Avançar para o conteúdo principal

Bruxelas - dia 1

Chegamos a Bruxelas lá pelas 20 horas de segunda-feira mas como só começa a anoitecer lá para as 22 horas, ainda deu para ver muita coisa. Tenho de admitir que achava que Bruxelas era uma cidade de negócios (e é), mas desconhecia o lado profundamente histórico da mesma. No autocarro, a caminho do hotel, fiquei com a impressão de que era uma cidade cinzentona, escura, bem ao estilo do Porto. Não deixa de ser verdade... mas também é encantadora.

Os prédios de escritórios, todos em vidro, são imensos e imponentes. No entanto, Bruxelas também é muito verde, com pequenos jardins em tudo o que é lado. Também importa referir que tem imeeeeeensas estátuas. E o rei Leopold II deve ser um dos ídolos cá da zona, que tem direito a estação de metro e a imensas estátuas.

Depois de arrumadas as malas, fomos jantar. O grupo tinha imensos empresários e decidiram alapar-se numa marisqueira. Bom, eu não sou adepta de marisco (e muito menos do preço), mas lá sentei. Abrimos a carta... e tínhamos mexilhões, mexilhões, marisco, mexilhões... carne quase não havia. Eu até nem sou uma pessoa forreta, mas pagar quase 50 euros para comer mexilhões, no way. Um outro jornalista teve o bom senso de sugerir ir a outro sítio e, do grupo de 20, 5 acabaram por fugir para outras paragens - eu incluída. Ficamos num italiano mesmo muito simpático, comi uma carbonara deliciosa.



Uma coisa muita estranha de Bruxelas: fecha tudo muito cedo. 23 horas e os cafés estão todos a fechar. Aliás, aqui não há cafés. Só têm cervejarias. Tentamos entrar numa cervejaria e pedir um café... e fomos literalmente postos na rua.


Passamos ainda pelas maravilhosas Galeries Royales St Hubert, um espaço de lojas mais caras. Absolutamente lindo. Passei lá imensas vezes e ficava sempre fascinada, um sítio especial.

Acabamos a noite no Delirium, uma das cervejarias mais famosas de Bruxelas, com milhares de cervejas diferentes. Ambiente muito bom, animado, com muitos jovens. A decoração, com posters e quadros alusivos às cervejas, estava mesmo muito bem conseguida.

Nessa noite deitei lá para as 4 da matina. Um dia em cheio.

Comentários

  1. 300? A Delirium costuma ter mais de 2.000 cervejas diferentes, eheheh

    ResponderEliminar
  2. Pronto, começaste logo "a abrir"! :-)

    PS: o Leopold II não devia ter estátua alguma, esse senhor foi o do Estado Livre do Congo...!

    ResponderEliminar
  3. Oh Vic, fui enganada! O número foi-me dada por una portuguesa a viver em Bruxelas há imensos anos... Eu cá não sei de nada. Eheheh mas realmente 300 parece pouco.

    ResponderEliminar
  4. GATA fui dar uma leitura rápida... E realmente não me parece grande peça.

    ResponderEliminar
  5. As cervejas são boas, não são?
    Comeste um "Dame Blanche"? É um gelado enorme e delicioso.
    Bjs

    ResponderEliminar
  6. Isso é que foi um dia em grande. Desconhecia essa faceta das Cervejarias em Bruxelas.

    ResponderEliminar
  7. uma cidade que um dia quero muito conhecer :)

    ResponderEliminar
  8. é pá já que andas por essas terras estranhas onde ora falam françês, ora falam alemão ora falam... lá a lingua esquisita deles, se te cruzares com aquela pandilha de bestas, vulgo políticos, dá-lhes umas caneladas por minha conta

    ResponderEliminar
  9. Que belo passeio. Associar trabalho a alguma visita quando se vai para fora é sempre bom!! :)

    ResponderEliminar
  10. Bem, S*, não é que 300 sejam poucas (cá se um bar tiver mais de 10 já é bom), mas realmente o número é muito superior. Então e os chocolatinhos, que tal? :)

    ResponderEliminar
  11. Gente, infelizmente não provei a bela da cerveja e também não comi esse gelado grande de que falam.

    Mas babei, amei os waffles... e trouxe muitos chocolates!

    ResponderEliminar
  12. chocolates parece lindamente!!! e isso de fechar tudo cedo, e normal na europa do norte. No UK ha sitios q prai as 08h ja tao a fechar, so ficam os pubs abertos e tb nao e assim ate mto tarde.
    boas fotos, quero ver o resto :D

    ResponderEliminar
  13. Já visitei bruxelas 2 vezes e adorei. Aproveita :)

    ResponderEliminar
  14. Há mais tipos de cerveja na Bélgica que pessoas :p a cerveja Belga é conhecida por todo o mundo. Como em qualquer País para essas bandas os cafés fecham mais tardar às 8h, os pubs estão abertos sempre e os restaurantes a partir das 22h já não servem mais nada. Também já fui a Bruxelas umas vezes. Vê-se bem num diazão.

    ResponderEliminar
  15. Já aí estive numa concentração de caravanismo [tinha os meus 10 aninhos talvez] e adorei :') de pouco me lembro . Mas foi a minha primeira viagem para lá de França e adorei :)

    ResponderEliminar
  16. Começaste muito bem S* :D
    Mas o teu homem deve de estar muito feliz por ter-te de volta haha

    Vim também dizer-te que mudei o link do meu blog. Aqui fica o novo: http://amoreoutrascoisasestranhas.blogspot.com

    ResponderEliminar
  17. Quero muito conhecer Bruxelas! :)
    E só me abriste o 'apetite' com essas pics hehe

    ResponderEliminar
  18. Não sabia que em Bruxelas eram adeptos de cerveja.

    ResponderEliminar
  19. O Delirium tem...2500 tipos de cerveja diferentes!!

    E foi lá que me gamaram a carteira...

    ResponderEliminar
  20. Essas galerias d rei sao lindas!!!
    Consolei-me la dentr c as vistas tb,e a tirar mts mts mts fntos...e panoramicas a cobertura!!!
    Magnifica!!!
    S* nota maxima na travel tale!!!
    A malta adorou!!!
    :-)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.