Avançar para o conteúdo principal

São Martinho


No Dia de São Martinho, a cidade encheu-se de vendedores de castanhas. Com o frio que está, é uma maravilha ver a fumarada que os velhinhos carros de castanhas deixam pelo centro histórico. Quentes e boas, com aquele cheiro tão distintivo, sempre embrulhadas nos velhos papéis de jornais e nas folhas das Páginas Amarelas (por cá não se vêem as 'modernices' dos cartuchos). 

Finalmente chegou o Outono. Adoro-o.

Comentários

  1. Castanhas são sinónimo de Outono. Castanhas são tudo de bom!

    ResponderEliminar
  2. Opá este ano tenho de comer dessas castanhas... Que saudades :)
    Beijinho**

    ResponderEliminar
  3. Essas "modernices" foram uma imposição da ASAE e é uma questão de higiene.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que novidade me está a dar... ou não. O facto de serem imposição da ASAE não me obriga a concordar, pois não?

      A ASAE também acabou com as tascas à moda antiga e com as colheres de pau. Não quer dizer que eu concorde.

      Eliminar
    2. por acaso sempre me fez confusão as folhas de jornais... :) (não sou o anónimo de cima)

      Eliminar
    3. Bom, mas é imposição da ASAE por algum motivo, não é? :/ Não concordas com os motivos ou não concordas que, mesmo havendo esses motivos, se tenham acabado com as colheres de pau e etc?

      Eliminar
    4. Tete, não concordo com os motivos porque os acho um tremendo exagero. Uma coisa é higiene, outra são exageros. Descaracterizaram totalmente alguns negócios e não garantem mais higiene por causa dos balcões em inox e colheres em inox. Quem é limpo, era limpo com madeira ou inox.

      Eliminar
    5. No caso da colher de pau, ao que parece, não é proibido, mas desaconselham, simplesmente pelo facto de ser difícil higienizar correctamente materiais como a madeira.
      Quanto aos cartuxos, já vi soluções engenhosas :P ou fazem o cartuxo com o material permitido e por fora põem a folha de jornal, ou então como vi no outro dia, que era uma embalagem de papel, onde de um lado estavam as castanhas e do outro um "bolso" para as cascas :p achei muito bem pensado!

      Eliminar
    6. Anónimo, isso é muito giro!

      Eliminar
  4. Adoro o cheirinho das castanhas e tudo o que representam! Só não gosto muito de as comer =p hehehe

    ResponderEliminar
  5. Gosto tanto do cheiro que deixam na rua! Cheira a Outono!
    Beijinho e bom fim de semana

    Novo post: Vestido de Festa para Tamanhos Grandes

    ResponderEliminar
  6. Hoje já comi castanhas... e portuguesas! Souberam-me a "pátria". Só faltava mesmo que fossem com o cheirinho das assadas na brasa à moda antiga ;)

    ResponderEliminar
  7. as saudades que eu tenho de poder comer castanhas assadas!

    ResponderEliminar
  8. E eu tão longe e sem castanhas :( Só espero que até dezembro sobrem algumas :)

    ResponderEliminar
  9. Só falta o calor de s.Martinho ❤

    www.eucatarinablog.wordpress.com

    ResponderEliminar
  10. Adoro castanhas e entao sw forem embrulhadas em jornal melhor :) até os moços da ASAE as comem ahahahahah o outono nem por isso, prefiro a primavera ;)

    ResponderEliminar
  11. Acreditas que nem uma castanha comi ontem? Lol

    ResponderEliminar
  12. Esta semana vais receber uma notícia muito triste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Credo! wtf o.O mas quem raio deixa um comentário destes?!?!?

      Eliminar
    2. ahah eu achei que se referia ao regresso do Sol, tendo em conta que escrevi adorar o Outono...

      Eliminar
    3. Cruzes! OH anónimo a que se refere??

      Eliminar
    4. Confesso que também associei a uma piada sobre a meteorologia! É cada uma :-/

      Eliminar
  13. Cada estação com o seu encanto. :)

    ResponderEliminar
  14. Adoro os dias de folga em pleno outono!
    Adoro

    ResponderEliminar
  15. Adooro castanhas, quanto ao outono já não posso dizer o mesmo.


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã. Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte? Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria. Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

I wish

 Faço anos daqui a um mês e, este ano, vou querer prendas muito práticas e objectivas. Algumas coisas preciso comprar, outras substituir, mas acho que vou deixar um pouco as vaidades de lado e optar por poupança real - porque são coisas que teria de comprar. Alisador de Cabelo a vapor BELLISSIMA My Pro (Titânio - 170 °C - 230 °C ) Este ou outro qualquer, desde que seja bom e não me estrague (demasiado) o cabelo. Uns auscultadores. Preferencialmente giros. Preferencialmente sem fios. Estes ainda por cima dobram-se, o que é muito prático para colocar na mala. Um candeeiro de tecto novo para o meu quarto, que o que tenho é antigo e tapa imenso a luz. A minha irmã comprou este candeeiro de mesa para o quarto do meu pequeno (em preto) e amei de paixão. Queria assim em tom cobre para o meu quarto. :) Todos os candeeiros da Leroy Merlin / AKI.

Work in progress

Aprender a lidar com a solidão não é um processo mesmo nada fácil. Ando a diversificar as minhas formas de entretenimento, mas, convenhamos... A COVID não é muito minha amiga. A chuva rouba-me as caminhadas. Valham-me as amigas que me telefonam para ir apanhar pinhas ao monte e as colegas sempre presentes.  Comecei a dançar às segundas-feiras à noite - com a vantagem de achar a professora uma simpatia. A amiga Netflix tem-me feito muita companhia. Estou a ver a primeira temporada de Outlander e sei que tenho série para umas semanas. Os livros também prometem ser grandes amigos, mas sinto-me sempre com tanto sono e com tanto cansaço que tenho evitado a palavra escrita. Estou bem, mas estou a adaptar-me. Com dias melhores e dias menos bons. Obrigada a todos os que, de uma forma ou de outra, demonstraram caminho.