quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Ai a saia!


Já não aguento ler sobre o comprimento (ou falta dele) da saia da assessora de Cavaco Silva que "quase ofuscou" o Cristiano Ronaldo na Cerimónia de Condecoração.

Se eu acho que uma saia acima do joelho deva ser usada numa cerimónia tão séria? Talvez não. O Ronaldo não foi de fato de treino, o Cavaco não foi de calças de bombazine, a cerimónia exigia, se calhar, mais uns centímetros de pano na dita saia. No entanto, a assessora é uma mulher experiente e só usou a saia porque tem permissão para a usar. Não é que estivesse a mostrar nada do outro mundo e ela sabe disso. Além disso, a blusa era subida o suficiente para equilibrar a saia mais curta.

Agora, caramba, quase porem em causa a competência da senhora por causa do tamanho da saia, é coisa que me dá a volta ao estômago. Mais vestida ou menos vestida, a mulher é profissional e desempenhou o seu trabalho como deveria de ser.

O resto são fait divers ridículos, de quem nitidamente não tem mais nada que fazer. Parecem um bando de esfomeados que fica todo maluco com um par de pernas bonito.

Notícia aqui: DN

55 comentários:

  1. Também acho que ela podia ter ido com a mesma saia mas com mais 5cm, porque ela ia bem vestida que se farta! Agora também não acho que tenho sido um escândalo...credo!

    ResponderEliminar
  2. Arrasou a senhora, só nos fica bem ter uma uma assessora deste calibre, cá em casa os homens gostaram muito e acho que nem para o Ronaldo olharam:)

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente contigo! Não percebo o porquê de tanta conversa...

    ResponderEliminar
  4. Eu fiquei parva com a estupidez da noticia, é mesmo de quem não tem mais nada para fazer, chiça!

    ResponderEliminar
  5. e atrevo-me a dizer que a mulher é bem jeitosa :) gostei!!!

    ResponderEliminar
  6. Mais uns dedos de saia não tinha feito mal a ninguém (e já agora umas meias melhores que não aquelas de lycra que fazem as pernas parecer salsichas) mas daí a fazer um caso de estado…p´lo amor da santa!
    Mais, nem sequer quebrou o protocolo (tailleur - a saia pode ser acima do joelho mas não mais que 2cm -e sem decote pronunciada na camisa ou blusa)

    ResponderEliminar
  7. Nem percebo esta saloiice de dar medalhas a torto e a direito, quanto mais acerca do tamanho da saia da sopeira do cavaco... :|

    ResponderEliminar
  8. Pois eu acho que com umas pernas daquelas se deve usar a saia acima do joelho, desde que não seja mini saia. Estava super elegante!
    xx

    ResponderEliminar
  9. É pá eu acho que é só inveja por não terem um par de pernas como as dela... :) a saia era muito gira e os sapatos ficaram mesmo muito bem no fato.

    ResponderEliminar
  10. Eu acho que ela estava muito bem, mesmo com a saia curta que não acho tão curta assim (afinal, também estava a condecorar o CR e não o Camões - não que isto fosse possível, claro :p)! Afinal somos ou não somos um país atirado para a frente? ooops, não somos ;)

    The gLiTtEr Side

    ResponderEliminar
  11. As pessoas não têm mais com que se ocupar.

    ResponderEliminar
  12. Eu sou gaja e digo: bem boa! Quem dera a muitas. Podia ter mais uns cm,mas ela é bonita e bem feita..não mostrou nada mau de se ver.

    ResponderEliminar
  13. S*, por acaso tenho uma opinião diferente. A questão não se prende se a saia lhe fica bem ou mal. Se a cerimónia é, ou não, mais "séria". A questão prende-se, precisamente, com a profissão que a senhora exerce. Na verdade, um bom profissional da área é aquele que, estando presente, passa despercebido no evento. Por força do exercício das minhas funções tive que tirar o Curso de Protocolo Oficial e uma das primeiras coisas que nos ensinaram foi: "está presente e atento, mas de forma que ninguém dê por ti". Assim, a discrição é uma característica fundamental de qualquer profissional da área. Não estamos ali para que falem de nós, mas do evento. Ora, a partir do momento em que a assessora de imprensa é objeto de notícia - (porque deu nas vistas) -, o seu profissionalismo fica, no meu ponto de vista, um pouco afectado. Que ela estava bem vestida penso que estaremos todos mais ao menos de acordo que estava. Que ficava elegante, também.

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. NI, uma mulher bonita e elegante dá sempre nas vistas. Penso eu de que...

      Eliminar
    2. Não se falaria dela se não fossem tão preconceituosos, que misturam inteligência com beleza, e que numa situação destas se fixa na assessora :P

      Eliminar
    3. Mel, a questão é que nem sequer se devia falar dela. E ela teria que ter contribuído para isso. E numa perspectiva meramente profissional. Por exemplo, salvo algumas excepções um advogado não pode estar na barra do tribunal sem toga. Não tem a ver com questões de inteligência versus beleza. Tem a ver com um conjunto de regras profissionais. Um responsável pelo protocolo tem um conjunto de regras que deve seguir. Ela não seguiu uma das regras de ouro na profissão dela. Se deve ser criticada por isso? Bom, a entidade patronal é que sabe. Uma coisa tenho a certeza, se fosse na minha empresa levaria, no mínimo, um "bom puxão de orelhas".

      Outra questão é saber se vale a pena a comunicação social dar tanto ênfase à questão. Bom,salvo honrosas excepções, hoje em dia importa mais "vender" a notícia do que "dar" a notícia.
      :)

      Eliminar
    4. Mas o advogado tem que usar toga. Já ela apenas precisava de usar o bom senso e eu acho que usou. Mas pronto, terás a tua razão. Só não percebo porque se tornou uma saia média tão falada.

      Eliminar
  14. Ahahaah sim também acho, se tivesse a perna feia e tivesse ido de mini-saia, aí sim era motivo para má língua! :D

    ResponderEliminar
  15. Eheheh...eu só olhei para a saia e não pensei nessas coisas de competência :P

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Com tanta coisa util para debater ocupam-se a preencher minutos de canais televisivos e paginas de jornais com isto. Com o cumprimento da saia de uma mulher...incrivel como volta e meia retrocedemos ate 1970

    ResponderEliminar
  17. Se todos os problemas que temos com o Sr Presidente fosse o cumprimento da saia da assessora, estávamos nós bem.... (aliás, bem novinha a assessora.... mais uma "especialista" jotinha. Pois!)

    ResponderEliminar
  18. S*, a senhora estava ali em representação do estado, ou seja, a senhora nestas ocasiões veste-se como mandam as regras do protocolo, como mandam as regras do cargo que ocupa razão pela qual estava presente na cerimónia. Mais, faz isso tudo muito bem feitinho porque é o que lhe compete para que nós todos lhe continuemos a pagar o ordenado que será certamente muito maior do que o meu ( e eu não dou pontapés no protocolo).
    E fazer disto notícia é tão bom quanto o Presidente da República fazer uma cerimónia para entregar uma "medalhinha" ao Ronaldo, apesar de publicamente não ter apresentado as condolências à viúva do Saramago :)
    Este é o país que temos, estes são os jornais que temos e o pior é que temos gente que os lê .
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 3Picuinhas, vou falar do que não sei... mas se ela se vestiu assim, parece-me que é porque o protocolo assim o permite.

      Eliminar
    2. Não S*, o protocolo não o permite. O protocolo tem regras que se a senhora não conhece devia conhecer. Mais, a senhora não é uma ilustre convidada, a senhora estava em trabalho. O ridículo nem é a a roupinha (a fazer lembrar uma garrafinha de leite UCAL com perninha tronchuda...mas isto sou eu e o meu feitio ácido), o ridículo é tudo: a medalhinha, a cerimónia, a bimba, o chefe de protocolo que permite, o chefe de estado ... :)

      Eliminar
    3. Perninha tronchuda? Bimba? Ok, definitivamente não temos a mesma visão das coisas.

      Quem tem de a julgar é o chefe dele. Não me sinto no direito de criticar. Pode-se achar a saia um bocado curta, mas isso não significa que a senhora não seja profissional. Erros todos cometem.

      Eliminar
  19. Apesar da minha opinião pessoal ser muito idêntica à tua não posso concordar a nível profissional.
    É que há uma coisa chamada protocolo e essa "coisa" é para ser cumprida. As falhas de protocolo já levaram a várias situações desagradáveis entre países, entre membros do mesmo país, a guerras e a outras coisas que tal. Se este seria um caso desses? Não. Mas falta saber quem foi que deixou levar tal vestimenta, se foi opção da própria (se foi então é sim uma má profissional), se esta tinha sido autorizada previamente, etc.
    Falhando um protocolo pode parecer inocente mas não é.
    A nivel pessoal, para um casamento, festa mais arrojada, etc acho que ia lindissima e tem umas belíssimas pernas até para andar com menos tecido mas, para a função que desempenha, no momento em questão está simplesmente inapropriada.

    Como em tudo na vida, quando optamos por uma profissão sabemos que teremos um dress-code a cumprir (em quase tudo) - a nossa personalidade pode e deve ser mantida e há sempre pequenos apontamentos que a podem realçar mas devemos ter sempre uma atitude profissional quando desempenhamos as nossas funções e isso não se aplica somente ao que dizemos/fazemos mas também ao que vestimos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, claro que as profissões têm o seu dress code... mas, pelo que li no Facebook, a senhora é realmente muito boa no seu trabalho, duvido que não se saiba vestir de acordo com o dress code que o seu trabalho exige. Não acho a saia nada de menos correcto...

      Eliminar
    2. A questão é que a saia é incorrecta na situação em questão. Claro que depois depende de várias coisas - quem a vestiu? tem autorização para ir assim? Entre muitas outras coisas. Uma pessoa tem que ter todo o tipo de inteligência e a social/emocional também faz parte do pacote. Eu não a conheço como profissional, não posso afirmar nada quanto ao seu trabalho mas, neste trabalho, somos sempre julgados pela aparência/vestimenta e somos obrigados a seguir protocolo. Se ela não o seguiu cometeu um erro. Errar é humano e claro que pode ser desculpado mas dizer que "não há problema" é outra questão pois estão a banalizar situações que podem, por exemplo, numa outra situação colocar em causa o bom diálogo entre países, por em cheque resoluções entre Estados, etc.

      Eliminar
    3. Anónimo, não conheço o que protocolo pelo qual ela se segue. Se errou, que seja repreendida. Mas o que me chateia é reduzirem a senhora a um par de pernas.

      Eliminar
  20. Acho que ela estava muito bem vestida, a saia era curta mas era um curto perfeitamente aceitável. País de gente tacanha, credo!

    ResponderEliminar
  21. Oh que parvoíce. As pessoas têm te ter sempre com o que pegar. Eu concordo contigo!

    ResponderEliminar
  22. Eu sinceramente não vejo qual é o problema da saia...para mim está muito bem!

    ResponderEliminar
  23. estou totalmente de acordo! realmente a ocasião talvez merecesse mais uns centímetros na dita saia, mas o comprimento da mesma não tem a ver com o profissionalismo da pobre mulher..

    está a decorrer um sorteio no meu blog.. se puderes, participa! :) beijinho
    http://lajoiedevivrebyclaudia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  24. Mas ninguém fala da criatura (o Ronaldo) ter ido de brincos receber o prémio. Falta de classe... se tira para jogar, também devia tirar num evento desta grandeza...
    O que se passa é que não há um código de vestuário no trabalho por profissão. Eu por exemplo, tenho imeeeensas regras sobre o que posso ou não fazer com a roupa de trabalho. Mas basta ter uma única referencia à empresa e já não mascas pastilhas, já não usas mais do que uma pulseira e outra data de regras que lá tenho eu que cumprir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah, realmente também reparei. Apruma-se todo, mas fica lá sempre uma réstia de azeitice!

      Eliminar
  25. Paroles, paroles, paroles,... estamos num país em que se perde tempo a comentar coisas acessórias e a camuflar assuntos essenciais.

    ResponderEliminar
  26. Isto agora há uma polémica por dia a encher as páginas do facebook... nada a fazer, pode ser que seja moda. O pior é que julgam e condenam as pessoas com base numa foto, num acontecimento ou num texto, muitas vezes mal interpretados e lidos na diagonal...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Opah... aquilo é apena uma saia, nem chega a ser mini. Mas isto sou só eu que acho que esta gente não tem é o que fazer.
    Buh

    ResponderEliminar
  28. E no meio de tanta coisa, os elogios às pernas da senhora também ficavam bem...
    Num país tão cinzento, deixem as saias subirem um pouco por cima do joelho!

    ResponderEliminar
  29. A prova do machismo que existe na nossa sociedade. Como se a mulher se resumisse à rua que usa e se os centimetros de pano fizessem dela mais ou menos "vadia" e "impropria". Pelo amor de Deus...!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso não é machismo, é protocolo. Eles também não podem ir de calções - isso é feminismo?

      Eliminar
    2. Mas acha a saia assim tão má? Eu não acho nada de extraordinário. A foto engana, pois ela está numa posição onde a saua se eleva mais um pouco.

      Eliminar
    3. Exacto. A saia não é exagerada, a camisa é tapada. Não vejo nada de mal!

      Eliminar
  30. Ohh nem sabia desta notícia... que tontice.

    ResponderEliminar
  31. E a senhora é tão jeitosa...queria só ver se não fosse!

    ResponderEliminar
  32. Eu acho que a sra ia linda e eu faria o mesmo que gosto é de saias curtinhas :P eheh e acho que isto é o típico assunto do nosso país.

    ResponderEliminar
  33. Tudo bem que se quebrem protocolos, mas a saia é demasiado curta. A senhora ofuscou tudo e todos.

    ResponderEliminar
  34. Eu gostei da roupa da senhora. E sim este sexismo todo irrita-me.

    ResponderEliminar
  35. Por acaso vi na televisão e até me perguntei quem seria aquela senhora. Não percebi na altura que era assessora. Acho que não é caso para tanto falatório, não estava nada exagerada. Já vi figuras bem piores.

    ResponderEliminar
  36. Melhor olhar para as pernas da senhora tão bem vestida e bonita, do que para o Ronaldo.
    Obrigada senhora, por ter ofuscado o moçoilo.

    ResponderEliminar
  37. O problema é que a saia curta só confirma o festival de saloíce. Tanto fora do palácio como dentro do palácio, festejou-se a saloíce no seu pior, isto é, condecorar o que não existe.

    Foi o seu modo próprio de ser saloia. Cada um escolheu o seu. Ela precisou de mostrar as pernas porque simplesmente nada há mais para mostrar ali a não ser um par de pernas, beijinhos aos filhos e generalizações.

    Já sabemos que o rei vai nú... mas neste caso específico, a corte está toda "nua".

    ResponderEliminar