Avançar para o conteúdo principal

Gente estúpida é outra coisa


«Depois de ter defendido em outubro do ano passado que o país aguentava mais austeridade, o presidente do BPI voltou ontem ao tema com um novo argumento: Se os sem-abrigo aguentam porque é que nós não aguentamos?

"Se os gregos aguentam uma queda do PIB (Produto Interno Bruto) de 25% os portugueses não aguentariam porquê? Somo todos iguais, ou não?", questionou-se Fernando Ulrich durante uma conferência de imprensa de apresentação de resultados do BPI, em Lisboa.

"Se você andar aí na rua e infelizmente encontramos pessoas que são sem-abrigo, isso não lhe pode acontecer a si ou a mim porquê? Isso também nos pode acontecer", acrescentou durante o encontro com os jornalistas. 

"E se aquelas pessoas que nós vemos ali na rua, naquela situação e sofrer tanto aguentam porque é que nós não aguentamos? Parece-me uma coisa absolutamente evidente", rematou o banqueiro.»


Ler mais.


Este senhor está a ver se se enterra. Há uns tempos arranjou a pá, com aquela baboseira do "ai aguenta, aguenta". Agora, começou a cavar a própria cova.

Com o seu salário, caro Ulrich, pode crer que eu também me aguentava. 

Comentários

  1. Com o vencimento dele não se deve estar a incluir no "isso também NOS pode acontecer", pois não? Otário.

    ResponderEliminar
  2. É mesmo "gente estúpida é outra coisa!". Bah!
    Podíamos fazer assim, ele passava uma semaninha como sem-abrigo para provar a sua tese. E aí, nós já acreditávamos nele.
    Que tal?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Nem mais. Os políticos falam em "nos aguentarmos" mas quem acaba por sofrer as consequências somos nós e não eles!

    ResponderEliminar
  4. A demência não perdoa. Esse senhor é triste, muito triste.

    ResponderEliminar
  5. Não é estupido, é um monte de esterco!

    ResponderEliminar
  6. Este homem devia ser preso por tantas baboseiras. Dá-me uns nervos ver esta gente falar e decidir os nossos destinos de barriga cheia!

    ResponderEliminar
  7. Filho de uma grandessíssima ****!!!!!!!!!!!!!!

    (a mãe dele provavelmente não tem culpa, mas tive de expressar a minha raiva de algum modo)

    ResponderEliminar
  8. Isto é discurso de pessoa que fala de "barriga" cheia. Aguentar? Este senhor nunca vai saber o que é viver com dinheiro contado ou simplesmente sem ele. Por isso, claro que aguenta!

    ResponderEliminar
  9. Creio que ele não estava a falar para o povo em geral mas sim para os parceiros que ganham muito e que também vão levar com o corte, ou seja, a classe alta. Acho que aqui há uma falha de interpretação. O que está acontecer com o resto do povo pode também lhe acontecer e a todos os outros grandes senhores que por aí existem. E o povo anda há anos em crise e lá nos aguentamos!

    ResponderEliminar
  10. Parasitas,vivem à custa de quem realmente trabalha, e nós ainda temos de aguentar os "bitaites" deles. Falta-lhes é vergonha na cara. Outro que não suporto é o António Borges, eles que experimentem ir trabalhar e receber o salário mínimo, a ver o que dizem...

    Parabéns pelo Blog

    ResponderEliminar
  11. Fiquei completamente boquiaberta com estas afirmações. Como é possível?
    Mas que formação tens esta gente? Que moral?
    Se fala com tanta convicção que comece ele a propor a diminuição do seu salário! Se há gente a aguentar com menos de 500€ porque raio ele também não aguenta?!
    Todo este movimento em volta de dinheiro, lucros e mais dinheiro deixa-me tão desiludida com o futuro. Como é possível praticamente se olhar para mendigos como uma forma normal de vida?

    Fiquei mesmo revoltada.

    ResponderEliminar
  12. Fala de barriga cheia esse caramelo...

    ResponderEliminar
  13. "Os sem-abrigo aguentam". WHAT???
    Aguentam o quê? Sobrevivem. Até as crianças da Etiópia aguentam. Toda a gente que está viva aguenta.

    Mas será que este senhor sabe o que é qualidade de vida (que não a dele próprio)?

    ResponderEliminar
  14. S* tu e muitos outros não estão a perceber bem a mensagem, mas quem nos manda a nós ter pouco dinheiro, hein? É que isso já não se usa!

    ResponderEliminar
  15. Um perfeito imbecil!
    Ainda sonho com o dia em que gentalha desta seja responsabilizada pela miséria que estão a causar!

    ResponderEliminar
  16. Meta as opiniões dele no cu, falando bem e depressa! Mete nojo, mas onde vive ele, senhores? N deve ser no mesmo sítio q nós!!

    ResponderEliminar
  17. que filho da puta, a alimentar-se da desgraça de pessoas que mereciam com certeza uma segunda oportunidade na sua vida...

    ResponderEliminar
  18. E se ele levasse um par de murros naquela tromba, será que aguentava?!

    (desculpa lá a linguagem mas não consegui resistir)

    ResponderEliminar
  19. Olha filha a ele é que o Taveira podia dizer... Aguenta e não chora...

    ResponderEliminar
  20. Ele que se modere no que diz e redobre a sua segurança pessoal...

    ResponderEliminar
  21. Eu fiquei incrédula... Como é que é possível alguem dizer isso?

    ResponderEliminar
  22. Então a ideia dele é virar-mos todos sem-abrigo até o pais de endireitar?
    Que discurso tão infeliz.

    ResponderEliminar
  23. Vivemos num país com liberdade de expressão. Para o bem e para o mal. E este faz parte do "mal". Idiota chapado.

    ResponderEliminar
  24. Falta de respeito com o ser humano. Um absurdo.

    ResponderEliminar
  25. Eu também não me aguentava com um salário assim
    Parece o meu patrão a falar...

    Vou estar fora da blogosfera umas semanas, por isso, beijocasss e um até já!

    S.

    ResponderEliminar
  26. Oh pá, não ponhas estas coisas no teu blog, que eu fico mal disposta logo de manhã... :(
    Eu que apanhasse agora o homem e uma pá, que eu dava-lhe o "aguenta"!

    ResponderEliminar
  27. Fernando Ulrich... um dia... sem abrigo??? Desculpa, mas deixa-me atirar para o chão e rebolar a rir! Já volto... quando parar de rir...!!!

    ResponderEliminar
  28. esse tipo devia de ter vergonha!! Alguém que lhe dê dois estalos bem dados por favor!!

    ResponderEliminar
  29. Só fala assim porque nunca chegará a passar por isso com o que ganha e não tem a minima noção do que é passar dificuldades, mas há pessoas que podem realmente chegar a essa situação.
    Parvo, estupido e mais uns quantos palavroes que me apetece chama-lo.
    Bom fim de semana
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  30. Acho que há muito álcool e drogas por detrás dessas palavras. Só pode.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  31. Eu tenho cá para mim que o cú deste "senhor" tem uma inveja tremenda da merd@ que lhe sai pela boca....

    Mas conseguiu uma coisa que poucos políticos conseguem, que é gerar consenso entre a população... É que toda a gente acha que o senhor é um grandessissimo filho da pu...

    ResponderEliminar
  32. Se ganhasse o que ele ganha também não me preocupava muito. Não me transformava era numa besta!
    Bjs

    ResponderEliminar
  33. ele debaixo da ponte um mês, nem sabe o bem que lhe fazia à mente e ao corpo

    ResponderEliminar
  34. a gente que devia estar calada em vez de dizer tanta merda
    bjs*

    ResponderEliminar
  35. Deus me livre tanta estupidez e burrice numa pessoa é dose.

    ResponderEliminar
  36. Depois admira-se se algum dia for atropelado!

    ResponderEliminar
  37. pois ele que experimente a ser sem-abrigo um mêsito a ver como é...não que eu saiba mas pronto!!!
    ***beijitos

    ResponderEliminar
  38. Ele tem uma grande lata, mais valia era estar calado!

    ResponderEliminar
  39. "Aguentar" quer dizer que não morremos, é isso?
    É um demente esse homem, ele que vá um mês viver como um sem abrigo, também aguenta.

    ResponderEliminar
  40. Gostava de o ver tentar viver como o comum português.
    E já nem digo com a classe baixa, bastava viver como a quase extinta classe média e levar com os cortes todos, as contas a aumentar e o dinheiro a diminuir para ele ver o que era "Aguentar".

    Há gente muito idiota neste mundo.

    ResponderEliminar
  41. E como se não bastasse,disse estas bacoradas no dia em que o banco apresentou um lucro de 250milhões!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  42. E eu ainda fico surpreendida e indignada... esta gente vive tão afastada da realidade, com as suas noções cristãs de caridade, que me deixam de boca aberta...

    ResponderEliminar
  43. Quanto mais ganham, mais querem ganhar / roubar!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.

Um ano a dois

Como o tempo voa, hoje celebro um ano de um relação calma, que me foi conquistando aos poucos e que, hoje em dia, me dá todas as certezas. Quando nos conhecemos, em Abril do ano passado, viramos amigos. Na verdade, tornou-se meu confidente e aturou-me durante semanas e semanas a "chorar-me" por outra pessoa. Já eu percebi que ele gostou de mim no primeiro café que tomamos, mas como é tão ou mais discreto que eu, nada feito. Ficamos assim, entre avanços e recuos, entre conversas diárias e afastamentos semanais. Ao meu lado quando fui operada e nos dias que se seguiram. Eu ainda sem rumo, à procura de algo que não sabia ainda o que era. Foi no dia 6 de setembro de 2021 que a amizade evoluiu para algo mais.  Desde o primeiro dia que não me deixou dúvidas de que queria estar ao meu lado. Acho que foi exactamente isso que (de forma um pouquinho "umbiguista") me fez apaixonar por ele. Sempre percebi que gostava de mim. Sempre me senti acarinhada, querida e desejada.  Dura

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?