Avançar para o conteúdo principal

Ipanema - Number 1 Fan

É por estas e por outras que ninguém me tira as minhas Ipanema dos pés. São acessíveis, se considerarmos que custam, em média, 30 euros, e duram três ou quatro anos (ou mais) na boa.

No casamento/baptizado comprei dois pares de sandálias. As Geox, do casamento, que me custaram cerca de 120 euros. Tacão quadrado, altura nada de especial. Não, não são confortáveis. Não magoam, mas não são confortáveis.

Mas as sandálias do baptizado, meus amores... Ai que desilusão. Comprei-as como sendo de pele (e são) para serem macias, são maravilhosas... Mas a tira por cima dos dedos parece que tem dentes de piranha, arranha-me e torna impossível andar bem com elas. Mas, pronto, ficam bem na fotografia. São lindas.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e interiores

Para andar, já só quero Ipanema. Tenho 31 anos, não estou para isto. Uma pessoa investe dinheiro em calçado supostamente bom, mas que aleija horrores! Se são tão bonitas? Não. Se são tão elegantes? Não. Mas creio que não há nada mais elegante e bonito do que andarmos bem, com conforto e segurança.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e ar livre

Comentários

  1. Fiquei "triste" pelas da geox, na altura fiquei com o modelo debaixo de olho e tinhas dito que eram um conforto…tinha a marca em melhor conta e pelo preço bem que deveria ser!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tinha, tinha. Acabei por me desiludir. Se disser que a partir da hora em que abriram o baile optei por andar descalça no casamento, vê como fiquei dorida das sandálias do baptizado + sandálias do casamento. A minha mãe tinha levado umas sandálias prateadas extra, rasas, e nem essas aguentei nos pés, com as feridas que tinha. Enganaram bem. Mas irei dar nova oportunidade, por acreditar que as sacaninhas que apresentei neste post foram as causadoras dos problemas principais. As Geox agravaram o que as outras começaram.

      Eliminar
  2. Ando com curiosidade de comprar umas sandálias RosLisbon. Falam maravilhas por esta internet fora. Confesso que a mim ninguém me tira os tênis dos pés, no Verão tenho de trabalhar com sapatos fechados por isso com umas all star nunca me comprometo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sao boas mas o conforto nao é muito diferente das de marca de qualidade: pikolinos, alpe, birkenstock, ara, stonefly... realmente nao diferem em nada dessas.

      Eliminar
    2. Tenho umas sandálias rasas da marca e são maravilhosas de conforto. Espero que no inverno possa investir numas botas ou botins, não é um calçado barato mas fiquei mesmo muito satisfeita com o conforto.
      Para o ano, quem sabe, um bikini,visto que este ano não devo frequentar a praia.

      Eliminar
    3. Anónimo das 23h18, depende muitos dos pés, então... porque as sandálias desde post são Alpe e magoam bastante. Mas vou aplicar-lhes Nivea, que me disseram que ajuda. :)

      Eliminar
    4. Os meus pés são um horror de sensibilidade, sempre que é hora de mudar de botas para sandálias, é certo que vou sofrer.

      Por isso, desisti de sandálias da Zara ou Seaside, as únicas que resultam comigo são mesmo as da ROS e as da Fly London (sendo que as da Fly já não fazem bem o meu género). Até Birkenstock me fazem bolhas. :( Acho que depende muito de pés para pés, mas há realmente sandálias que não parecem ser feitas para usar.

      Eliminar
    5. Tenho umas sabrinas Ros Lisbon e infelizemente magoam-me imenso os pés. Prefiro Geox, Rockport ou Gabor. Pelo valor, prefiro qualquer destas.

      Eliminar
    6. Para quem está habituado a usar calçado de Zara, Seaside, Guimarães.... Realmente ros lisbon faz uma grande diferença. Mas há marcas, produzidas em Portugal, que são igualmente confortáveis e com um preço bastante mais razoável. Porque o design também não tem nada de inovador.
      S* tenho uns sapatos de salto que também me magoam imenso quando uso, e a solução foi colar pensos rápidos por dentro.

      Eliminar
    7. Vou martelar e pôr creme na tira. Porque é mesmo só na tira, o resto é confortável.

      Eliminar
    8. Eu desde que comecei a usar Ros Lisbon e Pikolinos não quero outra coisa, as peles têm muita qualidade e os preços são bastante razoáveis. Para chinelos só uso Havaianas, para mim são as mais cómodas dentro do género. Às vezes mais do que a marca tem que se ter atenção aos materiais de que são feitos os sapatos, o tipo de palmilha e as costuras e tiras que às vezes arranham e fazem feridas.

      Eliminar
    9. M.L.

      pode indicar que marcas se refere?
      eu sempre usei saltos altos e sempre comprei calçado na feira, do mais barato possivel. infelizmente agora aos 30 anos tive um problema de saude nos pes, após uma suposta entorse que era afinal uma lesão bem mais grave. Portanto agora tenho de usar saltos medios, tacao largo e confortavel. Tentei Seaside e calçado Guimaraes, ate consegui encontrar alguma coisa de jeito em botas, mas sapatos e sandalias é mais dificil.

      Eliminar
    10. M. L.

      Indicaria que marcas feitas em Portugal se refere, pf?
      Obrigada!

      Eliminar
  3. Eu sou ao contrário! Uso de tudo e mais um par de botas, literalmente, mas o raio das Ipanema é que não vão de maneira nenhuma..Eu tenho tendência a suar muito os pés no Verão e simplesmente as ditas escorregam a ponto de não as conseguir usar. Uma vez quando era estudante deixei sair uma numa passadeira de uma avenida em lisboa e voltar a trás com o semáforo aberto aos carros para a recuperar. Outra vez num passeio de família a Monsaraz já não as conseguia mesmo manter nos pés e andar a direito por isso acabei por as tirar e andar descalça, foi a gota de água...As Havaianas são mais feinhas, mas já não me acontece nada disto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que esquisito. Eu ponho o creme nos pés quase todas as manhãs e não tenho problemas. Noto que durante cinco minutos, até ao creme secar, ficam mais escorregadias, mas são minutos!

      Ui, eu até calçado Soft Waves me magoa... Bah.

      Eliminar
  4. Vivo na cidade do calçado e pessoalmente não ligo absolutamente nada a marcas.
    Conseguem-se óptimos sapatos, de excelente qualidade, por menos de 50€. Tenho alguns com quase 1 década com uso relativamente frequente, estilo clássico, em perfeitas condições.


    ResponderEliminar
  5. Eu também prefiro os chinelos, é o meu calçado de verão.

    ResponderEliminar
  6. S, não precisas de publicar o comentário, até porque está fora do contexto, mas para os mosquitos, o que costuma funcionar muito bem cá em casa é o Previpiq (podes comprar na farmácia ou numa Wells), e há versão adultos e criança. É uma embalagem roll-on, costumo aplicar nas mãos e braços, que são as zonas que ficam destapadas durante a noite, e às vezes até ponho um pouco na testa ou atrás das orelhas.
    Mesmo que ande mosquito no quarto, assim não pica.

    ResponderEliminar
  7. Pessoalmente não gosto muito dos insecticidas em spray ou difusor, mesmo que digam inodoros, o facto é que quando entramos na divisão vamos inalar o produto na mesma, só não vamos sentir o cheiro.
    Se tiver mesmo de ser, NUNCA deixar ligado durante a noite com a criança no quarto e de preferência arejar a divisão antes de se deitarem.

    ResponderEliminar
  8. Espero que as mezinhas te façam conseguir usar as sandálias, acho-as super giras e versáteis, mais do que as Geox :P

    ResponderEliminar
  9. Sou da opinião que primeiro está o conforto .

    ResponderEliminar
  10. Sou uma grande fã de sapatos sem salto e tenis. Para quem anda de comboio todos os dias não há melhor.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. E pronto, o que funciona melhor são as que são vegan e amigas do ambiente ;)
    Também comprei umas iguais às tuas, mas no tom rosa velho.

    ResponderEliminar
  12. Tens um pezito bem jeitoso, sim senhor... As do batizado são as primeiras? É que são bem giraças, pena aleijarem. Eu no verão sofro horrores, tudo me aleija. No inverno com as meias e tal está-se bem, mas no verão é uma merda...

    ResponderEliminar
  13. Tive umas sabrinas em que passei pela mesma situação, magoavam-me horrores na zona do calcanhar e chegaram a fazer-me ferida ao ponto de não as conseguir ter nos pés. Resolvi o problema martelando a zona e aplicando depois várias camadas de vaselina (mas penso que a nívea também deve resolver).

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.