Avançar para o conteúdo principal

Dramas do século XXI

Depois de quase um mês de péssima assistência, hoje finalmente recolheram a minha Bimby para ir à garantia (começaram-lhe a aparecer umas estrias junto à pega e a borracha da lâmina já não veda totalmente,  pelo que prefiro arranjar já).

E agora? Como volto a cozinhar sem Bimby? Tenho-a há praticamente três anos e uso praticamente todos os dias - para todos os tipos de arroz, para refogados, para picar legumes, para sopas, para molhos, para deixar a carne a cozinhar enquanto faço outras coisas, para bolos ou biscoitos, panquecas ou pecados calóricos variados.

Já nem sei fazer um estrugido sem a maquineta... Não sei nem quero, que é a coisa que mais me aborrece!

Ainda por cima, com "os COVIDes", diz que estão a demorar entre 1 a 2 meses a fazer reparações. Ai mãe!

Comentários

  1. "para deixar a carne a cozinhar enquanto faço outras coisas" Não sou nenhuma anti-bimby mas nunca tive nenhuma, por isso não entendo mesmo as vantagens. Fazendo no fogão, eu também deixo a carne a arranjar enquanto faço outras coisas..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na Bimby deixo a bolonhesa a estufar 25 minutos e vou à minha vida. Não tenho de mexer, não tenho de controlar. Igual com arroz branco, de cenoura, malandro ou de feijão. Sai sempre bem e não corro o risco de deixar passar do ponto.

      Eliminar
  2. Vê-se mesmo que és do Norte (também sou) pelo termo “estrugido”. :D

    Não tenho bimby mas há uma maquineta na minha cozinha que é a minha melhor amiga - A airfryer.
    Faço de tudo lá, peixe, carne, legumes, bolos, pão, muffins, tudo mesmo e sem gorduras. Foi excelente compra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu amo de paixão a minha Bimby. Uso diariamente, para coisas grandes ou para preguiças menores (como o tal estrugido... É só deitar cebola, alho, azeite, triturar e cozinhar cinco minutos). Não é preciso mexer, verificar, cortar legumes... Impecável.

      Eliminar
    2. Também eu estou como a tua Bimby lol cheia de estrias :P
      Normal, nesta altura todos esses tipos de serviços estão com atrasos...pensa positivo, pode ser uma forma de te dedicares mais aos cozinhados e até pode ser que ganhes o gosto :)
      Bimby nunca tive, ofereceram-me um robot do mesmo tipo mas apenas usei uma ou duas vezes e acabei por o despachar no OLX pois não via grandes vantagens.
      Concordo com o comentário acima, no fogão também podemos sempre deixar a carne a estufar/cozer etc ou os legumes da sopa a cozer e ir fazendo outras tarefas, obvio que a meio do tempo convém dar uma espreitadela ;) com uma boa gestão tudo se consegue.
      Como se diz por aqui, só cantar e assobiar ao mesmo tempo é que não dá :D

      Eliminar
  3. "Bimby? Tenho-a há praticamente três anos e uso praticamente todos os dias" estudaste onde mesmo? E o quê?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que é 'quase' três anos, para não repetir o "praticamente"...

      Eliminar
    2. Isso não é erro algum. Foi propositada a repetição... Uso bastantes vezes redundâncias... Acho que é mais um estilo do que outra coisa.

      É quase como começar frases por "E". Supostamente não se faz, mas eu faço! Faço sempre. É o meu estilo.

      Não sou expert, mas, neste caso, não vejo mesmo erro...

      Eliminar
  4. Eu por acaso acho bastante diferente cozinhar com e sem máquina(s).

    O facto da máquina misturar a comida, não deixar agarrar ao fundo, controlar a temperatura e o tempo de forma precisa é, para mim, muito diferente de sair da cozinha com a comida no tacho.

    Não sei como é que funciona com vocês mas eu não consigo sair da cozinha quando estou a cozinhar. Uma coisa é dar um "salto" de 1-2 minutos a outro compartimento, outra é ir fazer coisas. Não consigo mesmo.

    Provavelmente tem a ver com o facto de uma prima minha ter incendiado a cozinha quando éramos adolescentes e pelo facto de uma outra tia quase ter perdido a casa num incêndio depois de se esquecer de algo no fogão.

    A minha mãe também sempre teve essa mania e sempre me meteu imensa confusão. Acho uma irresponsabilidade e até negligência fazê-lo.

    Por isso para mim é muitoooooo diferente ter uma máquina que me chama e que desliga em caso de eu não ir lá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal e qual o que sinto. Nunca agarra nada, nunca cola, nunca queima. Posso fazer o que tenho a fazer, que sei que a Bimby se desliga quando tem de ser.

      Eliminar
    2. Eu também não saio por muito tempo da cozinha se tiver panelas ao lume, tenho sempre receio de acidentes.
      No entanto, se estiver a cozinhar com máquinas saio bem mais tranquila.

      Eliminar
  5. Também adquiri um robot de cozinha há coisa de dois meses e uso para tudo ! Facilita imenso no dia-a-dia.

    ResponderEliminar
  6. Não tenho Bimby, mas é terrível quando ficamos sem algum electrodoméstico que usamos todos os dias... Pode ser que não demore tanto como eles dizem.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Imagino que sim, uma amiga minha há uns dias também ficou sem a Bimby e já não está habituada xD.
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.