Avançar para o conteúdo principal

Instaweek

O orgulho do pai. Já é oficialmente sócio do Boavista.

Presentes! Uma mão marioneta que aposto que ele vai adorar.

As minhas duas malas. É raro sair de casa sem a lancheira, pois mais vale prevenir que remediar.

Já tinha um colar com lenço branco, outro com laço verde... este ano comprei o amarelo! A Romaria d'Agonia está quase a chegar.

A começar a fazer alguma ginástica. Não apreciou muito - sai à mãe.

Burrito treme-treme, para começar a 9ª semana de vida...

É meu e é um lindão.


Comentários

  1. Eu gosto principalmente desse seu ar "simpático"😁e da cara de felicidade a fazer ginastica😀

    ResponderEliminar
  2. A criança sempre de meias e sapatos é que eu não compreendo de todo. Os bebés precisam descobrir os pés e liberdade para desenvolverem os pés da melhor forma possível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando começam a andar é realmente recomendado que andem o mais descalços possíveis (ou de meias, quando está frio) para um bom desenvolvimento do pé. Mas com esta idade, ainda não há esse problema. Senão coitadinhos dos bebés de Inverno, que teriam tanto frio sempre com os pés a descoberto.

      Eliminar
    2. O bebé tem 2 meses. 2 meses. Não descobre ainda os pés. Cada um faz a sua opção e cá em casa ele anda descalço muitas vezes (neste momento está descalço), mas para a rua vai sempre de meias. Sapatinhos usou ontem, porque ficavam bem com aquela roupinha. Não vamos complicar algo tão simples...

      Eliminar
    3. Tété, a pediatra sempre me disse o inverso, ou seja, nunca pôr sapatos enquanto não andam, até aí optar unicamente por meias ou meias com anti derrapante. Só comprei os primeiros sapatos quando começaram a andar, um aos 11 e outro aos 13 meses. Com meias não passam frio. E não esquecer que os sapatos são para andar na rua, porque em casa o ideal é meias ou descalços. Mas enquanto não andam os sapatos são só um ornamento desnecessário que até têm efeito adverso ao correcto desenvolvimento da marcha.

      Eliminar
    4. Anónima das 00:39

      Não sei se a autora do comentário inicial mas este refere o uso de meias e sapatos, dando a entender que não entende nem uns nem outros. :) Ora por muito que se queira que um bebé explore os pés e os tenha a descoberto, há situações em que um par de meias no mínimo é indispensável. A minha filha passou os primeiros 8 meses da vida dela sempre de meias, onde vivo o calor existe apenas no Verão e como ela nasceu no Outono, o tempo nunca permitiu que a pusesse de pés descalços, nem mesmo em casa. No Inverno, com as temperaturas negativas, saía com botinhas de lã ou umas pantufas sem rigidez, para manter os pés quentes. Ou seja, embora não andasse, não a podia ter deixado de pés descalços ou só de meias quando saíamos (e mesmo em casa quando começou a deslocar-se no chão frio, pois os pés arrefeciam rapidamente). :)

      Mas concordo consigo neste ponto: os primeiros sapatos verdadeiros da minha filha foram comprados quando ela já tinha mais de um ano, quando se começou a pôr de pé. E são apenas usados na rua, porque em casa anda sempre de meias ou pés descalços, pelo menos por agora que faz calor. E como espero neste Inverno já estar numa casa com um piso mais quente, continuará de meias. Acho que todos os pediatras dão esta indicação. :)

      E também concordo que, quando usados apenas como acessório, os sapatos são absolutamente escusados e também já li vários pediatras a referirem o assunto. Mas aqui prende-se mais com a vaidade dos pais e com o bom senso dos mesmos. Um dos pediatras dizia que se abria a excepção quando o bebé saía em visita a alguém, ou nalguma festa, onde os pais os quisessem embonecar mais. Se a S* calçar o filho quando sai à rua e o puser de meias ou descalço todo o tempo que estão em casa, ele pode descobrir os pés nessa altura e estes terão a liberdade necessária para se desenvolverem normalmente. :)

      Eliminar
    5. Não sou a anónima inicial.
      De acordo, um dos meus filhos nasceu no frio e andava de meias e pantufas moles. Mas é bastante comum vermos bebés muito pequenos com sapatos de sola formada e era a isso que me referia apenas.

      Eliminar
    6. (Eh lá, o meu comentário anterior ficou mais confuso e comprido do que eu pensei. É o que dá escrever cheia de sono :) ).

      Anónima 14h50

      Pois, falávamos de coisas diferentes. Eu de não achar assim tão estranho o uso de meias, no mínimo, e a anónima no uso de sapatos "de verdade" em bebés. :) Acho que no fundo até concordamos uma com a outra. :)

      Eliminar
  3. Super fofo!! Adoro as fotos... E os teus colares também :)

    ResponderEliminar
  4. Porque meias e sapatos num bebé tão pequeno?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estranho seria levar um bebé de 2 meses para a rua sem meias... à hora a que regressamos, pelas 18 horas, já estava bem fresquinho.

      Eliminar
  5. Gostei da primeira foto (ignorando a parte do Boavista :D).
    T-shirt/camisola bonita.

    ResponderEliminar
  6. Ai, nem me fales da Romaria da Senhora da Agonia que já lá não vou desde 2015 e estou a ressacar! Gosto tanto, tanto, tanto de Viana. Se pudesse vivia lá, acredita. :)

    ResponderEliminar
  7. O Rafael está um crescido, e super fofo! Parabéns ;)
    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Os bebes devem usar meias porque perdem muito calor pelas extremidades. Agora sapatos... sapatos??? tão pequeno e já tão guna.

    ResponderEliminar
  9. Tão giro! É tão fofinho! *.* Parabéns, parabéns, parabéns!
    Adorei a foto do Boavisteiro, o papá deve ter ficado todo babado, não é? :D

    A Marta

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.