Avançar para o conteúdo principal

Da Vida


Prestes a entrar nos 29 anos de vida, deu-me para fazer uma introspecção.

Não sou muito de fazer planos, mas a minha vida não foi mesmo nada do que eu tinha planeado... 

Quando acabei o meu curso, há oito anos atrás, optei por fazer um mestrado. Continuei no Porto no primeiro ano de mestrado, enquanto trabalhadora-estudante. Findo o primeiro ano, restava-me apenas o ano de tese e resolvi voltar para Viana, minha cidade natal. Na altura arranjei um emprego numa imobiliária, onde estive quinze dias em formação, até que a sorte e as coincidências da vida me bateram à porta e encontrei um trabalho na minha área. Assim, sem mais nem menos.

Agarrei a oportunidade, sempre achando que "vou ficar em Viana um ano e depois regresso ao Porto". Continuo na minha cidade, sete anos depois.Cada dia mais apaixonada pelo que faço. 

Na mesma altura em que arranjei emprego, conheci, através do Facebook, o mais-que-tudo. Ora vejam a minha sorte... Vivi quatro anos no Porto e não o conheci. No mês em que voltei para Viana, apaixonei-me pela internet por um homem do Porto. Lá vivemos a nossa relação à distância durante um ano e picos, até que juntamos os trapinhos em Janeiro de 2012. Quase seis anos depois, continuamos firmes e hirtos que nem uma barra de ferro.

Sempre quis viver numa cidade grande. Sempre quis trabalhar numa cidade grande. Pensava em emigrar. Sonhava com a ideia de viver em Lisboa, ponderava até ir para Madrid. Sonhos. Talvez por sempre ter vivido numa cidade média, tinha a ambição de experimentar uma vivência mais frenética. Sempre quis viver sozinha, ser solteira durante uns bons anos. Gostava da ideia de ser livre que nem um passarinho. Poder fazer o que me apetecesse sem passar cavaco a ninguém. Tinha planeado "arranjar um companheiro bom lá pelos trinta anos, juntar-me, casar-me, ter filhos lá pelos 35". 

Prestes a fazer 29 anos, já tenho um companheiro bom (o melhor de todos!), um bebé de cinco menos (o melhor de sempre!), um cão e quatro gatas.

Nada foi o que tinha planeado... Mas foi melhor, muito melhor do que podia ter sonhado.

Comentários

  1. Assim de surpresa sabe melhor. Fico feliz por ti, pelo que conseguiste.
    Ainda estes dias estive em Viana. Hei-de voltar. :)

    ResponderEliminar
  2. Porque a vida gosta sempre de surpreender ;)

    ResponderEliminar
  3. E ao tempo que eu vejo a tua vida...agora dei conta que acompanhei as tuas boas mudanças de vida, nem sempre comentando, mas sempre lendo. E tens uma familia linda, parabéns, ah e vives numa cidade linda!

    ResponderEliminar
  4. Muito bom quando assim é. Se estás feliz o que importa o que tinhas planeado? Parabéns.

    ResponderEliminar
  5. Dizem que muitas vezes acabamos por encontrar o nosso destino no caminho que escolhemos para fugir dele... :)

    ResponderEliminar
  6. Quantos mais planos fazemos, menos corre como imaginamos. Mas ainda bem que corre melhor ainda.

    ResponderEliminar
  7. Saíste-te muito bem e o mais importante é que estás feliz e já conseguiste muito!

    ResponderEliminar
  8. Eu também tenho 29 anos e sempre sonhei ser licenciada, morar sozinha (numa cidade perto do mar) e ter um gato. Até agora nada disso aconteceu... Não consegui acabar o curso, ainda vivo com os meus pais e tenho um cão. Ah e estou solteiríssima. Mas não acho que seja tarde para ainda conseguir fazer tudo isto. 😉 Nídia

    ResponderEliminar
  9. A vida tem destas coisa, e são coisas boas. Nem sempre o que planeamos é o que a vida tem para nós.
    https://maria-a-procura-de.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Caminhoa novos podem nos trazer sempre melhores surpresas :)

    ResponderEliminar
  11. A vida prega-nos partidas e nem sempre são más, são apenas diferentes do projeto. Desde que sejas feliz o resto não importa :)

    ResponderEliminar
  12. Isso é o mais importante, estares bem, feliz, plena! E que continue assim! :)

    ResponderEliminar
  13. Identifico-me com várias partes da tua história não conhecesse também eu o meu namorado na Internet ahah . Ainda bem que as coisas raramente não acontecem como tínhamos planeado, pois por vezes o que o futuro nos reserva é bem melhor :)

    ResponderEliminar
  14. S, não se diz/escreve "há oito anos atrás". É só "há oito anos".

    Não leve a mal. Gostava que fizessem o mesmo comigo.

    Tudo de bom!

    ResponderEliminar
  15. A vida é assim... surpreendente! E fico muito feliz por essa tua felicidade, saber aproveitar o que a vida nos dá. Parabéns!

    ResponderEliminar
  16. A vida é uma surpresa constante, até para a pessoa que gosta de planear tudo. O minuto seguinte, a hora, o dia que está por vir, reserva-nos surpresas boas ou más consoante também as escolhas que fazemos. Está à vista que o teu caminho tem sido feito das melhores escolhas. Parabéns.

    ResponderEliminar
  17. A vida dá tantas e tantas voltas! Uma verdadeira caixinha de surpresas!

    ResponderEliminar
  18. Por aqui igual. Não tenho a vida que projectei, mas estou melhor do que esperava! A vida dá muitas voltas, o importante é continuarmos no caminho certo, nem que para isso tenhamos de traçar novos caminhos, abandonando aqueles que já não fazem sentido.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

Womanizer - O Feedback

Pois bem, minhas amigas... O Womanizer lá chegou através da Amazon de Espanha ao fim de uns dez dias.  E tenho a dizer-vos que custou 189 euros e vale cada cêntimo. Obviamente que não vou estar aqui a entrar em detalhes, mas é um estimulador muito bonito, com um toque agradável, que vem acompanhado por um gel lubrificante que diz "Orgasm is a human right" , o que me parece um excelente princípio. Admito que, por incrível que seja, ainda demorei uns bons minutos a perceber exactamente o encaixe. Parece óbvio, mas não é, porque vibra mal toca na pele e, com o estímulo, não é assim tão simples quando poderia parecer. Ou sou eu que sou aselha. Mas também garanto, minhas amigas, que a partir do momento em que há encaixe, é uma questão de segundos. Não é exagero, são segundos. E uma coisa que se prolonga até à infinitude... Ou até já não aguentarem mais e desligarem, como acontece comigo. Sim, sou uma descarada. Sim, vale todos os euros. Sim, é garantia total. Repetidamente. Infini

:)

Um mês e dez dias depois, tive oficialmente "alta" médica. Ainda não estou aí para as curvas, mas já obtive autorização para voltar a conduzir. Também posso fazer fisioterapia sem preocupações... Já tinha feito uma sessão - na passada semana - e é impressionante o bem que apenas 45 minutos de fisioterapia me fez! Este fim-de-semana volto para o meu apartamento e para as minhas rotinas. Estou feliz por voltar ao meu mundo, mas reconheço que quase mês e meio no ninho da mãe, nesta fase do campeonato, me fez muito bem. Precisava de curar-me física e emocionalmente. Não estou boa, mas estou quase boa.  O melhor ainda está por vir. A todos os níveis.