Avançar para o conteúdo principal

Facto

Tenho pavor a trovoada.

Vou aninhar no sofá e esperar que passe. Com licença.

Comentários

  1. Junto-me à causa, eu e o meu cão estamos aqui aninhados no quarto à espera que passe :s

    ResponderEliminar
  2. Duas! Fico a morrer de medo que me rasgue a casa ao meio a qualquer minuto :o

    ResponderEliminar
  3. Como te percebo *peaches* o que eu dou para assitir a uma boa trovoada.
    Mas agora pergunto eu, onde e a trovoada? por estas bandas nao se ouve nada.
    PR

    ResponderEliminar
  4. Ver os relâmpagos perto do rio ou do mar é bonito :) (em segurança, claro!)

    ResponderEliminar
  5. Eu gosto mas tenho muito respeitinho...

    ResponderEliminar
  6. Eu adorooo trovadas!!! Então manda para Lisboa, sff!!!

    ResponderEliminar
  7. Eu gosto :D É uma boa razão para haver "ninho" :D
    Podes mandá-la para cá, eheheh. E já agora se houver neve, manda também :D

    ResponderEliminar
  8. Também eu S*... aqui ainda não troveja e espero sinceramente que fique assim porque até me dá voltas à barriga com os nervos quando oiço trovoada.

    ResponderEliminar
  9. Faz como a minha mãe: fecha os estores e apaga as luzes! :))

    ResponderEliminar
  10. Por cá também trovejou na sexta-feira à noite. Mas foi daquelas trovoadas quentes, próprias de climas tropicais. Eu adoro ouvir a trovoada, também aninhada no sofá.

    ResponderEliminar
  11. Se estiver abrigadinha, de preferência nos braços do meu homem, não tenho medo nenhum!
    Até gosto bastante!

    ResponderEliminar
  12. Em casa passa, mas na rua tenho pavor.

    ResponderEliminar
  13. Lol, tadinha. Vais ver q passa rápido xD

    ResponderEliminar
  14. também detesto, mas passei a ter mais medo do vento....

    ResponderEliminar
  15. Por aqui nem sinal de chuva, mas está um frio...

    ResponderEliminar
  16. Eu e o gato não gostamos nada de trovoada :(

    ResponderEliminar
  17. PR, no Minho a trovoada chegou pelas 14:30 e voltou por volta das 19.

    ResponderEliminar
  18. ai eu gosto de ouvir...mas longe!!!
    :)

    ResponderEliminar
  19. Somos duas. Sei o que provoca a trovoada e que esta não é tão maléfica como soa, mas mesmo assim morro de medo quando há trovoada.

    ResponderEliminar
  20. aiiii a sério, odeio trovões também :/

    ResponderEliminar
  21. Eu também. É das coisas que me faz mais impressão, sobretudo se andar na rua. Bah.:o

    ResponderEliminar
  22. Eu também tenho muito medo, então quando estou sozinha esse medo quadriplica.

    ResponderEliminar
  23. Eu também fico apavorada, especialmente se for muito forte.

    ResponderEliminar
  24. Eu por acaso gosto de estar em casa a ouvir a trovoada! :D

    ResponderEliminar
  25. eu já tive mais, agora até vou sendo forte!

    ResponderEliminar
  26. Desde pequenina que adoro trovoada :) ia sempre para a janela ver os desenhos que os raios formavam no céu e o clarão, antes do trovão :) ainda hoje gosto de ver. Mas tenho a noção do perigo que é andar na rua enquanto troveja, por isso aprecio sempre o espectáculo dentro de portas. A minha bicharada também me acompanha neste gosto. A cadela só ladra se trovejar durante a noite, de dia não lhe faz diferença.
    Já de vento forte, não gosto nada e tenho pavor :-/ fecho-me a sete chaves em casa com janelas todas fechadinhas até cima :-/
    Cada um com o seu medo...

    ResponderEliminar
  27. :) eu confesso que não me faz grande diferença...

    ResponderEliminar
  28. Em adoro trovoada, mas é só em casa. Se estiver na rua, encolho-me toda.

    Big Kisses

    ResponderEliminar
  29. pavor não, mas também não acho grande piada!

    ResponderEliminar
  30. Gosto de trovoada! E de estar à janela a ver os relâmpagos... O que me valeu alguns raspanetes dos pais quando era mais nova. Cada um com a sua pancada!

    ResponderEliminar
  31. Ai eu adoooooro!!! Amo o inverno, trovões, chuva, vento... Fazem-me sentir bem. Gosto de sair à rua de guarda-chuva em riste. Sofro é no verão!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.