Avançar para o conteúdo principal

Aventuras de um casamento... e de uma lua-de-mel!

Eu cá não sei de nada, temos imensa coisa por tratar... Mas já temos 5 noites de lua-de-mel agendadas!

Ai senhores... Já não tenho férias-férias há 7 anos. Por situações diversas da vida (entre falta de capital, falta de férias conjuntas, problemas diversos!), não tivemos qualquer hipótese de fazer férias nos últimos anos. Infelizmente o futuro marido nunca conseguia tirar férias na mesma altura que eu e, na verdade, também não tivemos grandes hipóteses financeiras.

Este ano vai ser o 'vá para fora cá dentro'. Como o nosso menino de 2 anos vai connosco (patati patatá, lua-de-mel é a dois, já sei... mas o homem faz questão!), não queria ir para muito longe, para evitar grandes viagens de carro - sim, porque o homem recusa meter o rabo dentro de um avião!

Vamos para um sítio romântico, para um apartamento muito acolhedor, para um centro histórico encantador... E vamos por passear muito ao longo de seis dias e cinco noites. 

O casamento não me deixa nervosa... Mas já estou ansiosa pela lua-de-mel!

Comentários

  1. E noite de núpcias já trataste?
    Por favor aí vai só com o teu homem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahha para o anónimo das 18:17.
      Realmente lua de mel com miudos atrás não e' lua de mel em lado nenhum.

      Eliminar
    2. A noite de núpcias é para contar o dinheiro. :D
      Dá jeito ser a dois.

      Eliminar
    3. O casamento levará meia centena de pessoas. Duvido que passe a noite a contar dinheiro. ahahahahah Além disso, não pretendo casar ansiosa por saber o que vou receber. Pretendo casar com tudo pago, isso sim.

      Eliminar
    4. Deixem-se de tretas, a S* vive com o marido há anos, tem um filho, "noite de nupcias"?, "lua-de-mel a dois"? mas está tudo maluco????? A S* vai fazer a festa de casamento qua "casada" já ela está desde o primeiro dia que vive com o Hugo.

      Eliminar
    5. Disseram-me essa de contar dinheiro no dia em que me casei. E eu... "naaaa". Claro que acabamos por "organizar" os envelopes e caímos para o lado a seguir tal não era o cansaço.
      Já questionei vários casais e desata tudo a rir... "contar dinheiro? ahahahahahah"

      Eliminar
    6. Noite de núpcias... essa tem graça... para nós, seria, NOITE DE SONO BOM EM DOIS ANOS. ahahahahah

      Eliminar
    7. essa do contar dinheiro na noite de nupcias nao percebo mesmo. estao assim tao ansiosos para saber quanto receberam? nao têm nada mais interessante para fazer nessa noite?! a minha mae no dia do casamento levou para casa o saco com os envelopes todos e so no dia seguinte à noite é que me sentei a organizar os envelopes, a separar notas dos cheques para levantar, etc. E por ex, até "faltava" um envelope, de uma prima que eu sabia que tinha dado e nao estava naquele saco mas depois procuramos nos outros sacos e tinha ficado misturado com a muda de sapatos que levamos... mas pronto, no dia seguinte foi bem a tempo de se tratar disso.

      Eliminar
  2. Ao menos de carro podias ir a Espanha, sempre era algo novo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Galiza já conheço bem. O resto ficaria longe de carro. Adoraria Barcelona, novamente Madrid ou Sevilha... Mas não faria uma viagem tão longa numa fase em que o meu filho não aguenta grandes viagens de carro. Há que ser prático quando se tem filhos. Seremos igualmente felizes em Portugal.

      Eliminar
    2. E porquê Espanha? Em Portugal certamente terá sítios novos e tão ou mais bonitos... Mania de menosprezar o belo país que temos...

      Eliminar
    3. Bom, depende do que a S* conhece de Portugal e de que tipo de destino gosta. Eu já viajei bastante por Portugal e não considero que tenhamos um país particularmente interessante para os meus padrões, que gosto sobretudo de cidades e praia. Com exceção de Lisboa, Braga, Sintra, Cascais e várias vilas algarvias, dispenso. Por outro lado, acho que Espanha tem muito mais para ver e mais beleza.

      Eliminar
    4. Já eu não tenho mesmo qualquer interesse em destinos de praia. Zero, nicles. Vivo com o mar e o rio o ano inteiro, vivo num concelho com praias fantásticas, embora a água seja gelado. Eu quero é espaços pitorescos e história.

      Eliminar
    5. oh anonimo das 16:07, o que considera "cidade"?

      é que geralmente as pessoas que gostam de visitar cidades preferem museus, palacios, historia. Se gosta disso como é que na sua lista não está Coimbra ou Porto? Tanta historia, tanto monumento fabuloso no nosso país, tanto castelo, tanto palacio e o anonimo acha que nao temos cidades interessantes....

      olha S*, adoro o nosso país e todos os anos faço duas viagens, uma de 2 semanas num país fora e outra mais curtinha por Portugal. Há coisas lindas lá fora mas o nosso país tambem tem espaços fantastiscos, quer seja destinos de praia, cidade ou natureza.
      E por acaso se tivesse de recomendar um destino para voces (a ir de carro, mais longe do Norte onde moram, e não no Sul que é demasiado longe), também iria recomendar Obidos ou Marvão tal como a Espiral. Mas qualquer sitio é bonito. Este ano estivemos em Vouzela, perto das Termas de São Pedro do Sul, um destino de natrureza com alguma historia, e foi bem giro, fizemos uns trails fantasticos e descansamos bastante numa mansão historica fantastica de turismo rural.

      Eliminar
    6. Gosto de cidades grandes principalmente para andar pelas ruas, andar, andar e ir sempre dar a sítios diferentes. A variedade de atividades, de restaurantes, de lojas, etc. Gosto de sítios fervilhantes, da confusão, que se ouçam muitas línguas e se tenha contacto com a diversidade. Claro que quando visito uma cidade também vou aos monumentos e alguns museus, mas não é o principal para mim. Adoro cidades como Madrid, Barcelona e Roma. Londres já não gosto tanto, mas é uma cidade com imenso que fazer e é isso que procuro numa cidade. Cá em Portugal, a única cidade que se equivale mais ou menos àquilo que gosto é Lisboa, e mesmo assim (apesar de a adorar) sei que é uma cidadezinha. Ah! Não gosto nada de Coimbra, acho feio que dói. Pela beleza, prefiro mil vezes Braga ou Évora. Não podemos gostar todos do mesmo...

      Eliminar
    7. Nisso estou de acordo com a anónima das 13h11. Adoro cidades vibrantes, com confusão, trânsito, uma imensidão de gente e de culturas. Fiquei fascinada com Madrid e quero MUITO lá voltar, mas já sem a 'pressão' de ter de ir aos museus e habituais locais turísticos. Quero viver a cidade.

      Eliminar
    8. Volta sim Sónia, Madrid é uma cidade fantástica. Das que referi, foi aquela em que estive mais tempo, e fez toda a diferença poder viver a cidade em vez de apenas picar ponto nas principais atrações. Quero muito fazer o mesmo em Roma: fui ao fórum, ao palatino, vi o Papa e a capela sistina, mas não vivi a cidade.

      Eliminar
    9. anonimo das 13:11

      esclarecida, já percebi o que queria dizer com "cidade", conceito completamente diferente do meu. será entao o tipo de pessoa que gosta de Nova Iorque, sitio que eu nem percebo bem o que há lá para fazer....

      S*, do que te conheço apenas saiste de Portugal para ir a Espanha e a unica cidade grande que conheces é Madrid. A serio, se tens poucas oportunidades de viajar quando o voltares a fazer vai a outro lado. Madris é fantastico, mas Londres, Paris, Roma,... tambem. Impressionou-te porque nunca viste mais nenhuma, mas as outras também serão impressionantes a esse nivel que procuras.

      Eliminar
    10. Anónimo das 15h27, já estive em Bruxelas, que não sendo uma grande cidade, é super multicultural e repleta de gente de todo o lado. Mas não se compara, falta-lhe o frenesim de Madrid.

      Quanto ao seu comentário... É muito válido, mas visto que já referi várias vezes que o meu companheiro não anda de avião, fico muito mais limitada.

      Eliminar
    11. Não há possibilidade de ele querer resolver isso, S*? Eu tenho pânico de andar de avião, já tive uma crise de ansiedade na descolagem por ter a certeza que ia morrer. Mas amo viajar, e não posso deixar que isso me atrapalhe. Tomo um comprimido e mesmo assim sofro, mas quando volto a casa as memórias que ficam são sempre as da viagem, não do voo. Se ele quiser conhecer o mundo e se não te quiser privar de tal, terá de fazer o esforço.

      Eliminar
  3. Não conseguem deixar o pequenote com a avó ou os avós?!
    Sendo lua de mel e visto que não usufruem de férias e tempo para namorar a sós há tanto tempo, poderia ser benéfico para todos essa alternativa.
    Até para as crianças, por vezes, é saudável sentirem essa “liberdade”, se ficarem bem entregues, obviamente.
    Embora muitos pais não concordem com o que acabo de mencionar e cada qual sabe de si, evidentemente.
    De qualquer modo, mesmo em lua-de-mel a três, o importante é que se divirtam e aproveitem bem essa semana seja cá dentro ou lá fora.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, concordo, mas o marido quer o filho connosco. Há que respeitar. :)

      Eliminar
    2. O meu marido nunca quis tirar um ou dois dias sem filhos, até ao dia em que insistiu para irmos só os dois, 4 dias (aniv de casamento). Pormenor: amamentava o mais novo. Levei tempo para aceitar. Apesar das saudades e sentimento de culpa foi ótimo para descansar, DORMIR e namorar. Felizmente consegui retomar a amamentação.
      Apesar das férias em família serem muito importantes, de vez em quando tb merecemos descanso. Nem que seja um fim-de-semana a dois, em casa.
      Felicidades S*!
      SM

      Eliminar
  4. Que seja uma lua-de-mel MUITO feliz!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Como é que em tantos anos nunca conseguiam tirar férias em conjunto? Um ano ou outro entendo, agora assim tantos.. Algum de vocês trabalha num local de férias 'obrigatórias' ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque o meu trabalho não era fácil para as ditas férias de Verão - Julho e Agosto eram meses terríveis. E porque o marido geralmente arranjava sempre um trabalho complementar no Verão, pelo que não tinha férias. Ora. Nem toda a gente tem trabalhos e horários santos. :D

      Eliminar
  6. Desde que sejam felizes e aproveitem muito, é o que importa. Não é preciso ser nas Maldivas para uma lua de mel ser especial! Portugal tem muitas coisas lindas para ver e terão muitos anos pela frente para fazerem viagens a dois mais longas e/ou fora do país.

    ResponderEliminar
  7. Fiquei curiosa com a zona que escolheste :) Assim de repente pensei em óbidos (super romântico e bonito) e Marvão (igualmente romântico) . Acertei? Beijinhos e desfruta da tua lua de mel =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poderia ser, mas não será. :P

      Eliminar
    2. A S* não quer fazer uma longa viagem de carro... Será Aveiro ou Viseu?

      Eliminar
  8. Já sei: vai passar a lua-de-mel num apartamento do prédio do Coutinho. 😜

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.