Avançar para o conteúdo principal

Coisas de mãe #1


Fico cansada só de rever mentalmente tudo aquilo que é preciso fazer antes de sair de casa. Fazer stock de leite, tomar banho, arranjar-me a correr, tratar do menino, mudar a fralda, vesti-lo, dar de mamar, pôr na posição da cadeirinha, pôr a arrotar, esperar que não se cuspa todo, trazer o carrinho, verificar se tem mudas/fraldas no carrinho, pôr o biberão na lancheira, ir buscar o carro à garagem, pô-lo na cadeira do carro... 

Não admira que uma pessoa pense duas ou três vezes antes de resolver ir dar um passeio. Os passeios cansam.

Comentários

  1. Com o tempo agilizarás certas coisas. :) Por exemplo, o saco pode estar sempre pronto (com fraldas e mudas) para quando é preciso sair bastar pegar nele. :) Ainda assim, nos primeiros tempos fiz uma lista que estava sempre dentro do saco. A cada saída, bastava pegar na lista e confirmar cada ponto para não estar ali à pressa a pensar se faltava alguma coisa ou não. Sempre poupa o cansaço de rever mentalmente. :D
    Outra coisa que para nós agilizou foi passar a ter o carrinho sempre na mala do carro. Quando saímos de carro, ele já lá está. E quando saímos a pé, bastava sair com o bebé no ovo (ou agora ao colo), abrir a mala do carro, abrir o carrinho, colocar o ovo e pronto, íamos passear. Era menos uma coisa que andava para cá e para lá. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tété, o saco está sempre pronto... mas geralmente meto mais um ou duas fraldas e mudo a fralda de pano (para limpar babas e afins). Eu não preciso de lista, apenas sinto que demora tudo muito tempo. :P

      Essa do carrinho no carro parece-me bem!

      Eliminar
    2. Compreendo. :D É verdade que antes era tudo mais rápido. :) E a amamentação é pratica nalgumas coisas mas noutras é capaz de não dar tanto jeito. Com o biberão, saímos sem atestar primeiro a pequena porque ela podia comer facilmente fosse onde fosse (mas chegámos a deixar o leite, e até o saco, em casa por esquecimento. :P ).

      Eliminar
  2. Primeiro devias dar de mamar é só depois vestir e mudar a fralda. Podes mudar antes mas quase sempre depois é necessário. Além disso se o vestires depois já não tens de esperar que não se cuspa todo. É só um conselho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo, mas para o meu bebé não sinto que seja o melhor. Tem muitos soluços... se o deitar para o vestir depois de mamar, fica com soluços na certa - geralmente tem de ficar na posição "cadeirinha" ou ao ombro uns 20 minutos para não soluçar. :) E como mama imenso, prefiro não o deitar logo após comer. Coloco-lhe uma babete para mamar... mas muitas vezes cospe-se 30 ou 40 minutos depois de comer... não é certo. :P

      Eliminar
    2. Nunca fui capaz de saber o meu filho sujo e dar-lhe de comer.
      Mudava a fralda sempre, mesmo que tivesse que lha mudar a seguir, o que acontecia quase sempre ( estar sujo é um tormento)

      Eliminar
  3. Como um Ser tão pequenito precisa de tantos apetrechos?! Parece mentira mas é verdade. Força, nestes primeiros tempos.

    ResponderEliminar
  4. E quando está quase a sair e lá vem uma cocozada das boas? Ou quando chegas ao carro e lá vem o perfume??
    É maravilhoso, hihihi

    ResponderEliminar
  5. Biberão para? Tu não amamentas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yap, mas como não sou adepta de dar de mamar em tudo o que é sítio, tiro leite e meto num biberão.

      Eliminar
    2. Então complicas porque queres.

      Eliminar
    3. Cada um faz como quer e como se sente bem

      Eliminar
  6. É verdade....qd o meu foi a primeira vez ao pediatra cheguei ao carro e vi que....faltava a mochila com as coisas todas: Leite, fraldas, manta, etc....e qd fores de fim‑de‑semana? Ehehe

    ResponderEliminar
  7. Esse miúdo sempre a beber do biberão não tarda já não quer mama.

    ResponderEliminar
  8. Simplificar é a palavra de ordem!

    Como já disseram em cima, carrinho no carro e o saco sempre feito. Eu passei a fazer ao contrário, assim que chegava a casa fazia logo o saco para uma próxima vez, não parecendo é menos uma coisa em que pensar.
    Em relação ao não dar de mamar não percebo mas respeito. Para esta situação só te posso aconselhar a teres sempre stock no frigorífico para não estares a tirar antes de sair.
    Com a prática vais reduzindo a tralha e o tamanho do saco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Roxy, isso vai do feitio de cada uma. Eu não acho confortável estar a dar de mamar em espaços públicos, embora respeite totalmente quem o faça.

      Eliminar
  9. Credo! Assim mais vale ficar em casa :p

    ResponderEliminar
  10. S,tenho visto o teu bebé no Facebook. É um bebé lindo, com ar zangado, mas lindo.
    Por até razão lhe vestes roupa tão grande?:(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não lhe visto roupa grande, ele está a vestir 56 cm e mede cerca de 55 cm... se fala do body que viu ontem no Facebook, era um body extra que tinha no saco dele - sujou-se todo. Obrigada!

      Eliminar
    2. Eu admiro a tua coragem e capacidade de manteres a calma mesmo com o cansaço e emoções à flor da pele como é natural ter uma recé-mamã. Tenho uma bebé (segundo filho) com dois meses e se recebesse comentários como os que recebes, de gente a meter-se onde não é chamada com palpites sobre as tuas escolhas enquanto mãe, não aguentaria sem chamar uns maus nomes a essa gente toda. Mesmo quando um dia dizemos A e no outro B e possamos parecer contraditórias, é natural, nós temos o direito de aprender com os nossos próprios erros e ninguém tem nada que meter o bedelho. Gabo-te a capacidade de responderes com calma a críticas constantes.

      Eliminar
    3. A.i, apesar de estar muito por casa, ando bastante desligada do blogue e isso também ajuda a ignorar as más-línguas. :) Sinceramente, cada vez tenho menos paciência... mas opto por ignorar. :P

      Eliminar
  11. Eu fiquei cansada só de ler. - Brincadeirinha. ;)
    É um 'full-time job', não é mesmo?
    Força. :)

    ResponderEliminar
  12. E eu que saía (a partir do 2 mês) com duas fraldas, e um saco de toalhitas pequenas e uma garrafinha de água com uma palha dentro, tudo enfiado na minha mala do dia a dia?

    No carro estava o carrinho suporte do ovo e um saco com dois body's, um babygrow, uma fralda de pano e meia dúzia de fraldas.

    Era só coloca lo no ovo, dar-lhe a fralda de pano, a mantinha e já está.
    Comida: mamas.

    ResponderEliminar
  13. E aproveita agora que ele não fala... Mas é mesmo difícil.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.