Avançar para o conteúdo principal

Pensamento feminino Vs Pensamento Masculino

Ora, eu vejo o novela. Como eu vejo a novela, o Cristo do namorado também se habituou a ver a novela. Na novela, os protagonistas estão apaixonados, iam casar mas, oh azar do destino, o homem engravidou outra mulher num momento de loucura, depois de beber umas quantas garrafas, e num período em que estava separado da protagonista.

No episódio de ontem diz então o Estevão (o da novela) à Maria (a protagonista com quem ele ia casar):

"Oh Maria, estou tão arrependido... Se eu pudesse voltar atrás..."

Digo eu, em jeito de comentadora-de-novelas: "Se eu pudesse voltar atrás usava preservativo!" (mas pinocava na mesma com a outra).

Diz o namorado, mesmo à homem: "Se eu pudesse voltar atrás, ia-lhe ao c*" (e assim a "outra" não engravidava).


Esperto o meu namorado, esperto.

Comentários

  1. Ah ah ah! Desculpa mas a resposta do teu namorado é genial xD

    ResponderEliminar
  2. Wowwww, hahaha... agora fizeste-me rir, hehehe... :) kiss

    ResponderEliminar
  3. Eles são um bocado mais radicais xD

    ResponderEliminar
  4. As mulheres gostam é de complicar, os homens preferem sacrificar-se em prol da alegria geral e resolver as coisas de forma (por vezes lubrifica mas) fácil!! :P

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  5. Se os homens fossem todos como o teu namorado evitavam-se acidentes de percurso :)

    ResponderEliminar
  6. AAHAHAHAHAHAHAAHA ;) OS homens e os seus pensamentos... ;P

    ResponderEliminar
  7. LOOOOOOOOL... Só tu pra me fazeres rir!

    ResponderEliminar
  8. bem pensado e ainda bem por esse cano ainda ninguém engravidou
    kis :=) e fizeste-me rir hihihih

    ResponderEliminar
  9. Amei ! :')

    Ahaha, isto foi de rir agora !

    ResponderEliminar
  10. Eeheheheheh!!!
    O que eu já me ri... lol

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  12. Sabes, ela não conseguia engravidar dele, por isso o filho é do outro, o ex da Maria, de certeza. Eu nunca leio revistas, mas só pode ser assim para haver um final feliz!

    Mas, andam na pinocada e depois há que aceitar as consequências, mas não se precisa de ir viver com a pessoa só porque ela engravidou. Claro que não tinham mais cenários, então resolveram colocá-los a viver na mesma casa! lol

    :P

    ResponderEliminar
  13. ahahah Eli, sim, o filho é certamente do Diogo, que eu já li numa revista. :D

    Eli, aquilo é ridículo... quer dizer, então o rapaz bebe uns copos e engravida a outra (ou não engravida, porque não calhou) e a Maria ainda está com aquela cara de quem quer perdoar? Havia de ser na vida real!

    ResponderEliminar
  14. Obrigado pela primeira gargalhada que dei esta semana.

    Beijo

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  16. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  17. Rosa Fogo no seu melhor...hehe! esse comentário é tão masculino! Os homens tem assim uma sensibilidade mais...especial! :/

    A Catarina e o Diogo devem morrer e a Maria e o Estevão vao criar o bebe...como só nas novelas!!!

    ResponderEliminar
  18. eu sou homem e usaria as duas técnicas. mas não me parece que faça de mim um exemplar masculimo sensivel...

    ResponderEliminar
  19. final de post muito pouco delicado/educado.

    ResponderEliminar
  20. Ana, quem não diz um palavrão de vez em quando? :)

    ResponderEliminar
  21. Não é o palavrão em si mas o contexto que achei (e desculpe é só o que eu acho) boçal.

    ResponderEliminar
  22. Ana, estás à vontade. Eu não tenho problemas com esse tipo de linguagem, utilizada em casa e com quem temos confiança. ;) beijoca

    ResponderEliminar
  23. Aahahahaha aii a sensibilidade masculina. O que eu me ri :)

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.