Avançar para o conteúdo principal

Leituras


Hoje estou sozinha em casa. Por isso, vou-me instalar comodamente no sofá, com a televisão a fazer barulho de fundo, e agarrar-me a este livro. É algo complexo, porque mistura a história com paganismo (e eu não percebo nada do assunto), mas está a conquistar-me a cada página. Até amanhã.

Comentários

  1. Ainda não dei inicio à minha maratona de leituras, mas já tenho saudades!
    Boas leituras S* ;)

    ResponderEliminar
  2. Hum não conhecia o livro nem o autor!

    ResponderEliminar
  3. É sempre bom ler. Não conhecia esse livro, deve ser interessante.

    ResponderEliminar
  4. A minha chefe é WICCA. Tentou convencer-me a aderir mas faz-me confusão os seus cultos.

    ResponderEliminar
  5. Gosto de ler no silêncio. Amo o silêncio da madrugada e gosto imenso de ficar sozinha.

    Por agora estou a apreciar 4 filmes que trouxe da FNAC do Chiado. Por aí estive no Réveillon e além dos filmes veio na mala muita compota, embutidos e patês. Hummm... um delicioso pão de Ló e Bolo de Reis. A engordar... e a culpa é da vossa mesa, simplesmente divina.

    ResponderEliminar
  6. Ah... o silêncio, o estar sozinha em casa!... Com baby em casa não há silêncio! :)

    ResponderEliminar
  7. Oi. Já há tempos que sigo o blog, porque temos muito em comum. Por ex, também sou "uma" S (sou Susana Santos) e tenho uma mana gémea. :-) E acho q tu e eu temos feitios semelhantes em certas coisas. Estava a pensar em criar um blog. E chamar-lhe "As minhas coisas pequenas". Que dizes? :-P Beijoca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Susana, achp que deve escolher p nome que mais tenha a ver consigo... boa sorte!

      Eliminar
    2. Peço desculpa em meter-me mas também acho que o blog será muito idêntico e não era justo para a S.

      Eliminar
    3. Dora, também acho demasiado parecido... mas se a Susana gosta, força nisso. O que faz o blogue não é o nome. ;)

      Eliminar
  8. Eu ando a acabar a trilogia Millenium.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Um ano a dois

Como o tempo voa, hoje celebro um ano de um relação calma, que me foi conquistando aos poucos e que, hoje em dia, me dá todas as certezas. Quando nos conhecemos, em Abril do ano passado, viramos amigos. Na verdade, tornou-se meu confidente e aturou-me durante semanas e semanas a "chorar-me" por outra pessoa. Já eu percebi que ele gostou de mim no primeiro café que tomamos, mas como é tão ou mais discreto que eu, nada feito. Ficamos assim, entre avanços e recuos, entre conversas diárias e afastamentos semanais. Ao meu lado quando fui operada e nos dias que se seguiram. Eu ainda sem rumo, à procura de algo que não sabia ainda o que era. Foi no dia 6 de setembro de 2021 que a amizade evoluiu para algo mais.  Desde o primeiro dia que não me deixou dúvidas de que queria estar ao meu lado. Acho que foi exactamente isso que (de forma um pouquinho "umbiguista") me fez apaixonar por ele. Sempre percebi que gostava de mim. Sempre me senti acarinhada, querida e desejada.  Dura