Avançar para o conteúdo principal

JAP, o grupo de apoio!


Resultado de imagem para placard

Por mais que me custe admitir, está na altura de criarmos o JAP - Jogadores Anónimos do Placard.

Eu não queria trazer este assunto para aqui, mas vai ter de ser.

O mais-que-tudo agora resolveu ficar viciado no Placard. Começou pelo Euromilhões. Depois passou ao Totobola. Conseguiu ganhar um prémio (nunca tinha ganho sequer 2 euros...) e resolveu que, afinal, o Totobola não vale nada porque os prémios são fracos. Vai daí, agora resolveu apostar no Placard.

Mas ó meus amigos... O Placard é todo um mundo de aposta desportiva. Ele já instalou uma aplicação no telemóvel. Ele dormiu esta noite no sofá, a pensar nas 1001 apostas que poderia fazer. O Benfica ganha, empata ou perde com o Dortmund? Eu, claro, apostava na vitória do glorioso, mas ele recusa fazer semelhante.

E o PSG, esse vai perder com o Barcelona, certo?

Podia resumir-se a isto. Mas não. Ele quer apostar na segunda divisão da liga inglesa. Ele até anda a ver os joguinhos mais pequenos da liga italiana. E ténis, pelos vistos o nosso João Sousa joga hoje.

Podia ter um companheiro que leva estas coisas dos jogos na desportiva. Mas nãoooo. Ele dramatiza tudo. Ele faz um filme imenso para apostar 2 ou 5 euros. Ele passou o pequeno-almoço amarrado ao telemóvel. Até já descobriu que existem grupos secretos onde se paga para debater estas questões fundamentais da vida.

Estou tramada, é o que é.

Comentários

  1. Bem, até percebo um aspecto, é que no euromilhoes ou no totoloto é mesmo uma lotaria, não há forma de nos sentarmos a reflectir em que número devemos apostar por ser o que tem mais lógica sair.
    Agora no totobola ou no placard é diferente, embora o desporto não seja uma ciência exacta e haja resultados que surpreendem, primeiro o número de resultados possíveis é mais limitado e como apostamos em coisas do nosso dia-a- dia, sentimos que há mais possibilidades de acertar! Porque é bem mais fácil "adivinhar" se uma equipa ganha ou perde (ou empata) do que adivinhar 5 números no meio de 50.
    Assim sendo, percebe-se que uma pessoa demore mais tempo a decidir e a pensar em quem apostar :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade, essa parte eu entendo... mas ficar a noite toda no sofá a pensar no assunto? Por Deus. ahah

      Eliminar
  2. Tenho um amigo meu que vive disso, portanto não resmungues que agora é que ficas rica :D

    ResponderEliminar
  3. Os meus colegas de trabalho também andam colados nisso. Já houveram alguns a ganhar boas quantias de dinheiro com apostas nessas segundas divisões das ligas dos outros países. Isso para mim é chinês, o futebol não me assiste, mas assistir às conversas deles sobre isso, até parece que estão a falar da bolsa de NY tamanho é o entusiasmo.

    AnaC

    ResponderEliminar
  4. Acho que melhor que o placard são as apostas online (legais), pois há mais opções.

    ResponderEliminar
  5. Cá em casa os dois (eu e ele) somos fãs da betclic! As odds são melhores! Fica a dica ;)

    https://jusajublog.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. O meu namorado encontrou uma aplicação de apostas "de brincar". Aposta nos jogos reais, mas com moedas fictícias. Assim, não gasta dinheiro e "brinca" na mesma.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será que podia partilhar que aplicação é essa? Gosto disso das apostas "de brincar", até me entretenho nos jogos fictícios do site do Casino do Estoril. ;)

      Eliminar
    2. https://www.facebook.com/LigadosPalpites/

      Eliminar
  7. Uma coisa te garanto, lá em casa Euromilhões deixou de existir pq nunca nos saia nada (senão do bolso). Com o Placard já ganhámos uns cobres. Desde que seja com calma, compensa. E há mais sites de apostas que ele pode usar.

    ResponderEliminar
  8. Isso é o dia a dia na minha casa. Só que em vez de um, tenho dois: pai e irmão. Têm as aplicações nos telemóveis, vêem os jogos, discutem apostas. Antes já eram fanáticos por futebol, mas agora vibram com jogos de qualquer liga por causa das apostas. É vê-los aos berros para a tv. Só falam de jogos e apostas e jogadores e clubes, TODO O DIA, TODOS OS DIAS. O meu irmão já tirou um dinheirinho, o meu pai perde mais do que ganha. É triste isto, é esta a minha vida em casa. Já não posso ouvir falar de futebol e de apostas.

    ResponderEliminar
  9. ahahah o meu namorado é igual

    ResponderEliminar
  10. Psg perder com barça é que foi um tiro ao lado.

    ResponderEliminar
  11. Pode ser que lhe passe... Ou que fiques milionária :P

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.