Avançar para o conteúdo principal

Resgate de cão mobilizou televisão, 50 bombeiros e helicóptero



"O resgate de um pastor alemão que caiu a um canal fluvial, em Los Angeles, foi transmitido em directo em várias televisões nos Estados Unidos. A operação, que foi bem sucedida, mobilizou 50 bombeiros e um helicóptero. Veja o vídeo.

As imagens mostram que o resgate não foi fácil. Joe St. Georges, o elemento do Corpo de Bombeiros de Los Angeles que resgatou o cão, na passada sexta-feira, foi mordido na mão e sofreu uma fractura no polegar.

A operação de salvamento do pastor alemão foi transmitida em directo pelas estações de televisão por cabo nos Estados Unidos.

O facto de terem sido mobilizados 50 homens originou críticas. Em resposta, o capitão Steve Ruda sublinhou que "toda forma de vida é importante" e que os elementos envolvidos não foram desviados de outras operações."

JN

E é isto... Coisa mais linda. Tiveste sorte de darem por ti, bicho. Acho que em Portugal bem que te afogavas que nem para ti olhavam. E aos nojentinhos que fizeram as críticas... Pestes!

Comentários

  1. que história mais linda :') (lágrima ao canto do olho)

    ResponderEliminar
  2. Olá :)

    É incrível como ainda criticam :(

    Eu fico emocionada, juro fico mesmo, de ver que ainda há países e pessoas que respeitam os animais e os tratam devidamente, o que lamento é o facto de não ser o caso do nosso! Se por vezes há negligência com pessoas, imagina animais...

    Para mim um animal merece ser tratado como uma pessoa e com carinho e respeito.

    Eu ainda não tinha visto o filme, obrigada por partilhares!

    Beijinhos
    Su

    ResponderEliminar
  3. Arrisco a dizer que são muito possivelmente das poucas formas de vida em que um homem pode dizer ser 100% e incondicionalmente seu amigo.

    E arriscando ser mal interpretado, pouco importa, poucas pessoas haverão na nossa vida que sejam tão leais que que demonstrem tanta alegria por nos verem.

    ResponderEliminar
  4. É verdade, em Pt ninguém faria nada. Muito bem para os americanos, nestas coisas pelo menos!

    ResponderEliminar
  5. Pois é!

    Tão lindo!!! Adoro pastores :)

    ResponderEliminar
  6. Em Portugal ninguém faria nada porque, infelizmente, as leis que temos consideram que os animais são coisas (sim, leram bem).

    Por causa desta consideração absurda, nem os bombeiros poderiam usar dos seus esforços materiais e humanos para fazer este salvamento.

    Aliás, podiam sim. Sabem em que circunstância? Se o cão fosse do Sócrates, ou do Pinto da Costa.

    (...)

    Enfim, os animais merecem estes esforços, e muitos outros (sem cair em exageros, atenção!!).

    Clap clap clap para os bombeiros de LA.

    ResponderEliminar
  7. Por horrivel que seja, tens toda a razão em Portugal o animal não teria qualquer hipótese!

    Besito!

    ResponderEliminar
  8. Eu comovo-me com isto! Realmente há mesmo pessoas de bem... e depois temos o reverso da moeda que é aquela gente merdosa que em vez de olhar para a sua vida mediocre só está bem é a comentar a vida de outras pessoas e de gestos altruístas...

    ResponderEliminar
  9. Eu atirava-me à água para salvar a minha cadela, mais depressa do que para salvar algumas "pessoas" que conheço.

    E então, já experimentaste a colar macacos do nariz à ponta dos dedos? eheheh.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. A história tocou-me, como dificilmente deixará de tocar a qualquer pessoa que tenha um "pingo" de sensibilidade, mas será que os meios colocados à disposição seriam os mesmos se no lugar do cão estivesse uma pessoa? E já agora, uma completa desconhecida, um mendigo por exemplo. Concordo que os animais valem mais do que muitas pessoas que eu conheço, mas não haverá nesta salvação um pouco daquela tese em que tem mais interesse a notícia de que o homem mordeu o cão e não o reverso? Seja o que for, ainda bem que o cão se salvou.

    ResponderEliminar
  11. Olá!! Isto começar logo pela manhã a chorar, não dá com nada!! É um salvamento Lindo, deixa qualquer pessoa emocionada... Eu como bombeira o unico salvamento que fiz a um animal, foi a uma ovelha bebe, que se meteu dentro de um buraco, onde passav água! Demorou um pouco, mas consegui tira-la e até beijos lhe dei, só faltou traze-la para casa!! Já para não falar em gatos, que é o prato do dia... 8)
    Bjinho*

    ResponderEliminar
  12. Nananana! Eu vi uma vez, os bombeiros a fazer um grande aparato em Lisboa, para salvar um pombo!

    ResponderEliminar
  13. Pestes mesmo! Acho incrível quando dizem coisas do género "ah e tal é só um cão".

    Só me apetece estrangulá-los e dizer: "ah e tal, era só uma pessoa" :) LOL

    ResponderEliminar
  14. http://www.youtube.com/watch?v=mjB0iq8jk_A

    :D

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.