sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Maravilhas da maternidade #4


O que fazer quando não te apetece comer absolutamente nada do que cozinhas e quando o teu companheiro tem tanto jeito para a culinária como eu tenho para a costura?

Que fastio, senhores. Até a sopa - que eu adoro - me anda a incomodar.

Era tão feliz se tivesse de comer só torradinhas e tostas de queijo. Ou se o jantar aparecesse feito. Ou se tivesse possibilidades de ir fazer todas as refeições fora!

42 comentários:

  1. Está tudo bem, respira :) isso passa! Mete música para descontrair enquanto cozinhas :P

    ResponderEliminar
  2. O meu marido adora cozinhar e que bem cozinha!
    Que chatice, S*.
    Batatinha doce aos cubos no forno com salmão, não? É fácil e saboroso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Batata doce não me convence, para dizer a verdade. O problema está em comer aquilo que fui cheirando enquanto cozinho. :P

      Eliminar
    2. A mim também não me convencia até passar a fazê-las no forno (com pré-cozedura antes para ser mais rápido) com alho em pó, sal, um fio de azeite e ervas várias. Mesmo os meus pais que torciam o nariz à batata-doce passaram a comprar para eles e a fazer assim.:)

      Eliminar
    3. O que há para não convencer? Comida de forno tem a vantagem de só teres de preparar e deixar a cozinhar sozinha, acho que com comidas de tacho a situação é mais chata, temos de estar a mexer, a cheirar, a tomar conta... Leva-se mais com o cheiro.

      Eliminar
    4. Anonimo, eu só disse que a batata doce não me encanta. Comida de forno eu adoro. Naco de carne assado no forno com batatinhas é uma das coisas que mais gosto, ao Domingo.

      Eliminar
    5. E a minha pergunta era sobre a batata doce, o que há para não convencer? Visto que gostas de batatas normais.

      Eliminar
    6. Ora, visto que falou de "comida de forno", pensei que não se referia apenas a batata doce. A batata doce não me convence exactamente por ser doce. Não é algo que me convença, nas refeições...

      Eliminar
  3. Lasanha de vegetais, não gostas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto sim, sem dúvida, embora nunca tenha feito - mas já comi.

      Eliminar
  4. Vai-te habituando... é o estágio pré-mamã... Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Não estou grávida e penso isso imensas vezes !!! ;)

    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Vocês não sabem nem gostam de cozinhar.
    Mas a criança eventualmente come sólidos e o que vão dar? Arroz, massa, atum e bifes?
    Há tantas receitas na net, façam-se à vida. É só pesquisar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai-me desculpar, mas não entendeu nada do que eu escrevi. O problema não está em comer o que EU cozinho, porque há meia dúzia de pratos que faço bem... o problema é conseguir comer depois de cozinhar, porque vou ficando enjoada da comida em questão enquanto a cozinho.

      Eliminar
    2. Se saber e gostar de cozinhar fosse pré-requisito para se ter filhos, não haveria metade da população que há hoje.

      S*, podes sempre propor ao teu namorado que cozinhe com as tuas indicações. Coisas simples até ele conseguirá fazer (uma massa, um arroz, uns ovos mexidos, lavar uma alface...). :)

      Eliminar
    3. Ah sim, ele vai fazendo, arroz, massa, essas coisas. :) O pior é o que acompanha!

      Eliminar
  7. Experimenta fazer uma ementa semanal com coisas boas e saudáveis, fazes compras a pensar nesses pratos. Hoje em dia há tantas receitas que nos deixam inventar e fazer tantas conjunções... :) Beijinhos e boa sorte*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, mas a chatice é que, sendo eu a cozinhar, quando chega ao prato já estou "farta".

      Eliminar
  8. Ou seja, queres comer mas não sabes fazer.
    Um espaeguete á bolonhesa, é simples e com carne branca é saudável.
    Que dois, vocês :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é nada disso. :) Eu sei cozinhar bem meia dúzia de pratos e safo-me em vários. Mas há comidas minhas das quais gosto bastante (bacalhau à gomes de sá, lasanha de atum e pescada, bolonhesa de carne de vaca, frango estufado desfiado com esparguete, enroladinhos de peru recheados...), mas pura e simplesmente não me apetece comer aquilo que cozinhei. A minha mãe sempre usou a expressão "comer com o nariz" e agora entendo-a!

      Eliminar
  9. Deve ser por passar o dia a comer bolachas e chocolates, depois quando chega à hora da refeição é natural que não tenhas fome.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse seu comentário é apenas ignorante e estúpido. Informe-se antes de tentar fazer piadinhas.

      Eliminar
  10. A minha mãe não conseguia cozinhar nada quando estava grávida de mim. A minha avó que é teve que cozinhar durante os primeiros meses porque ela vomitava tudo o que cozinhava, só o cheiro a incomodava. Conheço muitos casos assim, em que as mães cozinham para que a grávida possa comer sem se sentirem agoniadas. Infelizmente nem toda a gente tem essa possibilidade. Quem a tem, que a aproveite!

    ResponderEliminar
  11. Acho que é uma sensação normal e acontece a todos os que cozinham diariamente. Por vezes caímos em hábitos e estamos quase sempre a fazer os mesmo pratos, a utilizar os mesmo temperos e a provar os mesmos sabores, é normal que enjoe :P Pesquisa umas receitas novas e experimenta =)

    ResponderEliminar
  12. Ai S, é só gente com problemas de interpretação de Português... Ou então é só má vontade ;p
    S, toca a ensinar o mais que tudo! Cozinhar é só o mais fácil do mundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele tem tentado fazer. Ainda ontem fez arroz e abriu uma lata de salsichas (eu não sou fã das salsichas, mas tenho sempre em casa, para remediar). Claro que comi duas salsichas e já me estava a "enervar", acabei por comer cereais ao almoço. :D

      Eliminar
    2. Ia precisamente deixar esse comentário. A malta afinal só sabe juntar as letras, porque ler não sabem.
      S*, gabo-te a paciência! Eu não conseguia.
      Mas é mesmo isso: ele que cozinhe um bocadinho e se puderes traz comida da tua mãe. Espero que fiques melhor rapidamente!

      Eliminar
    3. eheheh Eu sou muitoooo paciente.

      Eliminar
  13. Isso acontece-me tantas vezes e não estou grávida, haha. Imagino a S*... :)

    ResponderEliminar
  14. Há pessoas que são um bocado parvas a comentar (desculpa o "linguajar").
    Então mas a rapariga diz com todas as letras que o problema é comer o que cozinha e vêm-lhe dizer que é mau que não saiba cozinhar?! Ó santa paciência.

    Primeiro gostava de saber em que é que um deles seria inferior se não soubesse cozinhar. Quanto à alimentação da criança se estiverem muito preocupados podem sempre oferecer-se para a alimentar. Se quiserem aproveitem e podem também fazer a mais cá para casa que eu agradeço o tempo livre extra.

    Em relação ao que referes S* estou a passar exatamente pelo mesmo: os cheiros que se entranham na cozinha, na roupa e em tudo enquanto cozinho deixam-me de tal forma mal disposta que não consigo comer. A parte "boa" é que vou quase a meio da gravidez e ainda não engordei nada (a criança vai bem antes que me atirem pedras). O nausefe só me serve para dar sono porque tirar os enjoos não é com o dito cujo.
    E eu até apreciava cozinhar mas agora não ando nos meus dias também. E estar em cozinhas onde foi preparada comida recentemente (mesmo que não seja feita por mim) também me dá a volta ao estômago. Fico mesmo afrontada, nada feito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está, eu vou com 5 meses e picos de gravidez e nunca tive um enjoo ou uma náusea - sortuda. Mas o fastio dá cabo de mim, porque torna tudo mais complicado. Venho entusiasmada para casa, começo a cozinhar algo, quando chega à mesa tiro um bocadinho e "já estou cheia". É uma chatice. Uma pessoa tem fome, acaba por comer mais tostinhas, o que não é certamente o ideal.

      E sim, podem cozinhar para mim, se estão tão preocupados com a alimentação do meu bebé. ahahah

      Eliminar
  15. Querida S, passei por isso na primeira e também nesta gravidez. Não é efectivamente um capricho. Antes de acabar de cozinhar já sei que não quero comer nada lol e olha que eu cozinho muito bem, tenho de ser honesta eheh
    Às vezes peço à minha mãe que me faça algumas refeições e congelo. É um milagre, porque de facto o que mais me apetece sempre é comida da mãe :) em termos de alimentação, sinto que a gravidez para mim é como regressar à infância, ando sempre em busca deste ou daquele sabor que me transporta até esses tempos... :)
    Boa sorte!! Espero que tudo melhore para nós!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu só de abrir o congelador e imaginar que tenho de fazer espetadas, peitos de frango ou seja o que for, já fico sem vontade de comer. :/ obrigada!

      Eliminar
  16. Experimenta em cozinhar maiores quantidades e congelar ou colocar no frigorífico e come antes de cozinhares.

    Pede à mãe que faça 2/3 sopas grandes quantidades, coloca naquelas caixas individuais baratas e congela, tira no dia à noite para o seguinte.

    Eu também fazia o jantar, após deitava me uma hora para as ânsias de vomitar pararem e no fim ia a casa da mãe que morava em frente e comia o que houvesse.

    Como ela cozinha cedo já não havia odores

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, nas últimas semanas a minha mãe fez-me sopa e eu ia só comendo. Sabia bem!

      Eliminar
  17. Durante os primeiros três meses de gravidez foi complicado para mim cozinhar, mas depois passou. Se pudesse passava a vida a almoçar e jantar fora, estivesse grávida ou não ;p

    ResponderEliminar
  18. Mete o rqpaz a cozinhar. O meu nunca tinha feito nada e aprendeu. Até mesmo eu quando sai de casa da minha mãe sabia muito pouco. Todos aprendemos ;)

    ResponderEliminar
  19. Que não te aconteça como a uma amiga minha: tudo bem com a comida e cozinhar mas... não conseguia ver louça suja!!! Dava-lhe vómitos. A mãe dela cismava que era desculpa, para não limpar mas é claro que não, pobrezinha :( Enfim, é uma fase da vida - e de saúde - que dá pra tudo.

    ResponderEliminar