Avançar para o conteúdo principal

Sad but true


Sabes que já não caminhas para nova quando, confrontada com chuva forte durante a tarde, o teu primeiro pensamento é "caramba, esqueci-me de meter o estendal da roupa dentro de casa!".

Comentários

  1. Também me acontece! Vida de adulta é mesmo assim, as preocupações e prioridades são outras!😊

    ResponderEliminar
  2. Ou tens a app do IPMA no telemóvel para saberes quando chove. Uma Crazy Lady do tempo...

    ResponderEliminar
  3. Não tem a ver com a idade, tem a ver com responsabilidade e saber que o trabalho nos sai do lombo! Quase toda a gente hoje em dia tem empregada e não precisa de se preocupar com estas "ninharias" e desvaloriza, mas quem sabe trabalho que dá...
    A minha mãe numa sempre foi super cuidadosa com a roupa, por isso quando eu não tinha aulas e ficava em casa durante a tarde na parte de tarde estava sempre atenta...por isso não tinha a ver com a idade! Hoje em dia já saí de casa dos meus pais há 3 anos e continuo a ser cuidadosa, mas hoje em dia temos uma grande ajuda chamada internet :-D vejo a previsão do tempo na aplicaçao do ipma (opção de previsão hora a hora) e nunca mais tive desgostos com a roupa :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com a parte da responsabilidade e não da idade. Não concordo com a parte da empregada, porque tenho uma que vai uma vez por semana, o que não me substitui nas tarefas diárias que têm que ser feitas, nomeadamente a parte da roupa (lavar, pendurar, recolher e passar), louça e limpezas que não podem ser feitas só uma vez por semana. Ajuda muito mas sei bem o trabalho que dá :-)

      Eliminar
    2. Claro, eu estava a referir-me a quem as tem 2 ou 3 vezes por semana (ou até todos os dias). Confesso que não é que não tenha possibilidade de ter empregada, a minha mãe numa fase da sua vida em que andava muito em baixo precisou de ter, mas saio a ela e sou uma esquisitinha com outros a mexerem nas minhas coisas, especialmente roupa. Quando a minha mãe andou doente e a senhora ia lá duas manhãs por semana, a minha mãe nunca deixou que ela estendesse ou passasse roupa :-D

      Eliminar
    3. Também tenho empregada, mas no que toca ao tratamento de roupa, sou eu que faço tudo.

      Eliminar
    4. Rita, eu só tenho empregada depois de ela estar uns dois anos na casa do meu pai e eu poder confiar a 100% nela. Não só pela casa e limpeza, mas també por causa dos meus gatos. Tem que ser alguém que goste deles e que tenha cuidados :-)

      Eliminar
    5. Andava eu na faculdade, entre bebedeiras (muitas) e estudos (poucos) e aconteceu-me algumas vezes, estar a chover e temer pela roupa que tinha na varanda. É, não é da idade, é da vida de cada um.

      Eliminar
    6. Eu também tenho um gato e teria imensa dificuldade em confiar a casa a alguém, já ao meu marido tenho estar sempre a fazer mil recomendações porque é um despassarado :-D
      Se tivesse empregada o meu problema nem seria confiança a nível dos meus "bens", mas com a roupa é mesmo cisma com a minha própria organização :-)

      Eliminar
  4. ahah, lá vai a roupa ficar toda encharcada!

    ResponderEliminar
  5. Looool, somos tão iguais umas às outras! Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Então somos duas que não caminhamos para novas :)

    ResponderEliminar
  7. Podes crer, acontece-me pensamentos semelhantes!!

    ResponderEliminar
  8. E que tem isso a ver com a idade?
    A minha filha de 14 anos, quando está sozinha em casa (trabalho a 60km), já sabe que se houver roupa a secar e que se começar a chover tem de recolher a roupa.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Um ano a dois

Como o tempo voa, hoje celebro um ano de um relação calma, que me foi conquistando aos poucos e que, hoje em dia, me dá todas as certezas. Quando nos conhecemos, em Abril do ano passado, viramos amigos. Na verdade, tornou-se meu confidente e aturou-me durante semanas e semanas a "chorar-me" por outra pessoa. Já eu percebi que ele gostou de mim no primeiro café que tomamos, mas como é tão ou mais discreto que eu, nada feito. Ficamos assim, entre avanços e recuos, entre conversas diárias e afastamentos semanais. Ao meu lado quando fui operada e nos dias que se seguiram. Eu ainda sem rumo, à procura de algo que não sabia ainda o que era. Foi no dia 6 de setembro de 2021 que a amizade evoluiu para algo mais.  Desde o primeiro dia que não me deixou dúvidas de que queria estar ao meu lado. Acho que foi exactamente isso que (de forma um pouquinho "umbiguista") me fez apaixonar por ele. Sempre percebi que gostava de mim. Sempre me senti acarinhada, querida e desejada.  Dura