quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Pistorius, Pistorius...


"A juíza que lidera o julgamento Oscar Pistorius pela morte da namorada, a modelo Reeva Steenkamp, ilibou o atleta sul-africano de todas as acusações de homicídio, premeditado ou simples, considerando que o Estado não conseguiu provar que o arguido tinha intenção de matar a namorada ou um alegado intruso."  JN

Já viste a tua sorte? Já viste a sorte que estás a ter, só por seres famoso, rico e bonito?

Sacana do caraças.

55 comentários:

  1. Esse caso dá-me cá um nojo. Ele só se safou por ser conhecido e por ser rico.

    ResponderEliminar
  2. Ai porra ... como é que é possível !!!!
    Afinal não é só a nossa lei que anda mal !

    ResponderEliminar
  3. um rapaz bem apresentado, novo, com uma vida pela frente...e faz-me estas coisas! o mundo anda perdido -.-'

    ResponderEliminar
  4. O máximo que lhe acontece é uma pena por homicídio por negligência...

    ResponderEliminar
  5. Ahahah, a sorte que ele tem, sem dúvida...
    Logo com essa juíza, a sorte salva mesmo o rapaz....

    ResponderEliminar
  6. Que impressão... -.-
    Isto faz-me lembrar as multas... Só a mim é que acontece!

    ResponderEliminar
  7. E por ser amputado. Pode parecer politicamente incorrecto, mas tem que se dizer. O facto de não ter as pernas, pesa nestas decisões.
    Mas cá se fazem, cá se pagam.

    ResponderEliminar
  8. Ai Pist(ul)órios, porque é que a arma não rebentou nas tuas mãos?
    S*, ele é bonito?! Na, talvez seja defeito de fabrico mas a Reeva era muito mais interessante e de longe...ele (deficiência à parte) mete-me nojo!

    ResponderEliminar
  9. Se eu fosse a nova namorada dele tinha cuidado...

    ResponderEliminar
  10. Ainda dizem que o crime não compensa... É triste pensar assim, mas são tantos os exemplos. Fazem tanto mal, roubam e no fim são sempre ilibados....

    ResponderEliminar
  11. Nao foi bem assim...

    Ele foi ilibado de homicidio premeditado. A leitura da sentenca continua amanha - o mais certo e' ser declarado culpado por homicidio involuntario, e tambem preso - se bem que a sentenca sera menor.

    Os jornais portugueses sempre a passar a informacao de forma incorrecta...........

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E aí está, culpado de homicídio involuntário. Essa informação, de que a leitura continuaria, foi transmitida na comunicação social, as pessoas, no geral, é que não sabem interpretar ou então não lêem tudo até ao fim, como deviam; o normal, portanto.

      Eliminar
    2. Anónimos, eu acho que não entenderam. As pessoas perceberam bem as notícias... não acreditam é que ele não soubesse o que estava a fazer. :) Pelo menos é o que eu penso!

      Eliminar
    3. Pois, mas para aferir isso existiu um julgamento. Não tenho opiniões sobre aquilo que ele tencionava ou não fazer, nem tenho de ter opinião. O tribunal popular vale o que vale.

      Eliminar
  12. Como não conheço os contornos do caso, para além do que vi na TV, e estou habituada a que os julgamentos tenham contornos bem diferentes daqueles que são relatados na imprensa, não me pronuncio. Só me posso prounciar quanto à beleza, que para mim é inexistente.

    ResponderEliminar
  13. Tem mesmo carinha de inocente, coitadinho!!!

    ResponderEliminar
  14. Acho que é mesmo por ser famoso e rico...

    ResponderEliminar
  15. Faz-me lembrar o caso do O.J. Simpson! :-(
    xx

    ResponderEliminar
  16. A sentença só é lida amanhã. Pode ser condenado por homicídio por negligência. Ao contrário do que aqui leio, ser bonito, famoso e mais não sei quê só corria contra ele, que já foi condenado em praça pública. Para isso é que se fazem julgamentos nos tribunais e não nos jornais.

    ResponderEliminar
  17. Pois, eu ouvi a noticia ao almoço e fiquei sem perceber... ele matou não matou? então?
    Ok eu sou do campo não entendo muita coisa...
    Beijos

    ResponderEliminar
  18. Não acredito que fosse premeditado. Cá para mim ele passou-se mesmo e teve um surto qualquer e dasatou aos tiros. E pelo que li ainda pode ser acusado de homicídio culposo.

    ResponderEliminar
  19. enfim, uma decisão no mínimo muito estranha. este caso é todo uma enorme confusão...

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  20. Nestas horas é que dá vontade de fazer justiça com as próprias mãos, quando se vê um pilantra deste sair impune, enquanto ela perdeu a vida para sempre. Imagino a revolta do pai e da mãe. Mais nojento ainda era ver este cretino chorando copiosamente durante o julgamento. Nojo eterno.

    ResponderEliminar
  21. E depois admiram-se da justiça popular.

    ResponderEliminar
  22. que nojo, é tão dificil viver num mundo assim

    ResponderEliminar
  23. Epaaa como é possivel!!! Se fosse cá já estavam a dizer que a justiça portuguesa era uma m*rda!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  24. Outro que saiu sem qualquer acusação!! Grrrrrr!! Quanto não vale ser rico e famoso!

    Nomeei-te novamente para um desafio...

    ResponderEliminar
  25. Hum, isto tem muito que se lhe diga, não para o lado positivo mas sim para o negativo! arr as coisas podiam ser tão diferentes que em alguns momentos se aplicasse a tão proclamada "Justiça"!

    Coguie

    ResponderEliminar
  26. Uma decisão completamente absurda.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  27. O rapaz pensava que a namorada estava no quarto e o ruído na casa de banho, era de assaltantes provenientes dos bairros pobres sem saneamento básico, que resolveram assaltar a casa para poderem cagar numa sanita decente.
    A justiça... qual justiça?

    ResponderEliminar
  28. E ainda diziam que a juíza era famosa por ser dura e implacável...fiquei estarrecida ao ver a notícia.

    http://thelusofrenchie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  29. ela era tãooo bonita!
    ele mete-me cá um nojo!

    ResponderEliminar
  30. Mega pé na poça teu. Falar de cor daquilo que se desconhece dá nisto. Ter uma mentalidade fechada também não ajuda...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então esclareça por favor: o que é que ter mentalidade aberta ou fechada tem a ver com achar que foi um assassinato e não um acidente?
      Isso sim é que é um grande pé na poça, comparar coisas que nao tem comparaçao.

      Eliminar
    2. Oi? Não leste claramente a notícia. E lá porque achas uma coisa, não passa disso, é a tua opinião. Essa ideia do ser famoso e rico e por isso safar-se de tudo é de uma pobreza de espírito descomunal.

      Eliminar
    3. Anónimo12 de Setembro de 2014 às 14:43

      Então safou-se porque ?
      Ou nós nao vivemos num mundo em que as pessoas por acaso nem se safam por serem famosas ou ricas?

      Eliminar
    4. Safou-se de quê? O homem foi condenado!

      Eliminar
    5. Ana13 de Setembro de 2014 às 19:31

      Safou-se de homicideo voluntario. Foi considerado um acidente.
      Agora ele vai apanhar uma pena que nao tem limite minimo, quer dizer pode ficar - 1 hora na cadeia ou um maximo de 15 anos.

      Para um homem que tem um arsenal de armas em casa(provado), que já disparou mais de uma vez na rua por gozo(provado), que fazia violencia domestica á namorada (provado)e que no final matou-a(tambem provado, ela realmente levou tiros daquele senhor).

      Isso é considerado safar-se.

      Eliminar
    6. Já agora, um resumo juridicamente correto (apesar de subjetivo, vem de encontro ao que já se tentou explicar): http://www.cmjornal.xl.pt/opiniao/colunistas/fernanda_palma/detalhe/a_sentenca_de_pistorius.html

      Eliminar
  31. Surreal esta história

    Sónia
    www.tarasemanias.pt

    ResponderEliminar
  32. Quando li a noticia só pensei que afinal as injustiças não se praticam só no nosso país. Enfim...

    Hoje saiu a noticia que ele estava a ser julgado por homicídio por negligencia.

    ResponderEliminar
  33. Percebeste mal a notícia. Ele foi condenado por homicídio por negligência e pode apanhar uma pena até 15 anos de prisão.
    Foi ilibado sim de homicídio premeditado porque ficou provado que quando disparou não sabia que era a namorada que estava no Wc... (Não deixa de ser um crime horrível por isso).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não percebi mal. Apenas acho que ele SABIA o que estava a fazer.

      E não, não ficou provado que ele não sabia que era ela... apenas não conseguiram provar que ele o sabia!

      Eliminar
    2. Por isso é que existem provas em tribunal. Caso contrário podíamos pôr o homem em praça pública e regá-lo com azeite, ou picá-lo com umas forquilhas. Já está condenado. Vai preso. O que me choca é a leviandade com que as pessoas falam do que não sabem, nomeadamente de Direito Penal. Já não é a primeira vez que tenho esta opinião aqui no blogue S*. Sei que não escreves aqui como jornalista, mas quando dizes o que dizes acima, fico toda arrepiada.

      Eliminar
    3. Por acaso, segundo algumas reconstituições fica dificil acreditar no que ele afirmou. O que não se consegue é provar que é culpado assim como não se consegue provar a inocência (se houve intenção ou não) porque que foi ele quem a matou nisso não há dúvidas. Como também não há dúvidas que ele já tinha exercido violência sobre ela e que ela era vítima de violência doméstica.

      Claro que, segundo as leis, não conseguindo provar não é culpado mas, sim, os advogados fizeram um excelente trabalho porque a primeira versão dele era completamente incongruente. De tal forma que ele disse ter ouvido barulhos e disparado para um lado sendo que a namorada estava no lado oposto (e foi baleada do lado oposto). Veja-se algumas reconstituições nuns telejonais alemães como o da Prosieben e vê-se ali muitas incrongruências nos seus primeiros interrogatórios.

      Não foi comprovada a culpa, não é culpado a nível legal. Ponto. Isto nunca foi sinónimo de inocência ou sinónimo que não cometeu o crime na vida real.

      Eliminar
  34. S* ele tem problemas motores e isso acaba por dar "duvidas" do que consegue ou não fazer... Toda a situação foi estranha... Ele matou-a isso é certo agora há muita coisa que não bate certe e não se pode culpar só porque sim. E o ser famoso ajuda no aligeirar as coisas.

    ResponderEliminar
  35. Está tudo doido nos comentários.
    Nos tribunais, uma pessoa não é culpada até ser provada inocente, mas o contrário.
    A questão que poderia levar a que ele fosse considerado culpado sem dúvidas seria encontrar falhas no seu depoimento, para o descredibilizar. Aí seria fácil. Mas as discussões e gritos que supostas testemunhas ouviram, não seriam possíveis de ouvir a partir do local, e isto vi num documentário medirem em decibéis. A direcção dos tiros na porta iria mostrar se ele realmente estava a usar as próteses ou não, sendo que ele tinha dito que não. Se efectivamente essas direcções mostrarem que ele não estava a usar, é mais um ponto a favor dele.

    Contudo, ainda poderá vir a ter uma pena pesada, e espero que cumpra o que o tribunal decidir. E as prisões lá não são pêra doce. Por isso nem sei porque é que está toda a gente a passar-se da caçarola, ele terá de cumprir algo na mesma. E se não é provado, não é. Também não gostariam de ter de provar a vossa inocência, como referi no início. É um direito que assiste a todos.

    E já agora, quem diz que ele se "safou" por ser famoso... Obviamente não fazem a mais pequenina ideia da realidade na África do Sul.

    ResponderEliminar