sábado, 17 de setembro de 2016

Nós

Às vezes surpreendo-me com a facilidade com que tudo aconteceu na nossa relação. Conheci-o em Setembro de 2010, começamos a namorar em Outubro, dois meses depois ele estava a dizer-me que era "para a vida". Eu só consegui verbalizar o amor que sentia mais de meio ano depois. No entanto, fomos caminhando seguros e certos de que era isto que queríamos. Um ano depois, começamos a procurar casa... e em Janeiro de 2012 juntamos os trapos e fomos viver juntos.

Do lado da minha família, nunca ninguém fez comentários, mas suspeito que achassem que era uma loucura juntar-me um ano e três meses depois de o conhecer. 

A verdade é que já se passaram quase cinco anos.

Oh, isto tem sido uma montanha russa, com altos e baixos. Felizmente, há já uns bons meses que estamos no alto, apesar das adversidades da vida. Tivemos uma fase péssima-péssima, há três anos (a crise dos três anos?), mas lá a ultrapassamos e percebemos que o que nos prejudica são sempre factores externos e nunca as nossas emoções. Depois de "encaixarmos" esta ideia, é mais fácil fazer as pazes.

Bom, tudo isto porque ontem fomos sair, deixamos o cão em casa, ainda estivemos a assistir a um concerto cá na cidade, e eu só confirmei aquilo que já sabia: todos os dias estou um bocadinho mais apaixonada.

Para mim, é lindo. Para mim, é um prazer ouvi-lo falar. Para mim, é um privilégio encostar-me ao peito dele, enquanto assistimos a um (bom) concerto de música. Para mim, é o melhor do mundo. E é meu. 

E eu estou melosa, sim. Aguentem.

51 comentários:

  1. Bem... eu e o meu namorado começámos a viver juntos 3 meses depois de começarmos a namorar. :P Mas já estávamos nos 30 hehehehe.
    Que sejam felizes todos os dias. :D

    ResponderEliminar
  2. Eu e o meu namorado fomos viver juntos passado 1 mês de começarmos a relação :P e passados 7 meses já pensamos em ter babys :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para bebés acho que devem ponderar sempre bem. :) Os bebés são para a vida!

      Eliminar
    2. Ainda nem há 1 anos estão juntos. Conheçam-se bem primeiro e aproveitem a vida a dois. Um bebé além de ser para a vida vai desestabilizar a vossa vida toda inicialmente. Para mim os bebés testam as relações e aquelas que não forem sólidas vão à vida.
      Porquê tanta pressa?

      Eliminar
    3. Também acho que ter filhos é outro campeonato :) acho que primeiro deve-se aproveitar muito bem todos os momentos a dois, passear,viajar, viver coisas novas,... Depois então filhos, porque um bebé abala imenso os alicerces duma relação e muda drasticamente a forma como organizamos a nossa vida.
      Por cá são 6 anos juntos, juntámo-nos 5 meses depois de começar a namorar e fomos país 5 anos depois de começar a namorar. Ainda assim o nascimento da nossa filhota deixou-nos à beira da ruptura logo nos primeiros meses, talvez fruto da explosão de hormonas ou isso e tudo o resto. E só agora voltamos a entrar numa fase serena e positiva. Filhos são tudo de bom, mesmo, mas viram o mundo do avesso. Então recomendo sempre ir com muita calma no que a isso diz respeito!
      Beijinhos e muitas felicidades!!

      Eliminar
    4. Anónimos, digo o mesmo: calma com os bebés. Os pais têm de ter a certeza (embora ela nunca exista...) antes de pensarem em filhos. Muito arriscado com pouco tempo de relação. :)

      Eliminar
    5. Eu e o meu namorado fomos viver juntos ao fim de 2 meses de namoro :) agora, 6 anos depois, vamos tentar engravidar! Temos 29 anos :)

      Eliminar
  3. Bem sei que não sou exemplo porque fi-lo com (muito) menos tempo, mas quando estamos a falar de duas pessoas adultas não acho, de todo, que viver junto depois de mais de um ano seja precipitado.
    Então e se correr mal? Ninguém disse que era obrigatoriamente para sempre, nem o casamento o é, portanto se correr mal vai cada um para seu lado e pronto, ninguém morre por isso. Digo eu =).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gelatina, sinceramente não entendo (mas respeito) namoros de 10 anos sem se viver junto... mas isso sou eu!

      Eliminar
    2. Eu namoro há 13 anos e nem nos passa pela cabeça viver juntos, casar ou ter filhos. Lá está, somos todos diferentes e nós somos extremamente felizes assim.

      Eliminar
    3. Não é para entender. São opções, às vezes imposições da vida.
      Namoro há dez anos e só agora vivo com a minha namorada. Aliás, vivemos juntas, mas ainda não temos a nossa casa.
      No nosso 3°ano de namoro fui estudar para Lisboa, durante quatro anos. Estava com a minha namorada ao fds. Era impensável vivermos juntas nessa altura. Quando acabei a licenciatura, fui sozinha para Barcelona. Vivi lá seis meses. Voltei e não tinha dinheiro nem para mandar cantar um cego. Voltei para casa dos meus pais, ela continuou a viver com os dela.
      Nunca tivemos dinheiro para ter uma casa e emigrámos, este ano.
      Resumindo, namoramos há dez anos, nunca vivemos juntas (só agora) e sempre fomos felizes e cúmplices.
      Ah, e só ao fim de nove anos de namoro contei aos meus pais que tinha uma namorada.
      É assim. Existem relações para todos os gostos.

      Eliminar
    4. Isso depende, sou amiga de um casal que namorou 10 anos antes de casar, mas começaram a namorar aos 17 :-) Entre acabar faculdade (na altura licenciaturas de 5 anos + 2 de mestrado), e conseguir trabalho para amealhar algum dinheiro para poderem fazer a cerimónia e ter dinheiro para pagar rendas e contas... Lá passou uma década. Mas são dos casais mais felizes e estáveis que conheço, daqueles que se com eles não resultar, não acredito em mais ninguém :-)
      E apesar de não terem vivido juntos antes do casório já eram pessoas com imensas rotinas enquanto casal, conheciam bem todos os defeitos um do outro - em 10 anos também se ganha uma intimidade e cumplicidade imensas :-)

      Eliminar
    5. S*, sou a anónima das 17:38.
      Sou oriunda de uma zona do interior, onde a tradição impera e as pessoas ainda são muito conservadoras, e na minha altura de namoro, acredita que se eu tivesse juntado os trapinhos, os meus pais, principalmente o meu pai, nunca mais me havia de querer ver à frente. Lembro-me de uma miúda da minha idade, ter sido mãe aos 17 anos e teve de casar à pressa, na altura foi assim uma coisa bombástica.
      Por outro lado, não tínhamos como nos sustentar, logo só casamos quando acabamos os cursos e começamos a trabalhar.

      Eliminar
    6. Dependerá claro da situação. :) Nos primeiros 8 anos de namoro, eu e o Jack vivemos na mesma cidade apenas um ano. Outros três foram em cidades diferentes e outros 4 em países diferentes. :P E quando nos conhecemos, estávamos a tirar o curso, sem trabalhar, nunca conseguiríamos arcar com as despesas de alugar uma casa para vivermos. Conheço namoros longos em que as pessoas demoraram a juntar-se porque começaram logo na adolescência, e aí é fácil chegar aos 10 anos de namoro sem haver ainda maneira de viverem juntos. :) Fora casos assim (distâncias, desemprego, namoros que começaram cedo, etc) não conheço nenhum casal em que ele tenha emprego, ela tenha emprego, cada um viva na casa dos pais ou em casa própria e não queiram juntar os trapinhos. :)

      Eliminar
    7. Tété; eu também não conheço, mas uma leitora disse acima que namora há 13 anos e nem quer ouvir falar de viver junta. São opções. No meu caso, vivíamos em cidades diferentes. Não sendo muito, com 80 km de distância só nos podíamos ver uma ou duas vezes por semana. Durante a semana de trabalho, só nos víamos umas horas à noite, a correr. Começou a saber a pouco. Tivemos de tomar medidas. Ele mudou-se para Viana e fomos viver juntos. Se fossemos da mesma cidade provavelmente teríamos tido mais calma. Felizmente comecei a trabalhar quatro dias antes do início do nosso namoro e tudo estava conjugado nesse sentido.

      Agora, claro, com estudos pelo meio, óbvio que as coisas são diferentes. Sem trabalho, diferentes são. Só me faz alguma confusão, admito, quando têm possibilidades e não o querem fazer... mas cada um sabe de si!

      Eliminar
    8. Pois, eu compreendo que tenha sabido a pouco. Como disse, eu passei anos a ver o Jack de 3 em 3 meses, e num ano chegámos a cruzar-nos no aeroporto: eu a chegar e ele a partir. :) Sabia a pouco, sabia. :)
      Mas por exemplo, nos últimos 3 anos, ambos trabalhávamos mas em países diferentes. E mesmo sabendo a pouco a verdade é que demorámos 3 anos a encontrar uma solução.
      Eu acho que tem muito a ver com a maneira de ser das pessoas. Vocês por exemplo não aguentaram o pouco tempo que se viam e tiveram de arranjar mesmo uma solução, já eu e o Jack sempre tivemos esta vida de namoro à distância, comigo a ir de Erasmus no ano a seguir a começarmos a namorar, a ele a vir todos os Verões para França passar 1 ou 2 meses....Sei bem que nem todos os casais aguentariam este tipo de relação. Eu não aguentaria namorar 13 anos perto dele e não vivermos juntos se fosse possível, mas compreendo que haja quem não sinta essa necessidade (ainda que realmente não conheça pessoalmente nenhum caso assim).

      Eliminar
    9. Por outro lado conheço quem vivendo junto, cada um fosse jantar a casa dos respectivos pais todos os dias. E também conheço quem tenha casado à pressa só para poder ir viver junto depois de 1 ano de namoro. E conheço quem só tenha ido viver junto depois de juntar dinheiro para o casamento e para comprar uma casa. Nisto das relações somos todos tããão diferentes....

      Eliminar
    10. Eu conheço um casal que depois de namorarem cerca de 15 anos mas nunca terem vivido juntos, casaram-se e separaram-se no prazo de meio ano. E sinceramente era um desastre anunciado pois nenhum dos dois tinha maturidade suficiente para gerir uma casa (nem cozinhar sabiam) e muito menos das responsabilidades de uma vida em comum ... ambos perto dos 40 anos, ambos extremamente dependentes dos pais.

      Também conheço quem esteja numa relação desde os 17 anos, tenha-se juntado (e foi o escândalo na altura) e estão a viver juntos há quase 20 anos. São aparentemente felizes.
      Portanto, isso para dar certo ou errado depende de muitas coisas.

      Mas também conheço um casal que tem actualmente cerca de 25 anos os dois e namoram há 11 anos. É natural que não vivam juntos ainda pois ainda estão a iniciar a vida e a procurar trabalho, etc.
      Por acaso sei que este casal em questão não se quer juntar, só vão viver juntos depois de casar e para ser sincera acho ambos muito mais maduros do que o tal outro casal que rondava os 40 anos.

      Eliminar
    11. Anónimo das 11h48, claro. Isto é tudo muito lindo, mas os reais defeitos conhecem-se melhor quando se atura o outro 24 horas por dia. O meu rapaz, por exemplo, desconhecia o conceito de fazer a cama, lavar a louça e afins. Nos primeiros tempos estava na lua-de-mel, mas depois passou a irritar-me, gerou discussões, foi preciso haver cedências dos dois lados e, hoje em dia, pouco discutimos por questões do lar. :)

      Tété, admiro essa "coragem" de fazer Erasmus e deixar o outro, não dava para mim... pelo menos não na fase em que conheci o meu rapaz, já tinha terminado os estudos, só faltava a tese de mestrado... antes, provavelmente, se calhar até fazia sentido... mas não quando estava já numa fase mais calma. :D Todos diferentes!

      Eliminar
    12. Sou a Susana dos 13 anos de lá de cima. Acho que estas coisas das relações não são para entender. Cada casal sua sentença. Namorámos há 13 anos, tenho emprego há 17, tenho casa própria, ele trabalha há 21 e também tem casa própria. Quando nos conhecemos já vivíamos sós e assim continuámos. Como disse, somos muito felizes 😂

      Eliminar
    13. Susana, sim, há casais que querem preservar a independência... respeito!

      Eliminar
    14. Eu sou daquelas com um namoro longo e sem casar/juntar :) Já estamos juntos quase quase quase há 9 anos e meio. Não conheço ninguém que tenha namorado tanto tempo antes de casar/viver junto, mas, mais uma vez, não conheço ninguém que tenha começado a namorar aos 14 e continue nessa mesma relação :) Ele já tem 24, eu faço no próximo mês. Eu acabei o curso no ano passado, não tenho emprego na área e tudo o que tenho conseguido é empregos precários e instáveis. Ele acaba o curso este ano e nunca trabalhou. Vivemos a um prédio de distância (literalmente!), passamos a maior parte do nosso tempo livre juntos e mesmo assim nem sempre é fácil conjugar rotinas. Fazemos o que podemos. Já me "sabe a pouco", como dizias, há muito tempo. E tenho a certeza que, se tivéssemos começado a namorar mais tarde , com este tempo de namoro já estaríamos a viver juntos há muitos anos. Para quê esperar? Mas na realidade há contas para pagar, casas para manter, ... Como haveríamos de sair de casa sem trabalho para termos a nossa independência?

      Sim, namoros muito longos podem ser frustrantes neste sentido. Sempre me senti demasiado adulta para a idade que tenho, sempre quis dar o próximo passo muito mais cedo do que posso, e sei que a nossa relação é muito mais madura, intima e "séria" do que a maior parte dos casamentos das pessoas que eu conheço. Mas quis o destino que nos fossemos encontrar tão cedo, então agora temos que esperar mais que o "suposto". Porque apesar de tudo não acreditamos em saltar fases, apressar as coisas. Primeiro há-de vir a estabilidade possível, os empregos mais certos, a casa, o carro... o amor e tudo o resto já cá está há muito! :)

      Eliminar
  4. Aqui 20 de casamento mais 6 de namoro e acredita que passaram assim num piscar de olhos!! E muitas vezes ainda parecemos 2 miúdos, mais os 3 que foram surgido. A nossa casa é uma casa de gente maluca, graças a Deus ... :D
    O importante não é a duração da relação, mas sim a qualidade

    ResponderEliminar
  5. Aww é tao bom estar apaixona ;)
    E ainda bem que a chama ainda nao morreu!

    Beijinho♥
    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Os tempos não importam, o que importa é o quão são felizes juntos E que seja por muito tempo :)

    ResponderEliminar
  7. O amor é lamechas, há que aguentar! :) :p

    Eu namoro há 8 anos, e hoje temos um entendimento como há nunca tivemos, e um amor que não é sequer descritível ou palpável, as vezes penso: "acho que ninguém ama tanto como nós os dois nos amamos um ao outro", mas depois volto à realidade que isto é apenas amor, é pensamento geral dos apaixonados. A maturidade ajuda muito à estabilidade emocional...mas é trabalhoso, há muitas crises sim, mas acho que cada uma que se supera é sinal de mais sentimento a crescer!:)

    Quanto a teres ido viver junto tão cedo, acho normal...a paixão faz ter atitudes impulsivas, e o teu caso foi um caso feliz :) mas que pode "chocar" as pessoas ai isso é certinho!

    O amor é lindo...mas também como dizia alguém... O amor é fo**** :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marlene, tive sorte, correu-me tudo bem!

      Eliminar
  8. Eu e o meu marido começámos a namorar em Novembro e em Janeiro já vivíamos juntos, sendo que eu me mudei para a cidade dele e deixei tudo o que conhecia para trás. Ano e meio depois estávamos casados. E por cá continuamos felizes e apaixonados.

    O tempo é muito relativo, não é o factor determinante numa relação. O amor, a paixão, o apoio, a cumplicidade, a confiança... é isso que determina o sucesso de uma relação. O resto está na nossa cabeça ou naquilo que os outros pensam - e isso não deve impedir a nossa felicidade.

    ResponderEliminar
  9. Que continue sempre assim :)
    As maiores felicidades ♥

    ResponderEliminar
  10. Muitas vezes, fazer esse tipo de mudanças com pouco tempo de relação, pode resultar. E o contrário tb. Às vezes, com muito tempo, acaba... Eu conheci o meu em Setembro. Começámos a sair em Novembro e a namorar na passagem de ano. E fomos morar juntos 1 ano e meio depois de começarmos a namorar. Não me parece assim tão cedo ;)

    ResponderEliminar
  11. E é assim que crescemos nas relações, é assim que tomamos consciência do que é o amor, a vida conjunta... Tudo.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  12. Um pouco de mel também é bom :D
    Aproveita bem estes momentos doces***
    ;)

    ResponderEliminar
  13. Eu e o P. começámos a namorar em Janeiro, no final desse mês ele foi para a Alemanha por 4 meses e quando regressou, começámos a viver juntos imeadiatamente. Sem planos, a viver um dia de cada vez. Foi uma forma de matarmos as saudades dos 4 meses de ausência. Estamos a caminho dos 14 anos juntos, praticamente 8 de casamento e não podia ser mais perfeito. O que aprendi é que cada caso é um caso e nem sempre as coisas bem planeadas e feitas como manda a sociedade correm bem. Na altura assustei a família, hoje, o P. é família para todos eles.

    ResponderEliminar
  14. No amor não se aguenta, sente-se. E o teu dá para sentir bem do lado de cá! :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  15. o amor constrói-se todos os dias :)
    umas alturas são melhores que outras mas o importante é seguir em frente de mãos dadas e sorriso no rosto :)

    ResponderEliminar
  16. Olá! As relações são todas diferentes. estive casada (quase por imposição) 7 anos e... não deu mesmo! Acho que estava sentenciado logo à partida! Depois de 3 anos separada conheci o meu môri e em menos de um mês estavámos a viver juntos... até hoje! já lá vão 7 anos e um reguila maravilhoso de quase 5! Foi precipitado viver junto tão rápido? para mim não! Foi e continua a ser tão bom!!! Cada um é como é e acho que por vezes é um simples click que só nós o percebemos e sim esse click existe mesmo!
    Gosto muito de visitar o seu blog e aproveito para desejar as maiores felicidades :)

    ResponderEliminar
  17. O tempo de relação e a demora em dar certos passos também depende muito da idade do casal. Como disse, eu conheci o Jack enquanto ainda estudava, tínhamos vinte e poucos anos, e com as voltas da vida demorámos 8 anos a viver juntos. Mas sei que se o tivesse encontrado mais tarde, já com ambos a trabalhar, não tínhamos demorado tanto tempo.
    Acho natural que um casal que se conheça aos 20 anos demore mais a viver junto, a casar e a ter filhos do que um casal que se conheça aos 30 anos. Até porque aos 30 já sabemos mais o que queremos, temos mais certezas, já sabemos melhor se aquela pessoa é a certa ou não, do que aos 20. Não me choca assim tanto que alguém aos 30 anos pense em filhos ao fim de 1 ano juntos, mas já me choca que alguém o faça com 20. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa sensação é a maior confirmação do vosso amor...continuem assim e sejam felizes minha querida....

      Eliminar
  18. Parabéns pelo post e pelo vosso amor, mas o que me traz é outra coisa: não tem nada a ver e desculpa lá a pergunta, mas o que é o cão (que ficou em casa) tem a ver com o post?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,

      Bom, nós levamos o cão sempre connosco, anda atrelado a nós para todo o lado. ;)

      Eliminar
  19. E é assim que todos os dias damos um pouquinho de nós. A relação constrói-se passo-a-passo; há sempre perguntas, dúvidas e muitos «sei lá». Seja como for, espero que sejam sempre felizes.

    ResponderEliminar
  20. Lembro-me perfeitamente de te ler quando começaram a conhecer-se xD
    Que seja sempre assim, mais e mais ainda :) Beijinhos!

    ResponderEliminar
  21. Ohhh :') gostei muito de ler. E que seja assim, por muitos e bons anos!

    ResponderEliminar
  22. Espero que esse amor dure por muitos e bons anos!! Sejam felizes!!

    ResponderEliminar
  23. Que bela declaração de amor! Deus abençoe a união de vocês!

    ResponderEliminar