Avançar para o conteúdo principal

Les Femmes du 6e étage

Les Femmes du 6e étage

"Paris, anos 60. Jean-Louis Joubert, um rigoroso corretor da bolsa e pai de família dedicado, descobre que um grupo jovial de espanholas reside… no 6º andar do seu prédio burguês. Maria, a jovem que trabalha em sua casa, ajuda-o a descobrir um universo exuberante e folclórico, um ambiente totalmente oposto aos modos austeros reinantes no seu meio. Tocado por estas mulheres cheias de vida, ele solta-se e vive com emoção os prazeres mais simples, pela primeira vez. Mas será que podemos realmente mudar a vida aos 45 anos?"


Dos filmes mais bonitos que já tive o prazer de ver. Tão simples, tão despretensioso, mas tão, tão bonito!

Comentários

  1. Podemos mudar em qualquer idade e para ser feliz torna-se urgente.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada pela partilha. Vou anotando filmes por vós recomendados... Adoro cinema!

    ResponderEliminar
  3. S*, os filmes europeus têm uma sensibilidade muito especial, que tanta vez falta aos norte-americanos. Ainda não vi esse, mas vou ver hoje à tarde alugado no Cineclube da zon.

    ResponderEliminar
  4. Vic, é um filme que apaixona, apesar da simplicidade. Depois diz o que achaste. :)

    ResponderEliminar
  5. Nunca vi , tenho que o fazer :)

    ResponderEliminar
  6. Por acaso gosto de filmes franceses, ainda não vi esse.

    ResponderEliminar
  7. Ainda não tinha ouvido falar nesse filme. Parece ser interessante. Todos nós podemos mudar a qualquer momento, desde que isso nos deixe feliz e reaizados.

    ResponderEliminar
  8. nos anos 60 podias à vontadinha

    também só duravas mais 15...

    agora até aos 60 podes fazer uma face lift ou casar com o zé chateau blanche
    ou com o zézé camarinhe

    um filme pra gaijas
    é cinema indiano e dá pra chorá e rire e danser

    agora melancolia francesa
    com mundos imaginários a descobrir

    isse deve ser do stress pós cúpula

    ResponderEliminar
  9. Ah! e sobre a pergunta da sinopse do filme, em qualquer idade se pode mudar a vida

    ResponderEliminar
  10. Olá S*; obrigada pela dica.
    Fui hoje à procura dele - Vic, obrigada por teres dito que estava na Zon - e vi-o todo de uma assentada.
    Filme maravilhoso!
    Simplesmente maravilhoso.
    ADOREI!
    Ps- conhecem o filme "o almoço de 15 de Agosto"?
    Delicioso!
    http://cinema.uol.com.br/ultnot/multi/2009/07/30/04023266DCC18346.jhtm?trailer-do-filme-almoco-em-agosto-04023266DCC18346

    ResponderEliminar
  11. Já tinha visto, dediquei um post longo a comentar o filme, gostei muito. Fala de relacionamento intercultural, meu tema de estudo atual.

    ResponderEliminar
  12. Apesar de ser francês, língua pelo qual não morro de amores, é um dos filmes que me despertou muita curiosidade. Já tinha visto o trailer há aulgum tempo, vou adiantar a coisa e ver se o vejo ainda esta semana :)

    ResponderEliminar
  13. Gosto bastante de alguns filmes franceses, este já tive a oportunidade de ver e gostei, acho a interpretação de Fabrice Luchini espectacular,não é o meu filme preferido mas é muito bom.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Facto

Apaixona-te por alguém que te tire fotografias "só porque sim" .  Esta é novidade para mim e admito que fico sempre algo comovida. Acho muito bonito.