Avançar para o conteúdo principal

Da hipocrisia

Tenho um casamento dia 30 de Outubro pelo que, como é normal nas mulheres, tentei marcar cabeleireiro para esse dia.

Pois quê amiga! Tudo ocupado.

Sabiam que os cabeleireiros estão atolados de marcações porque dia 1 é Dia de Todos os Santos? Sabem que as senhoras vão arranjar o cabelo para ir ao cemitério arranjar as campas?

Que coisinha patética.

Comentários

  1. Antes fosse para ir ao cemitério arranjar as campas! Vão arranjar para o dia 1, porque no dia 1 toda a gente se encontra, toda a gente se vê, toda a gente se comenta!

    ResponderEliminar
  2. É verdade sim! O nosso país ainda é algo retrógrado em muitas coisas...esta é uma delas...

    ResponderEliminar
  3. What???
    Grandes convívios nos nossos cemitérios...

    ResponderEliminar
  4. Do mais estupido que há! Arranjam unhas, vestem as melhores roupas e lá vão as peruas visitar os mortos. Nojento

    ResponderEliminar
  5. Pode ser porque é fim-de-semana e é quando as pessoas têm tempo de ir ao cabeleireiro. É que ir arranjar o cabelo para ir ao cemitério...

    ResponderEliminar
  6. Eu não acho patético. Só se também for patético pôr flores em campas. Felizmente não tenho ninguém para visitar nesse dia, mas se estivesse lá alguém pessoa que amo, não só comprava as melhores flores como me apresentaria da melhor maneira. São os nossos mortos, fazemos-lhes homenagem como quisermos, como gostamos, como somos capazes. Não há nada de patético nisso.

    ResponderEliminar
  7. Oh, pode não ser por esse motivo..

    ResponderEliminar
  8. margarida, não sei se tens por hábito visitar os cemitérios e ir à missa nesse dia. Eu tenho. Faço-o há 21 anos. Mas TODAS as semanas a minha família coloca bonitas flores nas campas dos familiares. Daí não sentirmos essa necessidade - que sim, eu julgo patética - de fazer uma grande festa, pôr uma campa toda espalhafatosa e ir ao cabeleireiro no dia 1. Um dia, não são dias. Não podes compensar o que não fazes num ano, celebrando um único dia.

    Além do mais, talvez por ser de uma terra pequena, sei SIM que as pessoas se arranjam por vaidade, para mostrar aos outros. Quase concorrem para ver quem tem a campa mais imponente.

    Não é pelos mortos. É pelos vivos mesmo.

    ResponderEliminar
  9. É a mesma coisa quando vão à Igreja. Funciona como convivio com outras pessoas e para isso têm de estar arranjadas. Bjs

    ResponderEliminar
  10. Uma pessoa tem de estar bonita para ir a qualquer lado!

    ResponderEliminar
  11. e mais grave ainda, nesse dia o buraco do ozono vai abrir ainda mais por causa da emissão de gases devido ao uso excessivo de laca para o cabelo!

    eu sei que a maioria das mulheres são muito apegadas ao cabeleireiro do costume mas o que podes fazer é cortar o cabelo agora se precisares de corte, e arranjar noutro sitio para o casamento =/ mas acredito que seja uma data imposssivel

    ResponderEliminar
  12. Concordei com o comentário que fizeste à Margarida. Não é num dia que se compensa o ano inteiro.
    Eu sou anti-cemitérios, por assim dizer. Eu, e grande parte da minha família. Todos achamos temos que cuidar das pessoas enquanto vivas, e não depois. Sim tudo bem, até fica bem e é sinal de "respeito" vá, mas é coisa que não fazemos.
    Já por isso quero ser cremada. Tanto eu como muitos familiares.
    Não damos trabalho a ninguém e assim podem-nos recordar em qualquer lugar, e não ter de ir a um cemitério :)
    Mas nada contra a quem o faz, atenção!

    ResponderEliminar
  13. Sério? Será que está difícil arranjar bom parceiro por estes lados?

    ResponderEliminar
  14. É o costume. Para verem e serem vistas, e poder comentar. É que nessa altura muita gente que está fora volta à aldeia/vila de origem...

    Bjokas

    ResponderEliminar
  15. Fogo, não fazia ideia que era assim =S cerdo lol

    ResponderEliminar
  16. O que é importante para uns nada significa para outros. Ás vezes apenas se quer arranjar um motivo, uma desculpa, para ir ao cabeleireiro, ou para comprar roupa ou sapatos novos, pelo menos assim algumas mulheres em vez de responderem aos maridos "preciso de ir ao cabeleireiro porque sim" sempre podem dizer "dah amanhã é dia dos mortos!!!"

    ResponderEliminar
  17. Será que é por esse motivo? Ao que isto chegou...

    ResponderEliminar
  18. nunca se sabe quem se pode encontrar nesses sítios, ou quem pode estar a ver nesses sítios e depois o que diriam.

    depois era a vergonha, o falatório...

    :P

    ResponderEliminar
  19. Bem, se as senhoras também vão arranjar o cabelo para ir fazer outras coisas quaisquer ou, simplesmente, para não ir a lado algum, porque não para ir ao cemitério?!

    ResponderEliminar
  20. A gente já sabe que as velhas tem de se aprumar todas, porque senão andam a ser malfaladas...

    ResponderEliminar
  21. hehehheh e depois dizem que os mortos se alebantam... que ficam todos malucos...... claro elas vão pra la provocar!

    ResponderEliminar
  22. Que coisa macabra. Ninguém vai arranjar o cabelo para ir ao cemitério.

    Mas olha... arranja uma cabeleireira particular que te acuda dia 30!

    ResponderEliminar
  23. Que coisa macabra. Ninguém vai arranjar o cabelo para ir ao cemitério.

    Mas olha... arranja uma cabeleireira particular que te acuda dia 30!

    ResponderEliminar
  24. Que coisa macabra. Ninguém vai arranjar o cabelo para ir ao cemitério.

    Mas olha... arranja uma cabeleireira particular que te acuda dia 30!

    ResponderEliminar
  25. Gostei e concordo plenamente com aquela resposta (não é pelos mortos, é pelos vivos).
    Infelizmente a hipocrisia já chegou aos cemitérios. Por vezes, enquanto vivos, são tratados como indigentes e depois mostra-se ao vizinho como é bonito pôr flores na campa, de peruca toda aperaltada.
    Ao menos façam como a outra que mijava na campa do marido, porque "cada uma chora por onde sente saudades".

    P.S. Tens uma bicicleta daquela marca? :)

    ResponderEliminar
  26. concordo com o teu comentario á margarida.
    eu tambem penso assim

    ResponderEliminar
  27. Na terra dos meus pais até vão arranjar o cabelo para ir à missa no Domingo! :p

    ResponderEliminar
  28. Acredita que o dia 1 é um desfile de moda nesta país, que tem como palco de fundo os cemitérios. Há gente que compra roupinha nova para estrear neste dia. E claro que o cabelinho tem de estar arranjado. Enfim...

    ResponderEliminar
  29. não acredito :o
    que gente estranha, estes portugueses...

    ResponderEliminar
  30. Se sou pela liberdade individual, suponho que também sou pela liberdade colectiva.
    Todos somos susceptíveis a hábitos que os outros acham "patéticos". Que para nós fazem todo o sentido, e não deixarão de o fazer.
    Mas claro que temos e sempre teremos opiniões sobre as coisas. Todas as coisas. Venham elas.

    ResponderEliminar
  31. Eu acredito que seja esse o motivo, sim.

    Na terra do meu pai, para irem ao shopping(!), as pessoas vestem-se como se fossem para um casamento! E tomam banho de perfume e não podem ir com umas simples sapatilhas ou uma simples camisola, têm que ir com as melhores porque "parece mal". E não estou a falar de cor, parte da minha família é assim.

    Já para não falar que odeio entrar em igrejas nos meios mais pequenos. As pessoas não vão por devoção, vão para marcar presença. Quando entra na igreja alguém de fora, é vê-las todas num reboliço a virarem-se para trás e a cochichar como se fossem comboios a apitar.

    ResponderEliminar
  32. Eu, se estivesse morta, não gostava que fossem à minha campa sem irem ao cabeleireiro antes.
    É um ultraje!
    Uma pessoa está 1 ano à espera que os familiares passem pelo cemitério e depois ainda tem de levar com gente despenteada...

    ResponderEliminar
  33. De facto... se visse os meus familiares de ANO a ANO, também gostava que ao menos fossem à peluqueira e vestissem o melhor fato!

    lol

    ResponderEliminar
  34. É mesmo e durante o ano ninguém quer saber dos jazigos... para mim é o dia mais hipócrito do ano, bjs

    ResponderEliminar
  35. Não acho patético. Existem pessoas que sentem esse dia profundamente (familiares meus por exemplo) e percebo que queiram estar arranjadas.
    *

    ResponderEliminar
  36. Nao vejo o pq de ser uma coisinha patetica. Na cidade onde vivo isso n acontece, mas sei d zonas do país onde o fazem. E como há pessoas que se arranjam para sair à noite, para ir a festas, há aquelas que o fazem para ir à missa e/ou ao cemiterio. Nao vejo onde esta o mal.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.