Mas está tudo louco?

Quando eu tinha 12 anos brincava com barbies.

Quando eu tinha 12 anos comecei a usar soutiens. O meu primeiro tinha a pequena sereia.

Quando eu tinha 12 anos jogava "às escondidinhas" com as crianças da minha rua.

Quando eu tinha 12 anos, passeava com um urso de um lado para o outro.

Quando eu tinha 12 anos, achava que dar um beijo na cara de um rapaz era uma coisa do outro mundo.

Hoje em dia, os miúdos de 12 anos vão ter preservativos nas escolas. Oferecidos. Para que os meninos e as meninas se entretenham a ter sexo. Naquela idade ainda mal sabem o que é o sexo, mas se vêem na televisão, acham engraçado imitar.

Educação sexual obrigatória não existe. Mas dão-se preservativos, para as criancinhas experimentarem umas coisas diferentes. Concordo que se deva ensinar os alunos a utilizar métodos contraceptivos e tudo mais, que isto hoje em dia está cada vez pior. Mas ao menos opte-se pela formação destas crianças. Dar preservativos sem dar formação sexual não faz sentido.

Mas desde quando é que o sexo é uma brincadeira? Quando não há nada mais giro para fazer, 'bora lá ter sexo!

Ide mas é brincar com bonecos pah!

Comentários

  1. Não acredito que sou o primeiro a comentar...!! Yupi!! :D

    Bom, mas em relação ao tema, estou de acordo que 12, 13 e 14 anos é prematuro. Daí para a frente, talvez comece a ser natural; mas não é o que se vai vendo por aí.

    Chego a ficar chocado com o que oiço. E é tão difícil chocar-me... :/

    ResponderEliminar
  2. Pois, tipicamente português, fazer o mais fácil...~Esperemos que a maioria tenha pais que se predisponham a explicar que sexo não é um hobbie ou algo para fazer de animo leve.
    Acho que neste país, já nem as crianças são respeitadas...

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. E o Carnaval já passou... Balões de água já não têm tanta piada, ou melhor, até dão mais jeito pois as coisas vão aquecer!!!

    ResponderEliminar
  4. Só me lembro de uma frase que os meus queridos avós (que Deus os tenha) diziam sempre que, há anos atrás, se viam os actores das telenovelas a dar beijos na boca:

    "Isto no meu tempo não era nada assim!! Ó Ó!! Que pouca Vergonha!!!" :)

    (O que eu não dava para ainda tê-los comigo...)

    Beijinho

    P.S. - Abusei e "roubei" mesmo o teu post anterior. Espreita. Tens lá um miminho para ti. :)

    ResponderEliminar
  5. Por vezes questiono onde é que isto vai parar. Parece que anda tudo a sofrer do mesmo síndrome: estupidez!

    ResponderEliminar
  6. Sim é tipicamente português varrer o "lixo" para debaixo do tapete não é....
    Em vez de proporcionar aos cachopos uma educação sexual adequada....
    Toca a darlhes as camisinhas para eles se acharem os maiores e começarem a entrar num mundo que ainda mal conhecem....
    em fim lol beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Não é tipicamente português não... Aqui no Brasil as coisas estão bem pior que isso ou pelo menos no mesmo nível... Prefiro nem comentar, pq me entristece. Quando eu tinha 12 anos, eu tb brincava na rua, hoje os meninos e meninas de 12 anos se escondem nos condomínios fechados, com medo da violência. Nas escolas brasileiras existe a educação sexual, mas muitas vezes feita de forma equivocada. Eu vejo todos os dias nos noticiários meninas com menos de 12 anos carregando um filho no colo. Tomara qeu quando eu tiver um filho, ele possa usufruir de dias melhores...

    ResponderEliminar
  8. Claro que têm de ter Educação Sexual. Isso que dizes faria sentido se os miudos de 12 anos de hoje fizessem o que tu fazias com 12 anos, o que eu fazia, o que todos nós faziamos. Mas já há miudos de 12 anos sexualmente activos... É chocante mas é assim.

    PS: Pra mim, com 12 anos, dar um beijo na cara de um rapaz tbm era assim o auge :P

    ***

    ResponderEliminar
  9. Concordo absolutamente. Tenho uma amiga que é professora do 1ºciclo e fico chocada com as coisas que ela conta. E olha que eu não me choco com facilidade! E sim, estamos a falar de crianças com 8-9 anos a ver filmes porn, a simulares actos sexuais em plena sala de aula, e com uma linguagem muito pouco apropriada para a idade....

    bj
    http://vitaminaline.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  10. Fiquei chocada, confesso!
    Até disse que quem devia pôr um preservativo na cara p'ra não sair tanta estupidez eram esses senhores/as! Formação p'ra quê?
    Miúdos sexualmente activos, mas com preservativos é que está correcto.
    Eu com 12 anos nem punha a Barbie a fazê-lo com o Ken, valham-me os santinhos todos!

    ResponderEliminar
  11. Não sabia dessa... Vão mas é brincar com bonecos mesmo, estou de acordo!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. plenamente de acordo.acho bem que sejam distribuidos preservativos, mas não a crianças de 12 anos. eu diria mais 15. é a idade da descoberta, do interesse, pelo menos era... ou deveria ser

    ResponderEliminar
  13. Ai se eu me apanhasse com uma caixa de preservativos, quando tinha 12 anos... nem imaginas o que eu me divertia a enchê-los, porque pensava que eram balões :D

    Beijos

    ResponderEliminar
  14. entregar preservativos sem uma devida formação e educação é só estúpido. Não faz sentido nenhum. Trata-se de crianças, que devem ser orientadas. Não se pode entregar um preservativo a uma criança de 12 anos e esperarmos que elas tenham cabecinha para ter todo um raciocínio estruturado sobre sexo e tudo o que isso implica.

    ResponderEliminar
  15. Dps chegam aos 15 e têm filhos:p Isto hj tá tudo feito ao contrário...Se eu com 12 anos entrasse com um preservativo em casa, e mm que dissesse que me tinham dado na escola, caía o Carmo e a Trindade...

    ResponderEliminar
  16. O que é certo é que os tempos mudaram e nós temos que adoptar comportamentos adequados às mentalidades de hoje. Não encorajar, claro, mas informar, aconselhar, acompanhar...

    ResponderEliminar
  17. Acho que a crise está a enlouquecer meio mundo. Coitadas das crianças que nem têm direito a ser crianças. A este ritmo ainda vamos ver crianças de 12 anos a serem detidas, julgadas e presas. Está tudo louco!

    ResponderEliminar
  18. é hj em dia ta tudo muito louco, o mundo ta ao contrário e ninguem reparou.

    bjosss...

    ResponderEliminar
  19. Isso é o maior incentivo que se pode dar aos jovens para irem fazer o que não deviam...
    Porque se não os tivessem, provavelmente nem o iriam fazer.
    Big Kisses

    ResponderEliminar
  20. Com 12 anos não sabia para que serveria um preservativo. Apenas sabia jogar à bola, playmobil e a "pornografia extrema" de jogar ao Bate-Pé... Onde o máximo era para aí o nº4 ou 5, que eram um beijo na boca.
    Hoje, com preservativos e com o "canal 18" da tv por cabo, é um enorme perigo oferecer isso às crianças.

    Saudações e parabéns pelo blog (embora na minha primeira visita por cá, gostei)

    ResponderEliminar
  21. Com sorte ainda vão pensar que os preservativos sao capas para os telemoveis... ou para os Magalhaes!
    Mas parece que andam aí uns professores de História a dar Ed. Sexual ás crianças... com exemplos dos Romanos que 'comiam e vomitavam' so que nao era comida =D
    Ai que comédia de país...
    Isto é por causa dos "Herois do mar, nobre povo"... porque os herois do mar descobriam terras ricas e ficavam por lá! Quem ficou por cá? Os medricas que não queriam ir nos barcos!
    Azar dos azares... são esses que nos governam!
    Mas pronto... toda a mosca vai sempre pousar na mer** não é?
    =D E lá está o enxame todo a 'olhar por nós'!

    Beijo Sanxeri

    ResponderEliminar
  22. Estou com O Dono do Blog: Espero que eles delirem a fazer balões de água!

    ResponderEliminar
  23. Porque neste país começa-se sempre as casas pelo telhado...

    ResponderEliminar
  24. Tal como o Swadharma, eu também vi a reportagem da professora de História a fazer comentários de educação sexual numa aula...aquilo fez-me urticária, não só pelas baboseiras que disse, da forma que não devia dizer...como pelos comentários que fez a propósito da familia dos alunos...pessoas destas a educar?! Tirem-me deste filme!!

    ResponderEliminar
  25. Desculpa, mas mais radical eras tu! Diz-me lá quantos miúdos é que andam por aí a passear com ursos?!?

    ResponderEliminar
  26. Capas de telemoveis? baloes? :P Era preciso ser muiiito ingénuo.

    Rafeiro, já disse que sou uma gaja muito infantil. Andava com ursos, E daí? :P

    ResponderEliminar
  27. Acho bem mais escandaloso o comportamento de alguns professores nas suas salas, tal como (felizmente) foi desmascarado ontem. Pensa: quando tinhas 12 anos havia muitas diferenças relativamente a hoje, certo? Não estou com isto a dizer que estou a favor ou contra. Só acho que não é assim tão simples. COmo pai, percebo as preocupações de todos. COmo professor, entendo os argumentos de todos.

    Mas é verdade: Está tudo louco!

    ResponderEliminar
  28. De facto, as coisas estão muito diferente do tempo em que eu tinha 12 anos.
    Hoje, a iniciação sexual começa muito cedo (talvez nem saibam bem o que estão a fazer), mas é uma realidade.
    Portanto não me choque a distribuição de preservativos nas escolas secundárias, pq para além das crianças de 12 anos (a maioria nem vai ligar para os preservativos...quero acreditar eu!!!), na secundária estão tb jovens de 16, 17 e 18 anos (esses sim, que irão dar mais uso aos contraceptivos).

    ResponderEliminar
  29. Estas medidas são muito irreais! Não pensam nas consequências que podem acarretar e como estão a fazer com que as crianças cresçam ainda mais rápido. Eu com a idade do meu irmão (11 anos) não tinha ideia de metade das coisas que ele sabe e, por muito estranho que pareça, aprende na escola. Há necessidade de formar e não informar as pessoas.

    Bj,
    (i)

    ResponderEliminar
  30. Também fiquei chocada com essa noticia, mas infelizmente a realidade demonstra que a sexualidade começa cada vez mais cedo. Mais chocante que darem preservativos nas escolas, é o facto de os pais continuarem a fechar os olhos para essa realidade, em vez de conversarem abertamente com os filhos e contribuirem na sua formação. Acho que o problema maior é mesmo a falta de diálogo que existe entre as pessoas. Se tal acontecesse, certamente que muitos não iniciavam a sua vida sexual só porque o(a) amigo(a)já não é virgem. Acho que é muito bom ainda ser criança com 12 anos (temos tanto tempo para crescer à força), mas se optarem por o fazer, pelo menos usem preservativo. Certamente haverá menos pessoas com SIDA e mães adolescentes solteiras ;)

    ResponderEliminar
  31. É, de facto, difícil de entender.
    Será isto a modernidade? Ou a total ausencia de sanidade?

    ResponderEliminar
  32. ai os meu doze anos, já lá vão, faz um tempito, mas nos meus doze anos brincava e queria que não me chateassem com o quer que fosse. As meninas eram algo não muito compreendido (acho que ainda são... :P)

    mas os meus doze anos e os doze anos de hoje são coisas bem diferentes.

    nos meus doze anos eu ia de bicicleta para a escola eu tinha como computador um Commodore 64 [http://pt.wikipedia.org/wiki/Commodore_64] (queria ser diferente na altura o que estava na moda eram os ZXspetctrum 128 k) mas que pouco mais servia para jogar um pouco de vez em quando, preferia andar de bicla e estar com alguns amigos (não gosto de futebol, embora tenha tentado dar uns chutos na bola).

    Hoje, a maior parte dos miúdos, vão de casa para a escola e voltam para casa, mal vêm a luz natural do dia, enfiam-nos numa sala com um PC à frente praticamente mal nascem já têm um PC à frente deles, andar na rua, correr, pular, brincar está fora do novo cardápio de segurança infantil, tudo o que signifique serem crianças e descobrirem calmamente o que é crescer.

    Mas, atenção, saberem aos 12 anos o que é um preservativo, para que serve e como se ... aplica, não tem mal nenhum, é muito importante nos tempos que correm existir a noção que o preservativo (vulgo camisa de Vénus) é muito, mas mesmo muito importante.

    Por falar dos 12 anos, a letra é de Chico Buarque:

    http://letras.terra.com.br/chico-buarque/45127/

    http://www.youtube.com/watch?v=YCyNRDjqync&feature=related

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares