Avançar para o conteúdo principal

Amuei...


Perdi o meu anel favorito. Fui às compras, meti o anel ao bolso para pegar nos sacos (ou achei que meti...) e o desgraçado desapareceu em combate.

Fico chateada, mas é claro que fico chateada...

Comentários

  1. Foi o anel de noivado? :)

    ResponderEliminar
  2. Resta a foto para o recordar.
    Kis : }

    ResponderEliminar
  3. Mas isso de ficares chateada não te devolve o anel,sabias?

    ResponderEliminar
  4. Ohh, é normal que fiques chateada, eu também ficaria!

    ResponderEliminar
  5. Mas porque é que tens de tirar o anel para pegares nos sacos?!...
    Eu felizmente, não gosto de usar anéis...já me basta a aliança de casada!...:-)
    xx

    ResponderEliminar
  6. E não será q caiu para dentro dos sacos ?


    Rita Fernandes

    ResponderEliminar
  7. Aliança também me aleija mas já apanhei um susto uma vez agora carego os sacos e não me queixo que é melhor.

    ResponderEliminar
  8. Odiava se me acontecesse... :/ Que pena S* :(
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  9. É chato... Não consegues encontrar algum sítio onde vendam um igual?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conseguir, consigo, se calhar. Mas é dinheiro que gasto. lol

      Eliminar
  10. Quem não fica chateada quando perde algo de que gostava? Mas há coisas piores, certo?

    ResponderEliminar
  11. É daqueles acidentes que acontecem e ficamos aborrecidos porque as vezes nem tinham de acontecer. Mas isso com o tempo vai passar e vais ter outro preferido

    ResponderEliminar
  12. Respostas
    1. Pois... era lindo. Julgo que é colecção Eugénio Campos. Comprei na Ourivesaria D'Prata, em Viana. Têm venda online, no Facebookas. ;)

      Eliminar
  13. Também detesto perder coisas... É tão chato! Mas foi no supermercado? Será que alguém o encontrou e entregou nos "perdidos e achados"? Era bom... :/

    ResponderEliminar
  14. Sei bem a sensação. Tbem perdi um dos meus anéis favoritos. Mas entretanto aparecem outros ainda mais bonitos :p

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.