Avançar para o conteúdo principal

Se calhar o defeito está em mim, mas não acho piadinha nenhuma ao Carnaval.

Quando era pequenita, tinha sempre umas fatiotas muito giras. Princesa, abelha, cigana, cowboy, palhaça... Era giro. Mas com o passar dos anos perdi o entusiasmo com esta época do ano. Não consigo ficar entusiasmada nem ter motivação alguma para arranjar um disfarce.

Se for um Carnaval tradicional, ainda aprecio. As matrafonas, os carros alegóricos, as sátiras, são coisas muito nossas, muito portuguesas, e eu gosto delas. Mas parece-me que há uma necessidade de abrasileirar o nosso Carnaval, o que acho deplorável.

Aqui em Viana do Chateaux, o corso é uma mistura de homens vestidos de mulheres, cabeçudos, críticas aos nossos políticos... E lá pelo meio vêm uns carros com música brasuca, com umas meninas despidas a (tentar) dançar samba.

No desfile do ano passado tivemos cães da ALAAR (Associação Limiana dos Amigos dos Animais de Rua) vestidos a preceito. Tivemos um Spider Dog, um BatDog, um cão enfermeiro, um cão disfarçado de abelha. Giríssimos.


O que é nacional é bom, certo? Temos o caso dos Caretos, muito usuais nas aldeias portuguesas. Os caretos são normalmente um grupo de jovens mascarados, que perseguem as pessoas nas ruas e declamam versos sobre a população da aldeia, brincando com os seus vícios e defeitos.

Creio que é isto que o povo gosta de ver. Gente divertida, despreocupada, com fatiotas mais ou menos ridículas. E é isto que o Carnaval deve ser: uma festa de diversão, de gozo. Por isso não gosto das imitações de samba, não se enquadram na nossa tradição.

Comentários

  1. Eu confesso que não ligo muito ao Carnaval, mas conheço muito boa gente que não perde esse dia por nada do mundo e que se diverte mesmo..e eu acho piada a isso:)

    beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Por acaso eu também detesto o Carnaval, mas pronto, que quem gosta se divirta, é tudo o que eu desejo.

    ResponderEliminar
  3. Pois há! Havia gente entusiasmadíssima lá no corso. :) Fico contente por isso. Para o ano vou tentar viver o Carnaval.

    ResponderEliminar
  4. Também acho absolutamente ridículo abrasileirar o carnaval português. Nunca consigo ter pena dos carnavais abrasileirados que ficam em ruínas por causa da chuva. Até torço para chover! :p)
    Concordo contigo. As tradições carnavalescas portuguesas são muito mais interessantes!

    ResponderEliminar
  5. Eu costumava adorar o carnaval! Este ano não tou assim com espírito...ainda tentei no sábado mas sem muito sucesso. Para o ano! :) Quando às moças tugas a tentar sambar...humm..não acho lá muita piada, até tenho pena delas que às vezes o frio é tanto e elas todas roxas ali a abanar-se...faz-me uma beca de espécie... ;)

    ResponderEliminar
  6. Maldosa menina. O que é nacional é bom, concordo em absoluto.

    ResponderEliminar
  7. este ano experimentei.. :) e gostei. ontem apanhei o comboio do entrudo para Ovar e foi festa até o sol raiar! claro que hoje o carnaval me passou ao lado..

    ResponderEliminar
  8. Eu gosto do carnaval. Faço nesse dia as macacadas que nao posso fazer nos restantes dias.


    RC

    ResponderEliminar
  9. Também não gosto nada do Carnaval.. Mas enfim...:P

    És de Viana do castelo..!
    beijinho.

    ResponderEliminar
  10. Eu cá também não gosto do Carnaval mas às vezes ainda me consigo "entusiasmar" com as meninas que tentam dançar o samba. :-PPP

    ResponderEliminar
  11. Este ano não vi o corso, estava muito vento:). No ano passado vi, mas não me lembro dos cães!!! Tambem gosto mais do Carnaval tradicional.

    Anacarsil

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.