quarta-feira, 30 de abril de 2014

Governo aumenta IVA para os 23,25%

Com o país asfixiado, com a economia no limite, com as pessoas sem dinheiro... Até hoje tinha a certeza de que este Governo era incompetente. Hoje fiquei com a certeza de que este Governo, além de incompetente, é burro que nem uma porta.

34 comentários:

  1. Sem dúvida :s isto cada vez vai ser pior

    ResponderEliminar
  2. E hoje, eu (que sou uma daquelas anónimas que a S* considera amarga/burra/etc só porque não costumo ter a mesma opinião) concordo consigo! É burrinho, burrinho, burrinho! Mais valia fazerem um buraco e enfiarem lá o país, enterrando-o de vez.
    (e hoje já diz que sou fofinha, please?)

    ResponderEliminar
  3. E a TSU também aumenta, que é para fazer pendant :p

    The gLiTtEr Side

    ResponderEliminar
  4. Bem feito, que é para não votares neles. Ahahahahahahah

    ResponderEliminar
  5. Burras são as pessoas que achavam que depois do chumbo do tribunal, isto ia tudo ficar em águas de bacalhau. O dinheiro tem de se arranjar de alguma forma, não tenham ilusões. Dividas são dividas, e ao contrário do que alguns pensam, são para se pagar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. Ficaram todas satisfeitas com o chumbo do TC... É claro que o dinheiro tem que aparecer de qualquer lado.

      Eliminar
    2. Anónimo, Morango, burras são as pessoas que acreditam nessa treta do "o dinheiro tem de se arranjar de alguma forma". Se os deputados são ganhassem milhares de euros todos os meses, se não gastassem dinheiro em viagens e carros, se não andassem com luxos para os do costume nem a fazer favores aos amigos... podem crer que não era preciso aumentar o IVA.

      Eliminar
    3. S*: demagogia pura! Que pensamento tão tacanho, credo! (E informe-se: o salário dos deputados [alto ou baixo] representa cerca de 1% do orçamento de Estado. Portanto faz sentido, se eles recebessem o ordenado mínimo, os problemas do país acabavam e éramos todos ricos. Enfim)

      Eliminar
    4. Anónimo, 1% é IMENSO! Nem diga isso a brincar.

      Já ouviu falar em "dar o exemplo"?

      Eliminar
    5. 1% de milhoes não é assim tão pouco para 230 pessoas, se pensarmos que 99% ficam para algo que reverte em favor de 10 milhões!

      Eliminar
    6. O dinheiro tem de vir de algum lado pois tem, mas num país justo não vinha sempre dos mesmos camelos. Vocês não devem ter noção das dificuldades com que vivem centenas de milhar de portugueses porque "as dívidas são para pagar". Se são para pagar porque perdoam e deixam prescrever os crimes do BPN, por exemplo? Porque não taxam as grandes fortunas, que continuam a aumentar neste país? Aumentar impostos que afectam TODOS é que é bom e justo...!

      Eliminar
    7. E porquê que o exemplo há-de ser ganhar menos? Palavra que não entendo estes pensamentos. Assim é que nunca teremos uma classe política digna. Quando um primeiro-ministro (que mais não é que um gestor) ganha 4 ou 5 mil euros (se tanto) e um gestor de topo de uma grande empresa ganha 50.

      Eliminar
    8. Anónimo 15:43, deixe-me rir! Classe política digna neste momento não tem, e acredite que não é aumentando os salários deles que vai passar a ter. E quem o ouvir acha que eles são uns coitadinhos que passam mal para servir o país, quando o que se passa é exactamente o contrário. Todos os deputados têm uma série de regalias que não têm os outros funcionários públicos. Além disso um gestor de uma empresa pode ganhar o que ganha de acordo os lucros que a empresa faça, desde que os distribua justamente (e pague as contribuições que deve); já o PM para ser um lacaio dos mercados e da UE, ou seja, para fazer figura de corpo presente, enquanto enterra o país (vide SNS, um exemplo entre tantos...) acho que é principescamente pago.

      Eliminar
    9. Digno não é a palavra mais correta...um deputado ou um ministro ou whatever ganharem 3, 4 ou mais reformas e ainda poderem exercer um cargo superior em que recebe tambem é digno???

      Eliminar
    10. As dividas são para se pagar: caso BPN, PPP´s... isto não deveria ter direito a prescrições. Deviam ser obrigados a pagar tudo o que roubaram, com JUROS.

      Deviam pegar nos excessos do Estado e cortar, deviam despedir as pessoas em excesso na função pública (os excessos, não os professores, nem os policias) mas sim aqueles grandes que não fazem nenhum. Nada. [E eu conheço uns quantos], deviam acabar com o "trabalho para a vida" na função pública - obrigava a que trabalhassem e que houvesse muito mais eficiencia e eficácia. Acabem com os luxos - quem casas, carros, viagens, telefones? que os paguem!
      Há milhares de euros desperdiçados todos os dias na função pública, função pública essa que tem mais funcionários e que gasta o triplo do que países com o dobro do nosso tamanho e população. No entanto, temos turmas com 30 alunos quando só deviamos ter metade e temos falta de efectivos nas policias...

      Eliminar
  6. Mas que raio...
    Depois queixam-se que a economia está parada...
    :(

    ResponderEliminar
  7. Não concordei nada com a situação!

    ResponderEliminar
  8. Ou então quer fazer dos portugueses burros ou palhaços...

    ResponderEliminar
  9. Até quando vamos ser explorados? Até quando vamos ser apertados? Está na hora de uma revolução à séria. Nada de cravos e coisas pacíficas porque se o 25 de Abril foi pacífico foi porque apenas havia interesses comuns dos lobbys que hoje dominam Portugal. Nunca quiseram saber do Povo e o Povo ficou contente porque adquiriu a liberdade de expressão. Para quê? Para ser humilhado? Roubado? Está na hora de acordar e largarem as manifestações pacíficas de merendinha na mão, caneco de vinho na outra e sorrisos para as cameras de filmar. Chegou a hora da revolução. Está a ACORDAR CAMBADA! Sobe o IVA, sobre a TSU e nós ficamos impávidos e serenos? MEXAM-SE!!!

    ResponderEliminar
  10. E o que é que a S percebe de Economia? Pois.. O mal não é só sei, é deste país repleto de economistas de café.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Economistas de café" é a expressão correcta para os que nos têm governado nestes últimos anos.
      Aliás basta saber um pouco de economia e saber um tanto de História para perceber que as medidas a serem tomadas estão totalmente erradas e só levam à ruptura da economia.

      Anonimo das 01:02h por favor não me diga que sabe de economia e concorda com as medidas? Por favor, estude. Se o fizer, garanto-lhe que chegará à conclusão que estas medidas servem alguns - muito poucos - mas não o bem-estar de Portugal. E em breve estaremos todos a pagar isto.

      Óbvio que se for um dos 1% mais ricos de Portugal isso só o ajuda.

      Ps: As reformas precisam de ser revistas, sim. Todas, com retroactivos incluidos, limites máximos (como todos os países desenvolvidos com boa economia), contribuições justas, taxas sobre a riqueza, retirar as prescrições sobre crimes de fraude fiscal, roubo, etc... e outras tantas medidas que qualquer pessoa com um minimo de conhecimento em economia sabe que seriam essenciais... Já para não falar nas regalias do Estado, para não falar dos "direitos intocáveis" que prejudicam todos os portugueses, para não falar nas contribuições e ajudas de custo de alguns trabalhadores do Estado, de não serem punidos por lei os contratos ruinosos entre o Estado, as PPP´s... enfim...

      Eliminar
  11. Tudo igual por cá. E além de serem incompetentes são corruptos, ao extremo. Ando muito sem esperanças.

    ResponderEliminar
  12. Adorei o burro que nem uma porta,só tu para me fazeres rir as 8 da manhã;)

    ResponderEliminar
  13. Acho que neste momento dizem não importa o quê!!!! Completamente sem rumo...o pior é que nos levam com eles!!!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
  14. É verdade que o dinheiro tem de ser arranjado de algum lado até porque durante anos tivemos incompetentes a governar o país. Escusavam era de cortar sempre nas mesmas pessoas.

    http://miscelaneathesecond.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Já andava admirada de não ouvir mais más noticias ... Tardou mas chegou! Bolas.

    ResponderEliminar
  16. Só é burro e incompetente para o lado que lhe interessa! Para pagar aos mercados e enriquecer ainda mais os ricos é esperto e muito competente!

    ResponderEliminar
  17. O povo é que tem de pagar tudo. E concordo que o exemplo teria de começar por cima. Logo à partida nem seriam precisos tantos deputados, porque a maior parte deles não fazem lá nada.
    xx

    ResponderEliminar
  18. Mesmo. Enfim, temo o rumo deste país. A sério :S

    ResponderEliminar
  19. FOnix!! Até me custa acreditar!! Corre-los tdos a chapada é bem pouco! :/ kiss

    ResponderEliminar
  20. Não lhe chamaria burro e sim desumano, sem qualquer noção de respeito pelo povo.

    ResponderEliminar