quinta-feira, 19 de março de 2015

Não sei o que foi mais engraçado...

Se ver o Baby Miguel pela primeira vez e reparar que tem a pele tão fininha, as orelhas tão macias, uns dedos tão grandes e os olhos tão vivaços...

Se a cara de pânico do nosso irmão mais velho, todo a tremer, quando lhe meteram o baby no colo e ele não sabia o que fazer com ele. 


Baby Miguel, dedos compridos como a mãe, mas a cara chapada do pai. O baby mais bonito de todos!

41 comentários:

  1. Tem dedos de pianista. ahah
    Também nunca tive jeito para pegar em bebés, até nascer a minha filha. Depois passeava com ela pela baixa, deitada na palma da mão. :)

    ResponderEliminar
  2. Parecem-me as duas coisas igualmente enternecedoras :D

    ResponderEliminar
  3. O miúdo tem uns dedos!! Vai ser pianista. é super fofinho. Muitas felicidades ^^

    ResponderEliminar
  4. Realmente que dedos grandes ehehe, mas a reação do teu irmão deve ter sido bem mais engraçada.
    senikiesses.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Lindas mãozinhas! Que felicidade!!

    Bjos e uma boa quinta!
    http://blogdmulheres.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  6. Que amor! :)

    E diz que ter os dedos compridos é sinal de inteligência, por isso... :P

    ResponderEliminar
  7. Mãos lindas de bebé. É aproveitar ao máximo o momento. Muitas felicidades
    Anita

    ResponderEliminar
  8. Muitos parabéns para a tia e a mamã fada e felicidades para o bebé Miguel.

    ResponderEliminar
  9. Ehehe é quase como eu, quando pego num bebé muito bebé fico com medo de o magoar. ( e eu ajudei a cuidar dos meus primos desde bebés...) Que amoroso :)

    ResponderEliminar
  10. Que irritante que é ler "baby" baby baby blablabla que treta. Não sabem usar bebé?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Irritante deve ser viver de forma frustrada...

      Eliminar
    2. É para parecer muito blogger.

      Eliminar
    3. Estas respostas são tão infantis, quase ao estilo do "quem diz é quem é".
      Acompanho o teu blog e da tua irmã, fiquei contente por ela, pela gravidez, por tudo, por já poder ter o Miguel em casa (deve ter sido um sufoco...).
      Enfim, não faz o meu estilo vir fazer comentários depreciativos, geralmente faço por comentar coisas boas ou então fazer uma troca de argumentos saudáveis quando se está a discutir algum tema mais "polémico". Obviamente, não concordo com tudo o que leio só porque gosto do blog. Quando li este post, também pensei para os meus botões "não sei porque é que é preciso dizer tantas vezes baby, nem é só por ser inglês, é porque foi repetido várias vezes e acaba por soar a algo forçado. Eu não viria para aqui dizer isso só porque sim, alguém o fez e provavelmente haveria quem pensasse o mesmo, só acabei por comentar isto porque acho que as tuas respostas não contribuem com nada, eles picam-te e tu reages (mal). Ou aprendes a ignorar ou barras comentários a anónimos. Por outro lado, a pessoa só expressou a sua opinião sem me parecer o típico insulto gratuito, embora o tenha feito de forma mais desdenhosa. Aqui, fosse de que maneira te criticassem isso, nunca darias uma resposta simpática - só porque a pessoa não gosta de ver escrita tantas vezes a palavra baby porque é que tem de ser uma frustrada?
      Eu pessoalmente até acho a palavra bebé bem mais fofinha, não acredito que saia a alguém naturalmente as palavras "olha que baby tao querido!". Mas bem, acabo isto repetindo que certamente qualquer comentário que te fizessem sobre o assunto não teria boa aceitação.

      Eliminar
    4. Gente, entendam isto: o post é sobre um momento feliz e comentários desdenhosos só merecem desprezo neste tipo de post. Quero lá saber se acham mal educado - não tenho de admitir críticas em posts sobre um bebé.

      Acham bebé mais querido? Ainda bem. Durante toda a gravidez a minha irmã e o meu cunhado chamavam "baby Jesus" ao Miguel. Sai-me mais naturalmente Baby Jesus que Miguel, nesta fase.

      Alguém que vem deixar comentários chatos em posts sobre o meu sobrinho é porque claramente me quer chatear. E isso só merece respostas tortas.

      Eliminar
    5. Começamos a brincar a chamar-lhe de baby Jesus. O nosso irmão chama-lhe anti-cristo. São brincadeiras familiares e hoje que já nasceu chamamos-lhe sempre baby quando "falamos" por escrito, ou Baby Jesus em conversação, ou puto, ou Miguel. Nunca lhe chamamos bebé, são expressões cá nossas.

      Ninguém fala em inglês para se armar ou para ser forçado, é só porque ganhamos esse hábito na gravidez e assim continuou. Posto isto, o bebé Miguel está bom e recomenda-se e tem as mãos da mãe e da tia! :)

      Eliminar
    6. Lá porque é um post positivo não quer dizer que as outras pessoas não possam sentir-se frustradas ao ler "baby" repetido ao infinito. Até porque se não queres receber comentários de todo o género, para quê partilhar? Ainda para mais permitindo comentários anonimos. Seja o que for que causa essa tendência para chamar baby ao Miguel, não consegues escrever de forma controlada? Tens de escrever como falas com a família? Isso é infantil.

      Eliminar
    7. Por acaso vinha perguntar qual a necessidade de escrever baby em vez de bebé. Sim, é um bocado irritante.
      De qualquer maneira, felicidades para o menino e família :)

      Eliminar
    8. também acho baby um bocado parvo, mas que é fofo, isso é

      Eliminar
  11. Quero lá saber do resto... Felicidades Baby Miguel!
    Parabéns A toda a família!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. Ele parece ser muito lindo. Realmente, tem dedos enormes rsrs Fiquei imaginando a cena do seu irmão tentando segurá-lo. A gente sempre tem medo de machucar e deixar cair.

    http://www.jj-jovemjornalista.com/

    ResponderEliminar
  13. Oh mas que fofo! Está visto que temos uma tia babada :P

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  14. Baby, baby, baby, baby, baby, baby, baby, baby,.................................. ad eternum
    :D
    Q importa quem ache irritante?!
    O q interessa é q o baby Miguel esteja bem e feliz, bem como a sua família!
    Adorei o nome :D
    Parabéns!
    Bjinhos pra todos

    ResponderEliminar
  15. Eu compreendo porque também não sei muito bem o que fazer com um bebé assim, recém nascido.

    ResponderEliminar
  16. O baby Miguel é lindo, mas mais importante que ser bebé ou baby é que ele ainda nem um mês tem, teve uma pneumonia congénita e não devia andar fora de casa nem ao colo de outraspessoas que não fosse a mãe ou o pai. Nenhum bebé no primeiro mês deve ser tocado além da mãe no corpo todo e o pai nos pés, pois o bebé tem zero defesas....Isto são aconselhamentos médicos......

    ResponderEliminar
  17. Muitos parabéns pelo sobrinho lindo!
    Ando por fora do blogue mas sempre a dar uma espreitadela e a acompanhar ;-)
    Beijinhos

    ResponderEliminar