor torradas do que bolos :), mas concordo com o que o primeiro anónimo disse, alguns cafés têm tendência a ensopar aquilo em manteiga.
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.