segunda-feira, 22 de abril de 2013

Odiozinho de estimação

Sabem o que me enerva? Gente oportunista.

Gente que se está pouco lixando para os laços de sangue mas que, quando entra dinheiro na jogada, se lembra logo da família. Mete-me nojo.

Infelizmente, acho que todos vamos aprendendo, ao longo da vida, que a família nem sempre é boa para nós. Os laços de sangue nem sempre significam amor, amizade, respeito, cumplicidade. Em alguns casos, os motivos são fortes. Noutros casos, foi só assim que a vida o quis - as pessoas afastaram-se naturalmente.

Tudo isto porque li agora que o avô do Justin Bieber diz que o rapaz o deixou na miséria, que nem um centavo lhe dá. O rapaz pode estar a ser um canalha - que pode. Mas também pode dar-se o caso de o avô estar a ser um oportunista - imaginem se eles nunca se tivessem dado, por exemplo.

Posto isto, se um dia eu ficar rica, escusam de achar que vão viver às minhas custas. Se eu ajudar alguém, é porque essa pessoa merece. Quem não me soube amar pobre, não vai desfrutar às minhas custas se um dia eu for rica.

38 comentários:

  1. Acho bem que deixe o avô na miséria, desde que se lembre de mim... hahha.

    ResponderEliminar
  2. Realmente...essa de só se lembrarem de nós com interesse na "massa",é terrivel!!

    ResponderEliminar
  3. Se ficares rica não te esqueças que eu votei TRÊS VEZES no teu homem. ahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahah
      Mas que interesseiro!

      Eliminar
    2. Tenho que me pôr a pau com os teus comentários. Outro que foi para spam...
      Aparecia no e-mail, mas não aparecia no blog.
      Ah e eu só quero uma imperial e um pires de caracóis, mas tens que comer também. loooooooool

      Eliminar
  4. e sabes que se fores rica, haverá muito gente interessada em ajudar-te a gastar o dinheiro! :D não te vão faltar amigos querida

    ResponderEliminar
  5. Não posso concordar mais. Era o que faltava alimentar parasitas! Tenho desses na minha "família" e quando lhes cheirou a dinheiro vieram cá bater, mas quando fiquei desempregada, não foram eles que me estenderam a mão, podes ter a certeza. Pelo contrário, exaltavam o facto de estarem melhor na vida do que eu!

    ResponderEliminar
  6. Eu tenho assistido a isso de perto! Dá-me uns nervos!

    ResponderEliminar
  7. É sempre assim quando não temos nada nem sequer se lembram que existimos mas quando recebemos algum €€€ é vê-los a aparecer parecem cogumelos. Se o avô nunca quis saber do neto é bem provável que o neto se esteja a marimbar para ele se de facto for este o caso

    ResponderEliminar
  8. nem mais.
    eu tb li o artigo esta tarde e pensei no mesmo.
    QUem nos garante que ele não era alvo de maus tratos antes de ser famoso? Isto agora que ele tem mt dinheiro é normal aparecer família de tds os lados
    bjs*

    http://se-tu-saltas-eu-salto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. é uma coisa que também me dá um nervoso miudinho, que gente!

    ResponderEliminar
  10. Dinheiro demais só trás aborrecimento. Oportunistas somos todos. Todos os humanos.

    ResponderEliminar
  11. Eu tenho um pouco disso na minha família. Uma das razões pelas quais não nos damos assim tanto como isso, enfim. Para mim, o dinheiro está na base de tanta discórdia, exalta tantas vezes o pior que há nas pessoas, que às vezes penso que mais vale ter apenas o suficiente para viver sem problemas, a partir daí...

    ResponderEliminar
  12. Sei bem o que isso é. As irmãzinhas do meu pai são o expoente máximo da interesseirice-oportunismice! E mais os meus avós eram pobres...

    ResponderEliminar
  13. E muitas vezes nem é preciso haver muito dinheiro envolvido.

    ResponderEliminar
  14. Eu cá acho que se ganhasse o euromilhões ou assim, ajudava toda a gente da minha familia (também não tenho atritos com ninguém mas tenho pessoas bastante afastadas) só assim por descargo de consciência, tenho tanto porque não? Acho que não conseguia viver rica e no luxo sabendo que algum familiar meu vive na miséria.. Mas claro digo isto porque não estou zangada nem chateada com ninguém.. estou mais a afalar daquelas pessoas que já não falo nem vejo há uns bons anos mas sei que existem LOL

    ResponderEliminar
  15. Em primeiro lugar, S*, parabéns pela determinação e ambição. Que sejas rica de dinheiro, que já és uma rica menina. :-)

    Quanto ao assunto principal, tens toda a razão. Tenho um desses na família. Por ora nada tem ligado à mãe. Mas no dia do funeral, aposto que há-de falar em dinheiro. Era de um camião lhe passar por cima!!!

    ResponderEliminar
  16. mas tu por acaso sabes se o velhote esta a ser oportunista?
    ou se o miudo que n passa disso simplesmente ignora o bue agora pq e rico?
    se calhar ate foi o avo q investiu nele!
    temos de ter cuidado com o q dizemos e afirmamos...
    devias abrir a mente e por em causa o que se diz por ai. se calhar nunca ninguem te disse mas nem tudo o q esta na internet e verdade.
    mas como ninguem e parvo sabemos q ue quiseste dar um recado a alguem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não digo que seja parvo, mas tem uma imaginação muito fértil. Isto não é recado para ninguém.

      Quanto ao velho e ao Bieber, eu NÃO disse que o senhor era oportunista. Considerei as DUAS hipóteses.

      Eliminar
  17. É o que há mais. Aos magotes. Não é à toa que é o vil metal.

    ResponderEliminar
  18. Toda a criança ou jovem adora os seus avós quando tiveram o seu amor, muito provavelmente ele mal o conhece, então do que é que ele estava à espera, eu faria o mesmo.
    Família a gente não escolhe, não somos obrigados a gostar só porque é do nosso sangue.

    ResponderEliminar
  19. Nem mais! Irrita-me quando dizem "ai aquele filho despreza o pai, andamos a cria-los para isto" quando nem sabem se não foi o pai que toda a vida chutou no filho mas que agora está velho e já se faz de coitadinho.

    ResponderEliminar
  20. Riqueza não é propriamente igual a felicidade...
    Muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Nem mais...e isto da familia tem muito que se lhe diga...e quando mete dinheiro....quero distância de familia assim...

    ResponderEliminar
  22. Sobre esse assunto, podia escrever um verdadeiro tratado. Tb eu acho que laços de sangue não são tudo e eu já tenho pelo menos relações cortadas com um para a vida!

    ResponderEliminar
  23. Se eu ficar rica, ignoro toda a gente e faço amigos novos, também eles ricos, muhahahah! Brincadeira.

    ResponderEliminar
  24. Ehe! Eu gostava de ter oportunidade de passar por isso para ver o que afinal ia colocar em prática. Todos imaginamos muitas coisas. Eu costumo imaginar que ia ajudar todos mas quando sinto oportunismo acho que não faço nenhum bem à pessoa alimentando-lhe os defeitos. "Ah, estou desempregado, preciso de dinheiro" - o que leva? Um trabalho! Até podia montar todo um negócio para o outro gerir mas teria de continuar a trabalhar para ganhar e assim continuar a levar uma vida construtiva e não uma de preguiça no sofá. Aliás, os ricos que são ricos e bons pais, sabem que têm de munir os filhos de boas ferramentas para gestores dos negócios. Se não, viram playboys... Olha o Donald Trump: tem os filhos a trabalhar e ai deles se meterem o pé na poça!

    ResponderEliminar
  25. Acho que todas as famílias tem "uma ovelha ranhosa oportunista"... e não estou a falar só de família com muito dinheiro...

    ResponderEliminar
  26. A família não se escolhe... Concordo inteiramente contigo!

    ResponderEliminar
  27. Por motivos profissionais já vi tanta coisa que hoje sou da opinião que só sabemos se a família é unida ou não quando chega a hora das partilhas de heranças. Na maioria das vezes gera-se tais conflitos que as pessoas deixam de falar umas com as outras. Algumas eram muito unidas e houve conflitos na mesma.

    ResponderEliminar
  28. Que fofoquice mais barata....
    Há muitaaaaa gente por aí assim :(

    ResponderEliminar
  29. Infelizmente vivemos por vezes bem enganados:nos momentos terríveis de perda de um ente muito querido, a família que pensávamos ter desaparece "que nem fumo"; é triste ,não tem classificação possível.
    São pessoas mesmo podres....
    Contudo, se os convidarmos para algo bem agradável, como passar uns dias na nossa casa de férias,para um jantar ou almoçarada aparecem logo.....
    Doeu muito...mas pelo menos aprendi uma coisa- essas pessoas não prestam mesmo nada!!
    Francamente - sem palavras!!

    ResponderEliminar