Avançar para o conteúdo principal

Como começar o fim-de-semana em grande estilo:

Ir ao concessionário da marca para averiguar uns fios roídos por Dom Pirata debaixo do banco do passageiro do meu carro. Aproveitar e mudar o óleo. Pagar 170 mocas.

Sair da oficina com a promessa romântica de que talvez tenhámos de lá voltar em breve, para ceder apaixonadamente mais 200 euros.

Ai, ai...

Comentários

  1. Não gosto nada de despesas extras. Ninguém gosta :)
    Boa sorte com o teu carro :)

    ResponderEliminar
  2. Quando os carros começam a dar problemas, é uma dor de cabeça desgraçada!

    ResponderEliminar
  3. A medicação para as "limousines" está pela hora da morte!
    Bom fim de semana... sem extras mecânicos :-))

    ResponderEliminar
  4. A medicação para as "limousines" está pela hora da morte!
    Bom fim de semana... sem extras mecânicos :-))

    ResponderEliminar
  5. Calma...o carro ainda anda? pois...o Pirata devia ficar de castigo...tadinho dele :)))

    Beijinho e bom fds

    ResponderEliminar
  6. É só uma prova que o carro é bom e está quase novo! Acreditas que o meu novo comprado há 2 anos ainda só foi à garagem da marca mudar o óleo 2 vezes porque uma das vezes a viagem era de 3.000Kms. Um Clio a cair aos pedaços...dá no que dá! Nada como um Civic Type R....é mais caro mas não precisa de despesas extra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá nisso concordo... Honda é Honda... Eu até costumo dizer que há dois tipos de carros... Os Hondas e os outros todos... :P

      Eliminar
  7. Hoje a Dª. Gris tambem fez asneiras. Lá se foi um castiçal. quanto a gastar dinheiro sem se estar á espera, é sempre tão inconveniente... raio de carros!. bom final de semana.

    ResponderEliminar
  8. Felizmente, o carro não está a dar problemas. Fi mudar o óleo, que é natural, e resolver o problema causado pelo cão. A única parte mais chata são os possíveis 200 euros extra, que poderão ser causados por um possível problema... amanhã averiguamos. ;)

    ResponderEliminar
  9. ir à oficina e não ficar "depenada" é quase tão triste como "ir a roma e não ver o papa". mesmo assim desejo bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  10. Acredito que esses mais 200 euros vão mesmo sair da tua carteira de uma forma romântica...:-(
    xx

    ResponderEliminar
  11. Se há dinheiro que me custa gastar é com o carro =(! Espero que o resto do fim-de-semana corra bem melhor que esse começo.

    ResponderEliminar
  12. Ai, ai... isto vai longe. O que salva é que ele é uma graça e depois que se apaixona não tem jeito.

    ResponderEliminar
  13. E vais comprar roupa na mesma?

    ResponderEliminar
  14. Tão pequenino e tão destrutivo. Mas como diriam os outros "keep calm que ele cresce"...

    ResponderEliminar
  15. Bem! que rico começo. Espero que pelo menos essa dolorosa valha a pena :) Bom fim de semana*

    ResponderEliminar
  16. Como diz uma prima minha um carro é pior que uma amante. Limpa-nos a carteira XD

    ResponderEliminar
  17. Comprar um carro usado é sempre um risco.. nunca se sabe de onde vem.. os problemas que teve ( avarias, acidentes) que quem vende não vai dizer! Depois há a questão da garantia, uma peça, um barulho num carro novo a marca substitui sem custos.. num usado não acontece!Um carro com mais de 80.000km do tipo Clio...já" andou o que tinha para andar" isto porque há sempre desgaste nas peças..por isso, preparara-te para começar a abrir os cordões à bolsa porque é um começo! Hoje um barulho, amanhã uma borracha, depois uma peça...e no final do ano deu mais despesa que um novo...seguro, revisões, inspeções, selo... e os extras do desgaste! Nada como pegar num dinheiro e comprar novo como em tudo...

    ResponderEliminar
  18. Menina S*, você não caia nessa conversa. Os concessionários da marca tem, em geral, poucos clientes e assim são obrigados a espremer os poucos infelizes "distraídos" que decidem bater-lhes a porta. Vai lá para resolver um problema e eles arranjam logo forma de você ter que voltar para comer mais algumas mocas à sua custa. É muito natural que esse "problema" de 200 Eur seja facilmente resolvido na concorrência a troca de 30...

    ResponderEliminar
  19. Cá para mim, o Pirata até que gosta e um castigozinho xD brincadeira.

    Eu detesto ter despesas sem contar, mas são coisas que têm mesmo de ser. Não é?

    ResponderEliminar
  20. Para mim oficinas de carros é sinónimo de dinheiro fora do bolso. Sempre que se lá vai, vem-se mais leve na carteira. Mas há coisas que não dá para fugir.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Para dormir - solução, procura-se!

É uma pessoa desesperada que vos escreve, esta manhã.

Conhecem soluções naturais para dormir bem de noite? Algo que me faça ferrar o galho e só acordar no dia seguinte?

Estou farta de noites mal dormidas. Estou farta de ficar até às 5 ou 6 da manhã sem conseguir dormir. Chego ao desespero, com vontade de chorar. De dia, sinto-me cansada, porque o descanso é uma porcaria.

Não sou grande adepta de medicamentos mas, se tem de ser, é. Alguém conhece um remédio, uma erva, o que seja?

O que é nacional é bom

Anda Portugal a usar cestas desde sempre e esta vossa S* a usá-las há sete ou oito anos... e vem agora a Carolina Herrera descobrir a pólvora (imagens acima).
Por favor, acho isto verdadeiramente errado. A desfaçatez que é pegar em algo tradicional de um país e de o apresentar como uma "criação"... Ainda por cima chamar-lhe "Aveiro"... E em nenhum sítio dizer que tem inspiração portuguesa.
E a pechincha que está? Quase 500 euros por uma cesta. Não tinha nada contra o preço... se efectivamente fosse um produto de original.
É só googlar "cesta portuguesa" e encontram-se imensos exemplares realmente nossos... E sem custarem quase um salário mínimo.
Querem cestas de classe? Então comprem das nossas. Das verdadeiras. Cópias descaradas? Não, obrigada.
Sugiro a Victoria Handmade. Não são caras, são dispendiosas e têm o preço do que é realmente bom. São feitas à mão, são portuguesas e assentam na nossa tradição. 

Voltar ao início

Depois de quase 9 anos e meio de relação, não vamos fingir que são tudo rosas. Ultimamente, temos até de admitir que têm sido mais os dias maus do que os dias bons. As chatices do dia-a-dia, os remorsos, os ressentimentos, os problemas a que somos alheios mas que nos afectam... Não é fácil de gerir e mentiria se não admitisse que já pensamos "será que vale a pena?".
Da minha parte, apesar dos momentos menos bons, continuo com a nítida percepção de que é um bom homem, com bons princípios, e que dificilmente encontraria companheiro que encaixasse tão bem em mim (que eu sou osso duro de roer, no que toca ao convívio caseiro).
Vale sempre a pena, porque não perdemos esta capacidade de nos reencontrar e voltar ao início. Enquanto soubermos olhar um para o outro e reconhecer o valor um do outro, vale mesmo muito a pena.