Avançar para o conteúdo principal

"O Diário da Nossa Paixão"

"Volta. Olha-me mais uma vez, dá-me só mais um abraço, beija-me por um segundo que seja. Sorri-me em toda a nossa cumplicidade, mostra-me de novo esse paraíso no teu olhar. Enfeitiça-me ainda com esse perfume só teu, queima-me com os arrepios do teu toque. Faz-me rir, faz-me chorar, faz-me querer partir e não ir. Agarra-me, só para me largares no instante seguinte. Ri-te, chora – mas ri-te e chora comigo. Traz-me de novo sonhos pintados no céu, dá-me só mais uma vez a lua daquela noite, regressa para um único amanhecer apenas. (...)

Odeia-me, ama-me; permite-me amar-te, odiar-te, sentir todo um turbilhão demente de emoções. Ignora-me, ouve-me, desaparece e chama-me. Traz-me essa tua voz tímida só mais uma vez. Esquece-me, não me ames... mas volta. Volta."


O "Notebook" ou "O Diário da Nossa Paixão" foi dos filmes que mais me tocou até aos dias de hoje.

É remeloso? É.

É lamechas? É.

É uma utopia? Possivelmente.

Mas tem das histórias mais bonitas que já vi.

Inspirado no livro de Nicholas Sparks, este filme conta a história de um jovem casal. E é uma história real, inspirada no amor dos avós do próprio escritor. Ela menina rica, ele rapaz pobre. Apaixonam-se mas inevitavelmente são separados por uma sociedade demasiado preconceituosa. Tema muito batido, eu sei.

Mas eles ficam juntos até velhinhos. E ela fica doente, e esquece-se do que se passou. A doença não lhe permite recordar-se. Mas todas as manhãs ele lê para ela uma história de amor. Um ritual que se repete diariamente no lar de idosos onde ambos vivem agora. E ela deixa-se envolver pela magia da presença dele, do que ele lhe lê, pela ternura dele. E recorda-se. Por breves momentos, ela recorda.

Já vi o filme umas três ou quatro vezes e de cada vez que o revejo choro horrores. Baba e ranho, literalmente.

Comentários

  1. Adoro de piaxão este filme =)

    bjo****

    ResponderEliminar
  2. Ai quando eu vi esse filme no cinema foi um autêntico dilúvio!!!
    Era eu, a minha amiga e mais umas dezenas de gajas a chorar!

    Bjs*

    ResponderEliminar
  3. Adoro esse filme. Choro sempre. É lindo! Uma história de amor linda!

    ResponderEliminar
  4. Há filmes que têm esse efeito em nós, por isso há que ver e rever.

    ResponderEliminar
  5. É um filme muito bonito. Também me desfaço completamente em lágrimas de cada vez que o vejo.

    ResponderEliminar
  6. Vou referir-me ao autor do livro :)

    Não aprecio Nicholas Sparks ...

    Talvez tenha a ver com a altura da minha vida em que li 2 dos livros escritos por ele.

    ResponderEliminar
  7. Nunca vi esse filme e fiquei com curiosidade mas pelo que disseste a história é naturalmente comovente =)

    **

    ResponderEliminar
  8. Gosto tanto do filme, é o meu filme preferido de todos os tempos.. e choro, choro, cada vez q o vejo.. e fico sp a sonhar na utopia.. não vá ela realizar-se de verdade :) Adoro, é lindo demais!

    ResponderEliminar
  9. Cá está...este filme é uma bomba nas minhas emoções. É a prova de que apesar de tudo, o amor é lindo. Eu choro, a minha mãe chora, e se visse provavelmente a minha avó também choraria. Todos queremos uma história de amor assim, mas sem alzheimer.

    ResponderEliminar
  10. É mesmo um dos melhores filmes que ja vi! choro imenso! :$

    ResponderEliminar
  11. também já vi... lol
    é de ver com lenços de papel à mão.

    ResponderEliminar
  12. Esse filme é maravilhoso! Deu vontade de ver de novo. Pode até ser uma utopia, mas é muito tocante.

    ResponderEliminar
  13. Olá!
    Sem duvida...
    Toca-nos muito:=)
    També deitei..uma só lagrima :::
    ehehehe

    Beijocas

    ResponderEliminar
  14. Tenho essa opinião também do filme e confesso que tive de o arranjara para mim pois gostei mesmo e convêm ter um pacotinho de lenços para quando o ver não se vá dar o caso de nos cair alguma coisa para os olhos.

    Beijos

    ResponderEliminar
  15. Um jovem casal... apenas 6 ou 7 convidados no casamento. O pai da noiva nao quis ir... os pais do noivo nao aprovavam.
    Contra tudo e todos casaram!
    O dinheiro não era muito, por isso as nupcias nao existiram, e a boda foi num restaurante barato...
    Viveram numa casa arrendada onde para tomar banho tinham que aquecer a agua no fogao e o conforto da sala era um sofá velho.
    Não é facil... ás vezes tem que se dividir aquele bife! Olhar com aquela mágoa de nao se poder dar aquela vida fácil... nao ter aquele carro confortavel...
    25 anos depois renovam os votos. Tem casa propria, vao de nupcias para Espanha, antes ainda passam pelo Algarve...ficam em Hoteis.
    Nunca vao passar ferias um sem o outro, nunca dormem de costas voltadas... discutem, mas nao se humilham...
    Enfim...
    São os meus pais!
    E nao é um filme... é real!
    =)

    ResponderEliminar
  16. Adoro esse filme... foi a revê-lo que chorei pela última vez!!!

    Que história de AMOR linda!!!
    é um AMOR assim que todos queremos viver!!!
    Beijinhos e uma excelente semana, mesmo que de chuva!!!

    ResponderEliminar
  17. Também não vi nem li nada disso, ando a ficar mesmo desactualizado porra!!!
    Grande história a dos pais do Swadharma!!!

    ResponderEliminar
  18. Adoro o livro! adoro o filme, faz parte da minha biblioteca pessoal!lol

    beijinho

    ResponderEliminar
  19. Swadharma, se não fosse preciso esforço certamente que não se amavam nem metade. :) Parabéns pelos papás.

    ResponderEliminar
  20. Um bom filme, mas um livro excepcional :)

    ResponderEliminar
  21. Eu não vi o filme. Li o Livro e li tb um outro livro do Nicholas que é a continuação do Diário da Nossa Paixão. Não gosto de ver os filmes quando já li os livros. Acabo sempre desiludida!
    Beijo

    ResponderEliminar
  22. Já estive com o livro inumeras vezes nas mãos para comprar e ler, mas de facto o medo que seja um bocado lamechas faz-me ficar remitente... Mas sim, é uma obra que vou querer ler no futuro e claro quem sabe ver o filme...
    Ás vezes as histórias mais "batidas" são aquelas que nos arrepiam por sabermos que ainda acontecem a muita gente nos dias que correm...

    Beijos

    ResponderEliminar
  23. ola poxa blog tbm eh cultura nao sabia nda disso que vc falou agora ja sei... mas assim esse tipo de filme cansa de passar ou seja filme ou em novela... eu particularmente prefiro comedia.. rs, sou do blog www.mafiadospapagaios.blogspot.com depois da uma passada la xau bjo fik na paz ata to te seguindo fuiii

    ResponderEliminar
  24. Nunca vi o filme, só o livro e adorei :)

    ResponderEliminar
  25. Só li o livro...e fico por aki. Quando vejo o filme dos livros k leio apanho sempre uma desilusão...

    ResponderEliminar
  26. Ainda não li o livro, mas o filme está muitooo bonito (:

    *

    ResponderEliminar
  27. Ola Sanxeri
    Sigo o seu blog porque gosto muito de ler as coisas que escreve.
    O filme é lindo, mas se não leu o livro, não perca. E já agora, se ler "A alquimia do Amor",(é passado com filhos do Noah e da Ellie) vai adorar.
    Um beijinho
    SAO

    ResponderEliminar
  28. Tanto o livro como o filme estão na minha lista de espera:)

    ResponderEliminar
  29. aiai adoro coisas remelosas. beijo minha kida

    ResponderEliminar
  30. Para contrastar, eu nao tenho historia, lol =D

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.