sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Certezas da vida?


Que o meu Rafael tem um super pai. O melhor de todos. O melhor do mundo. O mais incansável, o mais altruísta, o mais carinhoso, o mais dedicado. Não conheço nenhum assim, juro. Quando leio relatos de outras mães, em que estas referem a pouca participação dos seus companheiros, benzo-me e agradeço a todos os santinhos.

É o mais paciente, especialmente comigo - com o Rafinha ele não precisa de paciência, pois nunca acha chato/aborrecido/enervante. 

Tenho o melhor do mundo ao meu lado. Ele torna tudo mais fácil. Em tudo.

Obrigada. 

Feliz 2018 para nós. Sempre com amor.

17 comentários:

  1. Tão bom ouvir isso em vez do contrário. É mesmo uma alegria enorme ver que, na nossa geração, os pais têm um papel tão importante como as mães.
    Por aqui também não me queixo. Tirando amamentar, o Milton faz tudo o que eu faço e tenho um certo orgulho em dizer que qualquer uma das miúdas fica tão bem com o pai como com a mãe (embora a Maria, de 18 meses, esteja a passar por uma fase em que só quer saber do pai).
    A nossa geração tem os melhores pais de sempre (estou a generalizar) e tenho mesmo orgulho nisso. Beijinhos e um ótimo Ano de 2018.

    ResponderEliminar
  2. E que assim seja sempre, o melhor do mundo perto de ti, a dar-te amor, força e ânimo. Beijinhos e uma 2018 grandioso para todos vocês...

    ResponderEliminar
  3. Isso é tão bom... tira-nos um peso enorme.
    O meu marido também é um pai fantástico. Só não faz duas coisas: amamentar (mas já deu biberões) e conjugar roupas (até me benzo qdo escolhe a roupa dos miúdos).
    Feliz 2018!
    SM

    ResponderEliminar
  4. O pai do Rafael deve ter saido da mesma forma do pai da Inês - eles existem, não são é todas que têm sorte de os "apanhar", lolol

    ResponderEliminar
  5. Que continuem assim ou melhor em 2018 (=

    ResponderEliminar
  6. Mima-o em troca, minha querida. Cuida do vosso jardim.
    Feliz 2018
    ( se o pai do meu filho fosse assim ainda hoje estávamos juntos. Assim, já lá vão 10 anos de separação. O nosso filho 11)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida alguma que é valioso. :) Obrigada.

      Eliminar
  7. Ainda não sou mãe, mas derreto-me a ver o meu irmão com a mulher e o filhote. Também eu posso dizer que ele é tão dedicado, paciente, altruísta, informado...a criança só os veio unir ainda mais, é lindo de se ter.
    Não digo que outros não nutram o mesmo amor e respeito, mas nem todos nascem com o mesmo jeito ou consciência do que devem fazer. Às vezes não é má vontade, mas ficam encostados ao "ela tem mais jeito" e acabam por não desenvolver certas competências.

    Um óptimo ano para ti e para a tua família!

    ResponderEliminar
  8. Que continue assim por muitos, muitos, muitos anos.
    Feliz ano novo. :)

    ResponderEliminar
  9. feliz 2018, muita felicidade para toda a família.

    ResponderEliminar
  10. Tão bom :)
    Ser mãe não está nos meus planos, mas se o fizesse só poderia ser com um companheiro que fosse parceiro em tudo.

    Felicidades e ótimo 2018!

    Kill Your Barbies | Instagram

    ResponderEliminar