Avançar para o conteúdo principal

De FAT a FAD em apenas quatro dias

Orgulho-me de ter nascido e crescido numa família que, na medida do possível, vai acolhendo os animais que se cruzam no nosso caminho. 

No passado Sábado a casa de família, onde vivem os meus tios, irmã e sobrinhos, acolheu este pequeno labrador. Chegou em modo FAT - Família de Acolhimento Temporário, com o compromisso de ficar uns dias ou umas semanas, enquanto a associação ganhava espaço para ele. Quatro dias depois, passou a FAD - Família de Acolhimento Definitivo. 

E é assim que ficamos. Naquela casa vivem agora três cães, uma dúzia de gatos (entre os da casa e os da minha irmã). Depois, na casa da minha mãe temos seis gatos. Na minha casa temos duas gatas e um cão.

Confirma-se: a loucura é contagiante.

A imagem pode conter: cão

A imagem pode conter: cão

Comentários

  1. Obrigada pelo vosso gesto. Não vos conheço mas estas coisas enchem-me o coração. Ele é adorável, era difícil não ficarem com ele <3
    Um grande bem haja para todos.

    ResponderEliminar
  2. Já podem abrir o vosso próprio canil. eheheh
    Um gesto bonito, quando continuamos a assister a certos anormais que largam os animais como se estivessem a deitar um peluche para o lixo.
    Faz-me imensa confusão como é que alguém pode ter um animal sem nunca se dar ao trabalho de o conhecer. Sim, porque quem conhece o seu animal, acarinha-o como mais um membro da família. 😢

    ResponderEliminar
  3. Que bonito. :) Também cresci sempre com muitos animais! Cães, gatos, tartarugas, pássaros, peixes, coelhos e até um ouriço! A minha mãe é um coração mole com animais e eu segui-lhe as pegadas. Neste momento temos 6 cães, 7 gatos e 1 tartaruga — tudo adoptado, até a tartaruga que encontrei na rua, atirada de uma janela.

    Somos normalmente tratados como os maluquinhos dos animais, mas sabes que mais? Fazem mais falta malucos assim. <3

    ResponderEliminar
  4. e que contente que ele esta´...

    ResponderEliminar
  5. E eu que ando à procura de um labrador para adotar!

    ResponderEliminar
  6. Olá S*. Que lindo gesto! Também estou a pensar seriamente passar a ser FAT de alguma associação. O meu receio é afeiçoar-me demasiado e depois querer ficar com todos, mas tenho que tentar ultrapassar isso...

    ResponderEliminar
  7. Bom dia. Qual a associação?

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.