Avançar para o conteúdo principal

Desejos de consumo



Linda, linda, adoro o laço!

Esta fica bem com tudo, prática.

Também pode ser, gosto do estilo "saco".

A grande da esquerda, por favor - e eu detesto vermelho, mas até me esqueço disso com esta mala.

Perfeita!


Eu, que nem sou de gostar de malas formais, ando absolutamente apaixonada por alguns modelos da Cavalinho. Como sou uma tesa, não tenho nenhuma da marca. Antes achava que eram malas "de velhota", mas agora sei que são apenas malas de senhora.

E eu, do alto dos meus 27 anos, já posso e devo considerar-me uma senhora.

Pode ser que daqui a uns meses possa comprar uma... De momento, a loja fechou para balanço. Não tenho tempo. :P

Comentários

  1. A mim também me falta "tempo"! Mas, se o tivesse, a grande com vermelho recebia guarida cá em casa e seria muito bem tratada!:-)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. As malas cavalinho são tão foleiras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode achar feias (admito que eu também achava), mas foleiras é coisa que não são. Foleiro no sentido de reles e de material duvidoso, entenda-se.

      Eliminar
    2. Foleiras no sentido de ninguém com menos de 50 anos as devia usar credo! Tu és tão novinha e há tantas malas tão mais giras e em conta.

      Eliminar
    3. Foleiras no sentido de material sim senhora. Sei de uma que com pouco uso começou a desgastar nos cantos de baixo. Não se admite.

      Eliminar
    4. Foleiro nunca é usado no sentido de mau material. Foleiro é o que os brasileiros chamam de brega.

      Eliminar
  3. Gosto da 2ª e da vermelha da esquerda também! Mas o orçamento cá para estes lados não dá nem de perto para essas coisas :P

    ResponderEliminar
  4. Continuo a achar que são malas de velha...Para qualidade equivalente e muito mais giras para mim são as da rufel...

    ResponderEliminar
  5. Há malas da Cavalinho que nos apelam ao mais puro desejo consumista, mas o preço... até doem umas não sei quantas costelas! Mas valem cada cêntimo, até porque elas duram imensos anos!

    Cidadã do mundo desconhecido
    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Pois eu confesso que do alto dos meus 29 anos continuo com a opinião que tu tinhas antes. Acho que têm um ar muito pouco jovial. Mas são gostos =).

    ResponderEliminar
  7. Gosto da terceira, o "saco"!

    ResponderEliminar
  8. Tenho uma mala "cavalinho" com uns bons anos e dura, dura... No entanto, e na minha opinião as coleções mais antigas estavam muito bem conseguidas.

    ResponderEliminar
  9. Gosto da última e olha que esta marca é um pouco cara mas dura e dura mesmo :)

    ResponderEliminar
  10. Não gosto muito do estilo da Cavalinho, mas se gostas, espera que abra a loja :))
    Beijinho e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  11. Nao acho que valham (em qualidade) o preço pedido. Como em várias outras marcas, acho que se está a pagar a marca..

    ResponderEliminar
  12. Eu também não gostava, mas afinal até gostei da que aparece na última fotografia.

    ResponderEliminar
  13. Esta última é perfeita! Linda, linda! :)

    ResponderEliminar
  14. Eu acho que são malas à velha.

    ResponderEliminar
  15. Eu tenho uma, mas foi oferecida pela minha querida irmã :)

    ResponderEliminar
  16. Tenho 30 anos e também gosto de ter uma boa carteira, mais formal e de Senhora.
    Ainda assim, sou mais uma das que não engraça com as carteiras da Cavalinho.
    Desde que vi a marca à venda em quiosques, e tudo quanto é velhota anda de Cavalinho ao ombro...
    Chamem-me o que quiserem, mas para mim, esses modelos e a própria marca, sinceramente não.
    Pelo preço dessas carteiras, há outras igualmente bonitas e de qualidade.
    Olha, não há muito que andei pelo Corte Inglês e quase me perdia com tantos modelos, fantásticos e caros, obviamente. Mas, Cavalinho, não, não, não!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quiosques? Xiça. :P Adoro o El corte inglés, uma perdição a zona das malas!

      Eliminar
  17. As da bimba e Lola são bem mais giras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito, mas aqui na cidade nunca as vi à venda...

      Eliminar
    2. Não precisamos de comprar apenas o que existe na nossa cidade.

      Eliminar
    3. Anónimo, isso é evidente... mas se eu não as vejo por cá, não sei se são bonitas. Não faz o meu género andar a pesquisar malas online. :)

      Eliminar
  18. S*, já és uma senhora, verdade. Mas és uma senhora jovem! Encontras coisas mais senhoris mas joviais, mais adequadas à tua idade. Não temos de saltar de coisas infantis para coisas assim tão maduras, há toda uma variedade intermédia e muito interessante. Procura coisas com mais pinta que estas e deixa a Cavalinho para senhoras mais entradotas :P

    ResponderEliminar
  19. Nops! Não discuto a qualidade, mas o design não consigo gostar mesmo. Fazem-me lembrar malas da avó velhinha. Por esses preços há marcas bem mais conhecidas (se o objectivo for ter uma mala de marca) e bem mais giras.
    No outlet de vila do conde já lá fiz grandes negócios numa Calvin Klein e numa bimba e Lola (que, atendendo aos comentários acima, só se vendem nas lojas oficiais da marca).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia, tenho de ver outras marcas, sim... mas a ideia não é ter uma mala de marca. Apenas gostei destas!

      Eliminar
  20. Tenho o primeiro modelo toda em castanho e sem o padrão do logótipo e adoro de paixão! Foi um investimento, ainda que em saldo, mas não me arrependi, de todo!
    Beijinho
    Cris

    ResponderEliminar
  21. Eu sou fã das malas Cavalinho, tenho umas seis na coleção, todas elas com a tela da marca

    Até esta semana pensava que não havia imitação das Cavalinho, mas no outro dia vi na feira imitações mais ou menos foleirotas, não com a tela mas com o símbolo em metal. Portanto, começa a desconfiar das pobretanas que passeiam com uma :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alima, existem imitações de tudoooooooo... que vergonha.

      Eliminar
    2. Que comentário absurdo. "Começa a desconfiar das pobretanas que passeiam com uma". Que superioridade, do alto das suas 6 malas. Pffffff

      Eliminar
  22. Por acaso não sou fã das malas Cavalinho. Tenho uma embirraçãozinha, sei lá :)
    nem mais nem menos | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  23. Acho que nenhuma me ficava bem... xD
    Mas isto sou eu a dizer que uma mala dessas num homem não combina e pronto...
    http://aquimandaoleao.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  24. entradota sou eu, ( 56 ) e seria impensavel uma Cavalinho, são pirosas, mais vale uma Bimba & Lola, uma Purificacion Garcia uma Longchamp uma Tomy Hillfiguer, qualquer destas marcas não são muito caras se compradas num outlet, e têm outra classe, Cavalinho é para velhotas e pirosas

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.