segunda-feira, 28 de abril de 2014

Para sempre


51 comentários:

  1. Voltei a viver com a minha e se não fosse ela já teria batido no fundo umas quantas vezes...

    ResponderEliminar
  2. Muita força! Não imagino o que custará perder um pilar :(

    ResponderEliminar
  3. Muita força! Não imagino o que custará perder um pilar :(

    ResponderEliminar
  4. Muita força!!
    Um abraço de urso e um grande beijinho!!

    ResponderEliminar
  5. Tenho tantas saudades da minha, só conheci uma, mas já deixa saudades...

    ResponderEliminar
  6. Força! A dor passa mas a saudade fica...

    ResponderEliminar
  7. E tantas vezes é muito mais do que esse "little bit"!
    xx

    ResponderEliminar
  8. Até aos cinco anos fui criada pela minha avó materna e foi a única avó que conheci. Entendo perfeitamente.

    Muita força.

    Um beijo e um abraço bem apertado

    ResponderEliminar
  9. A minha tem 90 anos dos quais tenho o prazer de partilhar a vida há 36 :)

    ResponderEliminar
  10. beijinho e abraço.
    muita força nesta hora difícil! :(

    ResponderEliminar
  11. Lamento a sua perda! A partir de agora terá mais uma estrela no céu a iluminar o seu caminho.

    ResponderEliminar
  12. As pessoas que amamos não morrem nos nossos corações!
    Turrinhas!!!

    ResponderEliminar
  13. passados quase cinco anos ainda hoje sinto tanto a falta dela e custa me tanto ir ter com ela ao lugar onde ela está.
    Muita força e coragem.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  14. A minha avó é tudo isso e muito mais!
    E os meus filhos ainda têm bisavó!
    vidademulheraos40.blogspot.com.

    ResponderEliminar
  15. Lamento tanto minha querida.
    Um beijo e um abraço muito apertado.

    ResponderEliminar
  16. E eu sinto tanto a falta da minha... Mas sei que ela continuará eternamente viva no meu coração, pois os amores de verdade são assim, não se desgastam, não têm princípio nem fim... Um beijinho e muita força**

    ResponderEliminar
  17. Beijinho e abraço apertadinho! Força, querida :)

    ResponderEliminar
  18. Não tenho mais avó, e só convivi um pouco com uma, da outra eu herdei o nome.

    ResponderEliminar
  19. Elas são uns amores mesmo! As amo!

    jj-jovemjornalista.com

    ResponderEliminar
  20. Um Beijinho e um abraço apertadinho S*! =/

    ResponderEliminar
  21. Um beijinho e um abraço apertadinho S*! =/

    ResponderEliminar
  22. Muita força
    http://asperolaspreciosas.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  23. Um beijo grande e um abraço bem apertado. Muita força!

    ResponderEliminar
  24. Um beijinho muito grande e a certeza de que nunca parte quem vive para sempre no nosso coração!!!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  25. Um beijinho S* e para a tua mana também. Parte o coração quando os avós se vão, eu sei...a minha partiu há pouco tempo :´(

    ResponderEliminar
  26. A minha avó também está muito mal e dizem para nos prepararmos para o pior. Como é que se prepara para o pior!? Eu não sei. Estou triste e já leio a S* há tanto tempo e muito raramente deixo-lhe aqui um comentário.
    Deixo hoje. Um grande abraço para si pois acho que os abraços neste momento falam. E muita força! Porque nada do que se possa dizer apazigua a dor. Infelizmente!
    Marina Teixeira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marina, nunca estás preparada. Eu tive 10 dias para me preparar. Ainda não encarei.

      Eliminar
  27. Sábias palavras! Mãe é um presente de Deus. O título de seu post me fez lembrar de uma poesia de Carlos Drummond de Andrade:

    Para sempre

    Por que Deus permite
    que as mães vão-se embora?
    Mãe não tem limite,
    é tempo sem hora,
    luz que não apaga
    quando sopra o vento
    e chuva desaba,
    veludo escondido
    na pele enrugada,
    água pura, ar puro,
    puro pensamento.

    Morrer acontece
    com o que é breve e passa
    sem deixar vestígio.
    Mãe, na sua graça,
    é eternidade.
    Por que Deus se lembra
    - mistério profundo -
    de tirá-la um dia?
    Fosse eu Rei do Mundo,
    baixava uma lei:
    Mãe não morre nunca,
    mãe ficará sempre
    junto de seu filho
    e ele, velho embora,
    será pequenino
    feito grão de milho.

    ResponderEliminar
  28. Abraço muito apertado querida S*. A minha avó materna era a minha segunda mãe, que partiu quando eu tinha 18 anos. Ainda hoje sinto a sua falta, mas acredito piamente que toma conta de mim e me protege. Assim como o fará a tua.

    ResponderEliminar
  29. S*, desculpa, não tinha percebido...

    ResponderEliminar