Avançar para o conteúdo principal

Do Amor e da Saudade

Ontem, em trabalho, visitei um senhor de 85 anos (com todos os cuidados e mais alguns). Vim de lá realmente comovida. 

Os netos eram protectores como poucos, em relação aos avós. Sabendo que eles iam ter visitas, claramente marcaram presença para cuidar dos avós e garantir que nenhum risco era corrido.

O neto estava sempre a segurar nas mãos da avó. De cada vez que se levantava ou fazia algo, desinfectava com uma ternura emocionante as mãos da senhora. Com um cuidado e uma delicadeza louváveis. 

A neta ajeitava a máscara no rosto do avô e da avó, falando com eles com um sorriso apaixonado que nem a máscara conseguia esconder.

Tomara que todos os velhotes tivessem netos assim.

Eu já não tenho avós. A minha avó Laura, que era a que me era mais próxima, faleceu há já seis anos. Continua a estar estranhamente presente.

Comentários

  1. Os meus avós maternos tb tiveram essa sorte. Um dia, o meu avô ficou internado nas urgências durante uns dias, porque ali estaria mais debaixo de olho dos médicos. Ali só temos direito a 1h por dia de visita, meia hora ao almoço e meia hora ao jantar e só 1 pessoa lá podia estar, sendo assim estávamos sempre a ligar (com consciência) e os médicos chegaram a comentar connosco um dia q ele tinha muita sorte em ter família preocupada e interessada no bem estar dele porque pela idade dele, muitos deles já só lá estavam depositados.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.