Avançar para o conteúdo principal

Do Respeito

Sinto que a base mais sólida de qualquer relação é o respeito. Seja uma relação de amizade, romântica, de laços familiares ou de trabalho. Sem respeito, nada feito.

As pessoas podem eventualmente ter atitudes que não apreciamos. Podem até desiludir-nos, deixar-nos tristes, magoar-nos... Mas as coisas podem ser ultrapassadas - se assim entendermos e desejarmos - enquanto houver respeito e consideração.

Eu não sou uma pessoa que desiste facilmente. Quando gosto, gosto. Da família, dos amigos, dos colegas, de eventuais relações românticas. Sou uma pessoa que se entrega, que se dedica, que gosta de se dar, embora com as minhas limitações (que o anterior texto deixou bem claras).

Mas foda-se. Não ultrapasso a falta de coluna vertebral. A falta de rectidão. A falta de sentido de orientação na vida - um dia quer uma coisa, outro dia quer outra; um dia diz uma coisa, outro dia outra; um dia critica, no outro dia, pelos vistos, já não critica. Ora foda-se. 


Comentários

  1. Tenho lidado com isso nos últimos anos. Acredito que um dia poderá melhorar mas por agora tem sido sempre a descer.

    É muito duro lidar com a falta de verticalidade com que certas pessoas vivem.
    Eu tenho optado por " engolir sapos" por um bem maior, nao significando isso que me desvie do meu caminho. Sempre pela verdade, rectidão e honestidade. Espero sinceramente que compense.
    Força, coragem e muita paciência é o que te desejo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Posso ter muitos defeitos, mas sei o que quero e não quero, o que permito e não permito. Bom domingo!

      Eliminar
    2. Quantos e quantos sapos já engoli, até ao momento em que pura e simplesmente deixo de fazer e me afasto...e aí já não há volta a dar.

      Eliminar
  2. Sou mais uma que tem lidado com isso (o comentário anterior não é meu).
    Eu fiz igual a ti e digo o mesmo: fodasse!

    Há uma linha que separa a bondade da estupidez... e eu cansei-me de pessoas instáveis.
    Para mim respeito é tudo.
    Deixa de haver respeito e eu perco, definitivamente, a admiração pela pessoa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Totalmente. Ainda me surpreendo com a minha capacidade de ficar chocada com a falta de rectidão alheia. Mas fico.

      Eliminar
  3. Sou a anónima do primeiro comentário. Por saber o que quero/aceito e o que não, tomei a decisão de não partilhar mais a vida com a pessoa em causa.
    Mas tenho de continuar a lidar com a sua desonestidade e falta de verticalidade. Alguém que muda de ideias como quem muda de cuecas e que sabe muito bem reclamar direitos mas obrigações nenhumas.
    Farta estou, mas os filhos têm de ser preservados e é um "jogo" duro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamento mesmo muito. Seja forte.

      Eliminar
    2. Anónima das 11:44,
      Esse esforço, por tão boa causa e tamanho altruísmo (coisa de Mãe mesmo), não vai ser em vão, nem vai passar despercebido, ainda que demore um bocadinho. Muita força.

      Eliminar
  4. Tenho pena que vás embora aqui do blog.
    Não acompanho o blog pelo Facebook, uso o FB mais numa de coisa individual, mesmo privada.
    Mas, compreendo.
    E sim, deixa ir quem não salta nem uma poça por ti. É cansativo dar demais a quem não tem nada para oferecer (de bom).
    Estou igual... por muito que custe, depois da dor vem a libertação e o sol voltará a brilhar, não tenho dúvidas.
    😘

    ResponderEliminar
  5. Acabar com o blogue é dar poder a quem quer isso mesmo.. publicar aqui ou no face vai dar o mesmo mas tu é que sabes. desilusões dessas não devem ter o poder de nos afetar assim.. inteligência emocional..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O blogue não vai terminar. :)

      Eliminar
    2. Ok S*.
      Se é tempo que precisas, então tira esse tempo.
      E depois renasce das cinzas como a fénix, sempre firme e ainda mais forte.
      Às vezes não é para ser porque o melhor ainda está para vir.
      Um beijinho

      Eliminar
  6. Olá S*!
    Tira o tempo que precisares daqui.
    Mas não te esqueças de voltar :)
    Beijinhos e força.
    Tudo passa!

    ResponderEliminar
  7. Não percebi no Facebook um comentário a esta pausa falando da pipoca e do arrumadinho, mas o que importa é estejas bem 😁

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.