Avançar para o conteúdo principal

Do Jejum Intermitente - Update

Continuo firme e hirta na prática do Jejum Intermitente desde 1 de janeiro. Devo ter quebrado o jejum uma dezena de dias, nestes três meses e picos. 

O corpo habitua-se, a verdade é que não me custa assim tanto. Não perco peso assim tão facilmente porque não sou particularmente cuidadosa na minha janela horária para comer. Mas quatro quilos já foram à vida e os colegas dizem que até parece que perdi mais. Eu noto apenas nas calças, mas não estou propriamente preocupada com isso. Sinto-me bem por estar a fazer algum esforço, mas não tenho grandes ambições e objectivos. Se conseguir perder mais meia dúzia de quilos, fico muito contente. Se demorar meio ano a atingir a meta, pois que seja.

Abracei mesmo o Jejum Intermitente como "filosofia", como forma de vida, e não pretendo desistir tão cedo. 

Mas minhas amigos e meus amigos... Eu posso estar em jejum, mas vou ao site onde giro as minhas receitas da Bimby e é com cada lista mais deliciosa... Tenho 1001 receitas tão boas para experimentar...

Uma vez lontra, para sempre lontra. Mais vale aceitar!

Comentários

  1. Jejum intermitente? explica-me isso... como é que isso funciona??

    Novo Post no Table for two! 3 Sugestões para este fim de semana!

    Beijinhos!
    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  2. Ai, não consigo. No outro dia não consegui tomar o pequeno-almoço e uma hora depois de ter chegado ao trabalho já o estômago rosnava de fome. Nem concentrada conseguia estar. :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada um encontra a melhor janela horária para si. Não comer depois das sete da tarde já é muito bom para alguns. Num estudo de reincidência de cancro na mama, as mulheres que não comiam depois de determinada hora, tinham uma reincidência muito inferior em relação ao grupo de mulheres que comiam depois de certa hora. Peço desculpa por não ter números nem referências, mas não tenho tempo para procurar agora. Só quero dizer que o pouco que conseguimos fazer é melhor do que nada. :)

      Eliminar
    2. Sou uma mulher esfomeada. Se não comesse nada depois das 19h, já nem dormia direito com a fome. :) Pelo menos uma sopa tenho de jantar. Acho que o melhor método para mim não passa pelas horas extra de jejum. :)

      Eliminar
  3. Querida S* prepara-te para o “ataque” com comentários maldosos...
    Eu não sou a favor do jejum intermitente porque acho que há formas mais “saudáveis” e equilibradas para emagrecer, mas se funciona contigo e se estás satisfeita, parabéns pela força de vontade.
    Também não concordo com a frase “lontra uma vez, lontra para sempre” porque tenho a certeza que quando queremos conseguimos, tudo é possível, com excepção de casos em que é complicado engordar/emagrecer por motivo de doença.
    Exceptuando esses casos, nada é impossível.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Se te sentes bem e está a resultar, força com isso. Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Ando a ver se ganho coragem para fazer o mesmo. Depois diz se resulta! _Telma.

    ResponderEliminar
  6. Como (futura) profissional de saúde, não concordo nada com essa prática. Existem formas muito mais saudáveis de emagrecer, que não exigem tanto sacríficio e que não brincam com o organismo desta forma.
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.