Avançar para o conteúdo principal

(até vejo os euros a somar)

Quando chegar a conta da luz até me vou benzer... Eu usava o forno uma vez por semana, se tanto... Agora é todos os dias... Para pão, pãezinhos de leite, arroz de carnes, gratinados, rolo de carne, batatas fritas no forno, batatas assadas, douradinhos, pizzas caseiras... 

Já sei que é suposto tentar usar o forno de forma inteligente... Ainda na semana passada, quando fiz um rolo de carne picada aproveitei e fiz também um bolo mármore, para utilizar o forno para as duas coisas ao mesmo tempo... Mas nem sempre é fácil a gestão e acabo por utilizar mais do que gostaria. 

Madre mía, nossa senhora da EDP me proteja!

Comentários

  1. Estou com o mesmo medo! Não usamos todos os dia mas também começámos a usar muito mais o forno e como temos tudo a luz cá em casa até tremo só de imaginar o balúrdio! É desta que começo a rezar aos santinhos todos!

    ResponderEliminar
  2. Eu tenho tarifário bi horário então quando é para fazer bolos ou assim, só faço depois das 22h. Claro que para fazer o jantar não posso esperar por essa hora 😁
    Mas tenho tentado não usar mais do que uma vez por semana, na loucura duas se uma delas for realmente depois das 22h, porque já sei que depois se reflecte na fatura. Mas pode não ser muito mau, também depende da classe energética do forno.

    Não sei se costumas dar a leitura, eu costumo, e no momento no site da EDP já me dá o valor muito aproximado do que vou pagar. Por outro lado, se não costumas dar e a EDP não tiver neste momento ninguém a fazer a leitura dos contadores, só deverás pagar isso mais para a frente, porque irão fazer estimativa com base nos últimos consumos. Pessoalmente, prefiro ter sempre os números em dia do que andar a levar com surpresas mais tarde. Se pegares na tua fatura do mês passada e comparares o número de kw que consumiste com os que te aparecem agora no teu quadro, e multiplicares pelo preço do kw (está na fatura também), também já ficas a saber quanto vais pagar 😉

    ResponderEliminar
  3. Não há conta que valha mais a pena do que a conta de um forno bem usado. É tão bom coisas feitas no forno.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade. Tenho imensas saudades dos assados da minha mãe...

      Eu não faço fritos, pelo que agora uso imenso o forno. Até panados, croquetes, douradinhos eu faço no forno. E batatas fritas. ahahah

      Eliminar
  4. A mesma coisa por aqui. Já usava muito o forno, mas era só ao fim de semana, agora é quase todos os dias. Ainda por cima ando a experimentar fazer pão por isso vai ser uma desgraça 😊
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Podes crer, só de pensar nas contas... 😭

    Mas pior é saber que podemos ter uma nova vaga no Outono. 🤬
    Passar pelo mesmo novamente até sufoca.
    Estou aqui a ouvir o Costa na RTP e vamos ter que ter muita, muita paciência durante ano, ano e meio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tivermos de passar pelo mesmo, vou ter de repensar estratégia... fazer quarentena na casa de família, provavelmente. Estamos há uns 45 dias sem ver ninguém e, sinceramente, isto não faz bem a ninguém... enfim... <3 força!

      Eliminar
  6. Com a quarentena, passamos a estar mais em casa e a comer mais em casa. Anteriormente só cozinhamos sempre o almoço durante a semana, o resto não fazíamos, íamos a casa dos pais. Estava curiosa para ver afinal como isso se iria refletir nas compras e nas contas de água, luz e gás. Para meu espanto, nestes quase dois meses, pagamos apenas mais 2€ na fatura da EDP, mais 2€ na água e apenas mais 30€ em compras. O que me permitiu perceber que afinal somos sempre contidos durante todo o ano, não somos esbanjadores e não faz assim tanta diferença, para nós, comer em casa ou nos pais. Aqui a grande ajuda é mesmo não ter que fazer, não ter que pensar no que fazer para almoço/jantar. E, claro, ter a companhia deles, estar em família. Em termos monetários, não faz grande diferença, para nós. Salvaguardando que somos só dois. Claro que numa família maior se iria notar mais.
    E não, não passamos fome nem fazemos refeições "piores". Comemos sempre sopa ao almoço e ao jantar, mais o prato principal e sobremesa. Não nos privamos de nada para poupar. Usamos imensas vezes o forno. Tomamos banhos diários. Enfim, as coisas normais. Estava muito curiosa para perceber estas diferenças. Fazendo o dobro das refeições em casa estes meses, não se notou quase nada no nosso orçamento mensal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, diria que é mais uma questão de sorte, no seu caso. :D Eu sou poupada, detesto ter luzes ligadas desnecessariamente e tudo mais. Mas antes não estávamos em casa das 8h30 às 18h30, mais ou menos, e agora estamos sempre em casa. Antes não tinha portátil e televisão ligada nestas dez horas do dia. Antes não cozinhava ao almoço, agora cozinho sempre. Antes não fazia pão em casa, agora faço. Agora temos pequenos-almoços (eu não tomava pequeno almoço), almoços, lanches em casa - coisa que nunca acontecia. Ao fim-de-semana fazia duas refeições fora, entre mãe e tios... agora comemos em casa. Claro que aumentou a luz, o gás, a água... e obviamente também a conta do supermercado. :) Não me espanta, obviamente, mas custa, porque os rendimentos diminuíram.

      Eliminar
    2. No nosso caso, já passávamos o dia todo em casa com os computadores ligados diariamente entre as 8h e as 19h, mais umas horas ao fim do dia antes de ir dormir. Luz só ligamos ao fim do dia quando já está escuro. Por isso é que não notamos tanto!

      Eliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.