domingo, 15 de dezembro de 2013

Tragédias

A poucos dias do Natal, é um soco no estômago ter conhecimento de tragédias destas. Ninguém merece. Nenhum pai merece. Dificilmente estes pais irão aguentar a tragédia ainda maior que já se imagina. 

Cinco jovens continuam desaparecidos. Um grupo de sete jovens foi levado por um onda na praia do Moinho de Baixo, aldeia do Meco, em Sesimbra. Um sobreviveu, um foi encontrado já morto. Quatro raparigas e um rapaz, todos com idades entre os 21 e os 25 anos, continuam desaparecidos.

Meu Deus.

30 comentários:

  1. Como devem de estar destroçados aqueles pais nem consigo imaginar.

    ResponderEliminar
  2. Eu diria 6 mortos, porque quase de certeza que não estão vivos.... estranho estar naquela zona a aquela hora nesta altura do ano.... enfim.

    ResponderEliminar
  3. ai que horror :/
    é mesmo uma tragédia...

    ResponderEliminar
  4. É de arrepiar. Quando vi fiquei de boca aberta e arrepiada!

    ResponderEliminar
  5. Escolha errada das palavras. Não é só "a poucos dias do Natal" que esta notícia é uma tragédia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, é sempre uma tragédia. Mas choca-me mais nesta altura do ano, em que tudo me parece mais belo.. para as famílias, obviamente, a altura do ano pouco interessa!

      Eliminar
    2. Concordo com a S*. O Natal é suposto ser uma época de festa, para a maior parte das pessoas, e com estas tragédias toda a magia do Natal vai-se. Passa a ser a época de recordar as perdas e dificilmente de celebrar os ganhos.

      Eliminar
    3. Anónimo das 22:44, um trauma que nunca mais passa. :(

      Eliminar
    4. A tragédia até podia ser no verão que nunca estas famílias iriam recuperar a perda e nunca a celebração destas festividades iria ser igual. Mas entendo que seja uma época que ainda choque mais, não é por acaso que aumentam as acções de solidariedade. Mas acaba por ser triste só se lembrarem nesta altura. E isto não é de todo um crítica a si, é um desabafo só. Desculpe o desvio do tema.

      Eliminar
    5. Anónimo, entendi perfeitamente e concordo com o seu comentário em absoluto. Mas, por acaso, o texto era sobre o MEU choque.l :(

      Eliminar
  6. É terrivel mesmo, ninguém merece, nenhum pai merece :/

    ResponderEliminar
  7. Verdade que tristeza !!! O Natal para estas pessoas nunca mais será o mesmo ....
    Gostei de ler do seu blog beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Como é que alguém é levado por uma onda, numa praia, no inverno?!...
    Não estamos a falar de uma queda numa falésia, de alguém que escorrega numa rocha. Foi numa praia onde as ondas chegam mortas... e numa época onde ninguém vai a banhos.
    É, no mínimo, estranho.

    ResponderEliminar
  9. Nesta época do ano tudo ainda fica pior, mas perder filho é irreparável. Solidária com estas famílias.

    ResponderEliminar
  10. Não sei o que fiz ao comentário anterior...se ele aparecer olha anula que ficou a meio. obg
    Vou repetir.
    Ninguem imagina o sofrimento de um pai/mãe que perde um filho, Pode pensar que consegue imaginar, mas não.. é uma dor que fica durante o resto das nossas vidas. Doi muito e continua a doer durante o resto das nossas vidas é um pedaço de nós que desaparece, é carne da nossa carne é uma dor que fica, independentemente de tudo o resto.

    ResponderEliminar
  11. ...eu era muito imune ou quiça fria mesmo quando me cruzava com noticias destas, mas provavelmente desde que perdi alguém próximo à pouco tempo assim, de forma estúpida e repentina....fico sempre com o estômago embrulhado e o coração apertado...ainda mais neste caso em específico...pessoas da mesma faixa etária que a minha...tento imaginar a minha família e amigos a passar pelo mesmo...e simplesmente não consigo...é mau de mais....trágico nesta altura ou em qualquer outra!

    ResponderEliminar
  12. É mesmo horrível. Ainda hoje de manhã estava a ouvir as notícias a dizer que alargaram as buscas, por causa das correntes :/

    ResponderEliminar
  13. Para uma família esta é a pior notícia na pior época. Não que haja boas épocas para as más notícias, mas marcar tão negativamente uma altura que devia ser de auto-reconciliação não devia acontecer a ninguém.
    Quanto à tragédia em si mesma, pergunto-me o que terá passado pela cabeça daqueles miúdos já não tão miúdos para se irem enfiar de madrugada numa praia perigosa e conhecida pelas suas mares vivas durante todo o ano.

    ResponderEliminar
  14. Infelizmente, estamos a falar de 6 adultos - ainda que jovens - que não deviam estar naquela zona àquelas horas da madrugada. Porra, quem vive ali ou nos arredores sabe o quanto o mar do Meco é instável. Se já o é durante o dia, quanto mais à noite.

    As mortes são lamentáveis, mas podiam ter sido evitadas. Que isto sirva de exemplo.

    ResponderEliminar
  15. É terrível, congelei quando li essa notícia...

    ResponderEliminar
  16. é de facto uma infelicidade muito grande. não querendo parecer dura ou insensível, tenho uma filha de 21 anos, - por isso, dentro das idades noticiadas -e não imagino como reagir para a vida depois de uma notícia dessas, o que quero dizer, é que o mar no inverno tem ondas a que chamam de "enchio" não sei se seria o caso destas, mas, são muito perigosas, há casos relatados, lembram-se daqueles turistas na nazaré ainda este ano? um pouco semelhante, não acontece só aos outros. concordo com o comentário das 15:04, M, era possível prevenir, caramba que porcaria de vida.

    ResponderEliminar
  17. A praia do moinho de baixo , Meco, e em SESIMBRA

    ResponderEliminar
  18. Eu fiquei muito triste, é bem capaz que estivessem sobre a influencia de alguma droga. O natal vai ser triste p as familias.
    Que descansem em paz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que disparate, quais drogas. O problema deles foi andarem na praia àquelas horas da madrugada. Quantos de nós já não fomos para a praia de madrugada, no fim de ano, por exemplo? Só que certas praias têm iluminação e o mar é calmo...naquela zona, aquilo é um perigo. Ora basta a zona ter pouca iluminação ou uma pessoa não saber nada bem ou entrar em pânico e ficar aflito para que não se consiga salvar e acabe por ser levado pelas ondas mar adentro.

      Provavelmente já poderiam ter bebido alguma coisa, fumado alguma coisa...agora drogas é uma acusação muito forte.

      Eliminar
    2. Anónimo, a verdade é que toda a gente que fala na televisão diz que foi uma onda galopante... por isso, podem mesmo não ter bebido nada de especial. É natural que tenham bebido uns copos, era um jantar de estudantes, mas creio que foi mesmo um terrível azar... :(

      Eliminar