quarta-feira, 24 de abril de 2013

Estou aqui com uma dúvida...


Nunca percebi o que andar com as mamocas de fora acrescenta a qualquer manifestação. Não consigo levar as activistas da Femen muito a sério, exactamente por estarem sempre descascadas.

Escusam de me vir dizer que fazem topless para protestar a favor dos direitos da mulher e da liberdade feminina, pois não me parece que seja esse o caminho. 

Agora atacaram o arcebispo de Bruxelas com garrafas de água (!?) e eu ainda fiquei com mais dúvidas: Qual seria a utilidade do acto? E, já agora, qual o propósito?

73 comentários:

  1. 'Escusam de me vir dizer que fazem topless para protestar a favor dos direitos da mulher e da liberdade feminina, pois não me parece que seja esse o caminho. '

    ?????????????

    Isto foi escrito à pressa? CLARO QUE É ESSE O CAMINHO!
    É uma questão de igualdade! Se os homens andam tranquilamente em tronco nu porque raio não hão-de andar as mulheres?


    Este post é para criar polémica?


    M.M.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah? Criar polémica?

      Você tem a sua opinião e eu tenho a minha. Simples. Respeite a minha que eu respeito a sua.

      Eliminar
    2. Agora apeteceu-me rir. Igualdade em andar de tronco nu? Já agora porque não mijar-mos de pé...(espero que tenha sido um comentario humoristico)

      Adelaide Faria

      Eliminar
    3. lol

      Adelaide, olhe, se fizer gosto nisso... cada um sabe de si!

      Eliminar
    4. Aqui fica um artigo para cultivar algumas mentes com dúvidas ou incrédulas:
      http://www.istoe.com.br/reportagens/216256_O+NOVO+FEMINISMO

      Tendo em conta que as respostas neste blogue são sempre com insultos por parte de outros comentadores ou então comentários da autora a dizer 'é a sua opinião!' não espero obter ideias acerca do artigo. Mas aqui fica porque informação nunca é demais. :)

      Eliminar
    5. Eu não quero ser igual aos homens.

      Eliminar
    6. Cara anónima, vê? Não custa nada. Pode deixar apenas assim comentários construtivos. Os outros dois comentários foram rejeitados porque volta a cair nos insultos de sempre.

      Você insiste porque insiste que isto é o novo feminismo mas EU não concordo com ele. Tenho esse direito, certo? Veja lá, até estamos no Dia da Liberdade.

      Eliminar
    7. Sou a anónima da 01:02 e aquele foi o único comentário que deixei. A questão é que a S* nunca debate ideias nas caixas de comentários... Anda sempre muito preocupada em ter 'direito à sua opinião' mas raramente manifesta uma.

      Eliminar
    8. Olhe anónima, não me chateie.

      Eliminar
    9. Lá está... Fui mal educada e agressiva? Nop. Já a S*... Discutir ideias caaaaaaaaaaaansa!

      Eliminar
    10. Mas você quer discutir que ideia, diga-me lá? É que só a vejo a implicar comigo.

      Eliminar
  2. Luna... Pf vem cá assim que puderes incutir algum sentido de responsabilidade social nesta menina que se escuda no facto de morar numa aldeia para ser provinciana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Blá blá blá. Ao menos disfarçavas, escusavas de deixar dois comentários seguidos.


      lol

      Eliminar
    2. Esta treta de chamar provincianas às pessoas que não concordam connosco já começa a cheirar mal.
      E sim, eu sou feminista assumida (e já sou velha, quase 51) mas sinceramente também não percebo porque é que se tem de defender os direitos das mulheres de mamas ao léu. E só por acaso são sempre raparigas novas e boazonas, não se vê feministas velhas de mamas ao léu (graças a Deus).
      Sinceramente, a mim isto cheira-me mais a exibicionismo, a ver se pescam trabalhos na moda ou nas revistas para adultos, do que a defesa dos direitos das mulheres.

      Eliminar
  3. Nunca percebi bem as suas intenções! *

    ResponderEliminar
  4. O top less históricamente prende-se com a questão da igualdade do tronco nu masculino. Já faz parte dos primórdios da luta feminina. Quanto à água, não sei... será uma metafora para atacar com um elemento puro da natureza, sem violencia...?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raven, eu sei, entendo isso. Mas não me parece que estar de mamas à mostra credibilize muito as manifs. :/

      Eliminar
  5. Sejam mulheres, homens, crianças, gatos ou piriquitos... usar a nudez gratuitamente apenas para chamar a atenção é próprio de quem não tem argumentos suficientes para se fazer ouvir de forma válida.
    Não conheço nenhuma revolução de ideais sérios que se tenha feito à custa de gente que se despe para se fazer ouvir.

    Agredir alguém que, neste caso, me parece estar indefeso e desprevenido, isso, é apenas cobardia.

    ResponderEliminar
  6. As mulheres que querem lutar pelos seus direitosnão devem mostrar o corpo, mas a cabeça. Depois não se queixem que os homens só as vêem como objectos sexuais...Faz-me lembrar as velhas feministas a queimar soutiens, haverá coisa mais ridícula? Não é assim que se luta pelos direitos de igualdade de género.

    ResponderEliminar
  7. É uma forma de chamar a atenção nos protestos. Se não fosse assim não teríamos certamente nunca ouvido falar desse grupo em concerto (FEMEN), nem tinhas escrito este post, por exemplo.

    Da Wikipedia:
    http://en.wikipedia.org/wiki/FEMEN
    FEMEN justifies its provocative methods stating "This is the only way to be heard in this country. If we staged simple protests with banners, then our claims would not have been noticed"

    http://en.wikipedia.org/wiki/Nudity_and_protest

    ResponderEliminar
  8. exatamente como a Raven disse, a questão histórica que envoca a igualdade é o motivo pelo qual se apresentam em top less.
    não em considero uma feminista feroz, mas apoio a igualdade de direitos, dai apoiar atos que fumentem e/ou lutem a favor do mesmo.
    quanto à água, não sei que te diga.
    um beijinho*

    ResponderEliminar
  9. Mas se não achas que é esse o caminho, já agora, o que é que achas que seria mais "eficaz"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Usem a internet. Protestem. Façam barulho. Cartazes. Tudo menos andarem peladas.

      Eliminar
  10. Peço desculpa, mas tb não entendo estas formas de protesto.

    Mas as mulheres não nasceram com fisionomia diferente do homem e vice versa? Então porque raios têm de andar de tronco nu como eles?

    Mas está tudo louco?

    Vão me dizer que os homens também andam no meio da rua de tronco nu? Só os bimbos!

    Eu acredito no direito das mulheres... mas desculpem lá como é que alguem vai dar valor, vai respeitar ou ouvir uma mulher que anda no meio da rua de mamocas ao léu?

    Somo diferentes e temos de aceitar isso! E a nossa maior força é essa mesma: Somos mulheres, somos diferentes e a nossa aparente fragilidade é a nossa maior força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pucca, exactamente. Mamas nada têm de mal, mas não me parece que exibi-las acrescente algo.

      Eliminar
    2. Mas e escondê-las, acrescenta?
      Porque é que o facto de ser uma fisionomia diferente faz com tenham de estar escondidas?
      E nesse caso porque não o oposto, os homens terem de esconder as deles e nós andarmos livremente de t-shirt ou sem com apetecer?
      É que a questão é essa: andar de mamas à mostra não têm nada de mal, mas não se pode. Não se pode porquê? As mamas são delas, que lhes façam o que quiserem.

      ( eu não sei quem as gajas em questão são nem o que defendem, estou só a dizer que o facto de terem as mamas à mostra não aumenta a credibilidade- embora entenda o que elas querem dizer- mas também não deve diminuir. É uma forma de protesto como outra qualquer)

      Eliminar
    3. (eh pá tive uma trabalheira a escrever uma resposta e foi ao ar. Merda)

      Nasceram com uma fisionomia diferente, sim. Mas porque raio é que por ter uma fisionomia diferente têm de estar tapadas?
      A mim tanto me faz que tenham mamas ao ar ou tapadas, o que me importa é o que estejam a dizer (que neste caso nem sei o que é). Exibir as mamas não acrescenta nada, mas também não devia diminuir. São só mamas, elas têm todo o direito a mostra-las se lhes apetecer.

      Eliminar
    4. Nava, tocaste num ponto essencial. Na maior parte das notícias que leio sobre elas, NINGUÉM sabe o que estão a dizer. Vêem-se mulher com mamas à mostra, diz-se que estão a protestar... mas a protestar contra o quê, contra quem?

      Eliminar
    5. E o que é que a fisionomia tem a ver com a anatomia biológica?
      Já agora, se não se cansarem muito era bom que explicassem.
      Bom feriado.

      Eliminar
  11. Ena pá, e esta foto que pões nem é das mais ilustrativas.
    Eu vi a sequência de fotos e parece-me apenas um bando de loucas a descabelarem-se. Ter as mamocas de fora é quase irrelevante. Se tivessem camisola não me parece que a credibilidade aumentasse. Agredir alguém, seja com água, seja com ovos ou tomates, não me parece que seja para outra coisa que não para dar nas vistas. E isso conseguem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. xaxia, eu vi patadas! Fiquei a modos que chocada. :/

      Eliminar
  12. Estou como tu... Não é credível...

    ResponderEliminar
  13. Não vejo proposito de dois disparates como estes,o que teria dito o Bispo para passar por isto.A mim passa a falta de respeito.Já acho antiquado ficar de seios nus.
    Bjs
    Deusa
    vasinhos coloridos

    ResponderEliminar
  14. Então, eu acho que se essas pessoas querem o respeito das outras, elas tem que se dar o respeito.

    Blog atualizado
    jj-jovemjornalista.com

    ResponderEliminar
  15. que cena marada
    bjs*

    http://se-tu-saltas-eu-salto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. Olá S*!

    Sou uma leiteira recente e com estes últimos post's que tens feito a única coisa que consigo pensar é na tua ideologia politica e, é estranho porque não abordas esse assunto (pelo menos nos últimos post que tenho lido).
    Mas, dado as opiniões que tens dado só me faz pensar numa pessoa de direita do PSD ou quiçá mesmo do CSD-PP. Não tou a dizer que gosto ou não.. Só que é uma conclusão que me chega sem ter pensado propriamente nisso ;O

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá anónimo,

      Lamento mas eu não tenho ideologia política, nem me interessa ter. Gosto de ler sobre política, para me informar, mas não ligo a política.

      Eliminar
    2. S* não o disse por mal, mas quando acabamos por ler um blog começamos a ter uma ideia da pessoa que o escreve e o que me foi surgindo, peça a peça, ideia a ideia que ias expondo foi isso!

      beijinho

      Eliminar
    3. Ora essa, podes perguntar à vontade. :) Eu tenho as minhas ideias, mas não tenho qualquer interesse em partidos políticos.

      Eliminar
  17. Eu apoio e acho que devia ser obrigatório em todas as manifs as gajas boas irem sem roupa. Ahahahah
    Viva o 25 de Abril sem roupa.
    Viva!
    looooooooooooool

    ResponderEliminar
  18. Penso que a ideia é chocarem, mas não se apercebem que realmente tira o propósito todo à coisa. Por acaso também julgo que é estupidez...

    ResponderEliminar
  19. Pois essa coisa de andar por aí de mamocas ao léu tambem é coisa que não entendo...mas como há malucas para tudo, elas lá devem achar que assim conseguem alguma coisa, eu duvido..
    jocas

    ResponderEliminar
  20. Chocar, chamar atenção, somente isso, aliás, só isso é possível!

    ResponderEliminar
  21. Não percebi, não percebo e nem me esforço para perceber :(

    ResponderEliminar
  22. realmente, não consigo entender! acho do além...

    ResponderEliminar
  23. O objetivo delas é chocarem e chamarem a atenção. Não encontrariam outra forma de publicidade gratuita se não andassem com as mamas ao léu. Se lhes perguntares os motivos da maioria das suas manifestações, não te saberiam dar uma resposta construtiva e válida.

    (E o objetivo de certos anónimos que aqui comentaram foi, simplesmente, ir contra o que escreveste, porque sim.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que me interessa, de facto, é o motiva das manifestações... as mamocas ao léu são uma manobra de distracção - penso que tem o efeito contrário ao desejado.

      Eliminar
    2. O que te interessa é só manifestares a yua opinião e não aceitares as dos outros pporque tu é que és a menina S* que sabe tudo e os outros são todos uma cambada de burros e burras.
      Não te enxergas mesmo, né?

      Eliminar
    3. Vá beber um chá, está muito stressada.

      Eliminar
    4. MAria, das 15.57 (25/04):

      Discordo.
      Estas activistas da FEMEN sabem bem o que defendem, e basta googlares para perceberes o contexto dessas fotos. N se tratam apenas de "mamas ao leu" como muitos aqui comentaram. Infelizmente ainda e' necessario recorrer 'a nudez para chamar a atencao para a causa feminista, e tambem para a igualdade dos direitos humanos - direitos basicos, que muitos de nos tomamos por adquiridos mas que nao sao ainda universais.

      Nesse dia houve uma conferencia na Universidade Livre de Bruxelas, e o arcebispo de Mechelen discursava sobre a Liberdade de Expressao (ah, a ironia) e Blasfemia. As activistas acusam-no de homofobia (como podem ler no corpo delas, ignorem as mamas pf) - ora porque chamar-lhe homofobico? Andre-Joseph Leonard e' um ultra-conservador, e muitas vezes tem vindo a publico criticar os direitos dos homossexuais, como cidadaos de 2a categoria. Foi um forte apoiante das manifs que tem vindo a suceder em Franca (por causa da lei do casamento e adopcao por casais gay, btw) - Chegou ao ponto de afirmar que os gays deviam reservar-se ao celibato e abstinencia.

      Eliminar
    5. Oh La La Li, obrigada pelos esclarecimentos. Como estás em Bruxelas, é natural que tenhas acesso a essa informação.

      Eu vi isto no Jornal de Notícias e não referiu NUNCA qual o motivo do protesto contra o arcebispo em específico. Passo a citar as legendas das fotos:

      http://www.jn.pt/multimedia/galeria.aspx?content_id=3183801

      Ativistas da Femen atacaram, esta quarta-feira, o arcebispo de Bruxelas;
      Andre-Joseph Leonard foi atacado com água durante uma palestra na Universidade de Bruxelas, na Bélgica;
      As ativistas usaram água em garrafas com a esfinge da Virgem Maria;
      O arcebispo aguentou o ataque sem reagir;
      Uma presença de espírito que nem todos os palestrantes apresentaram;
      As ativistas interromperam a palestra de Andre-Joseph Leonard sobre blasfémia;
      As mulheres gritavam as palavras de ordem contra a homofobia que tinham escritas no corpo;
      Depois do ataque, o arcebispo beijou uma das garrafas em forma de santa, deixadas pelas ativistas;
      As ativista foram depois expulsas da sala, oferecendo resistência;
      O grupo Femen teve origem na Ucrânia e tem usado o topless para protestar em favor dos direitos e da liberdade feminina.

      E tu chegas ao final e perguntas... elas estavam a protestar contra a homofobia, mas quais os motivos para atacarem aquele homem? Pois.

      Eliminar
    6. Oh La La,

      li e reli o teu comentário e só consigo colocar três questões:

      - como é que usar a nudez vai ajudar em alguma coisa os direitos das mulheres?

      - como é que alguém vai entender o significado de tal manifestação com mulheres de mamas à mostra? ...elas podem escrever no corpo o que quiserem que continuam a ser mulheres com mamas à mostra!

      - também não consigo entender a questão de atirarem ao homem garrafas de água? ok, ele pode ser a pessoa que é, pode ter as atitudes e as opiniões mais preconceituosas que existem, mas atirar-lhe com garrafas de água serve para quê?

      Eliminar
  24. A credibilidade é a mesma (nenhuma!!!) que as manifestações gays, que mais parecem um desfile de circo...

    E...note-se convivo muitíssimo bem com a homossexualidade, mas para quê tanto espectaculo?


    Tal como essas tipas! Dão "espectáculo" acabando por perder toda e qualquer credibilidade

    Se lutam, quer num caso quer noutro, pela "igualdade" então comecem por ter um comportamento "igual", ou seja lutemos por aquilo em que acreditamos sem nos tornarmos autêntias aberrações na tentativa de chamar a atenção... a mim, pessoalmente, essas lutas tem um efeito contrário.

    ResponderEliminar
  25. O propósito, como acho que é compreensível por qualquer pessoa de mediana inteligência, é chamar atenção para os princípios que defendem. Quanto mais extravagante for a acção, mais atenção mediática, maior difusão do movimento. Simples. Os movimentos pela igualdade, ou pela liberdade ou princípios cívicos sempre usaram meios considerados chocantes - ou achas que, na altura, a marcha sobre Washington de milhares de negros não suscitou reacções como a tua? E a Gay Pride Parade, idem aspas.
    Acções simbólicas, extravagantes, vivam elas. Não é de forma recatada e com respeitinho que se conquista seja o que for. E, neste caso, estamos a falar de um elemento da igreja, essa organização que acha que tem o direito de opinar sobre quem pode dormir com quem, mas mantém abusadores sexuais a trabalhar.

    E sou só eu que acho graça este tema e este post surgirem na véspera do dia da liberdade? Uma ironia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Izzie, existem certamente milhares de associações que lutam pelos direitos das mulheres por esse mundo fora. Só uma ínfima parte recorre a esta forma de luta. Vai daí, não me parece que andar de mamas à mostra sirva para conquistar mais direitos para as mulheres - pelo menos, não me parece que os direitos conquistados até agora estivessem de alguma forma ligados a essas formas de luta.

      Quanto ao facto de achares que de forma recatada e com respeitinho não se conquista nada... bom, eu sempre achei que o respeitinho era um dado adquirido. Pelos vistos, não.

      Eliminar
    2. S*, desculpa, mas serve um propósito sim.A maioria das mulheres violadas são constantemente culpabilizadas pela sociedade e justiça "porque o estavam mesmo a pedir", e por se vestirem de forma "provocante".
      Ora, numa sociedade civilizada, uma mulher poderia andar pela rua toda nua sem que houvessem homens que se achassem no direito de a violar. Mas mesmo sem andarem nuas é isso que acontece hoje em dia em muitas artes do mundo.

      Um homem pode andar a passear nu praticamente sem se preocupar de ser sexualmente violentado. Uma mulher não. E essa é uma parte da mensagem. Todos temos um corpo, e possessão de um tipo do mesmo não nos deveria tornar mais passíveis de violência, mas torna. Esta nudez é, no contexto, uma afirmação de igualdade emtre sexos.

      (e quase que aposto que estas feministas leram o papalagui)

      Eliminar
    3. Luna, é claro como água que temos o direito a vestir o que quisermos (ou a não vestir, no caso) e a não sermos violentadas por causa disso. No entanto, assim como não é costume ver homens de tronco nu (não choca, apenas não é costume), também não é costume ver mulheres sem camisola (não choca, mas também não é costume). Não acho que isso dê mais força à causa delas - que, pelos vistos, segundo uma leitora explica acima, neste caso elas criticavam o tal arcebispo, porque o arcebispo critica a homossexualidade. E eu pergunto-me: estar de mamas à mostra dá mais força ao protesto dela? Não dá. Serve para alguma coisa? Serve, pois chama a atenção do mundo.

      Lamento que tenham de andar de mamas à mostra para chamar a atenção do mundo - é que, no fundo, parece-me que consegue exactamente o efeito contrário ao pretendido. As pessoas concentram-se no facto de elas estarem semi-nuas e esquecem-se dos motivos do protesto. Tal como citei acima, no Jornal de Notícias, por exemplo, mostravam 10 fotos delas mas não explicavam o motivo do protesto. Fica a forma de protesto - a nudez - e perdem-se os motivos do protesto.

      Eliminar
    4. O respeitinho não é um dado adquirido, pelo menos para alguém que ainda tem pais que se lembram do tempo em que o respeitinho era muito bonito.
      Eu tenho é respeito por todas as formas de luta, com ou sem mamas à mostra. A nudez não me desrespeita. O que me desrespeita é saber como certas mulheres, até vestidas de burka, são tratadas.

      Eliminar
    5. Izzie, eu só acho que faltar ao respeito aos outros não é uma forma de luta, conforme referiste. Posto isto, não acho que mostrar mamas seja desrespeito, de todo. Apenas não me parece uma forma útil de protesto.

      Eliminar
  26. S*, errado, vemos homens em tronco nu sem problemas em todo o lado, até à mesa em restaurantes de praia. Não é por aí. É muito mais aceitável socialmente ver homens em tronco nu que mulheres (não tenho de dar exemplos disto, tenho? é ponto assente)

    Eu sou uma pudica do pior, e por isso seria incapaz de fazer o que estas mulheres fazem, mas embora não concorde com todos os protestos isolados, tendo a perceber a mensagem. Tal como as gay paredes, etc. De inicio choca, mas chama a atenção e faz-nos pensar (se tivermos essa capacidade), e por fim acabamos a entender que o choque e o obrigar as pessoas a enfrentar o que tentam manter escondido é a única forma de mudar mentalidades e atingir igualdade de direitos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, ver homens em tronco nu é normal e, para mim, ver mulheres em topless também é perfeitamente banal. Não me sinto minimamente chocada com isso, fico é com dúvidas sobre o facto de isso acrescentar algo ao protesto dela.

      Não querem ofendê-las - que respeito muito a causa -, mas é aquela célebre questão do "não basta ser sério, é preciso parecê-lo". Por melhor médico que um médico seja, se andar de piercings e tiver rastas, muita gente poderá torcer o nariz (eu não torço, quero lá saber, desde que me trate bem). No caso dela, por mais válido que seja o protesto, as pessoas centram-se muito na nudez delas. E isso, em vez de as ajudas, pode prejudicá-las - no meu entender.

      Eliminar
    2. Mas ó S*, é exactamente essa mentalidade que devemos combater. Ainda hoje estive a beber umas cervejas com um amigo com cabelo comprido, t-shirts com buracos, calças rasgada, etc, e no entanto este meu amigo é um géniozinho científico, que conseguiu duas patentes durante o primeiro ano de doutoramento, apesar de nao fazer horários normais e poder faltar ao trabalho porque ficou a jogar computador naquele dia. Todas as pessoas sao diferentes e temos de aprender a conhece-las antes de as julgarmos.

      Eliminar
    3. ahahah

      Olha, esse teu amigo lembra-me o meu irmão, que é vidrado no computador e até se esquece de comer.

      É um facto, temos de combater essa mentalidade. Entendo perfeitamente o teu ponto de vista, mas tento ver as coisas do meu prisma: eu não creio que o protesto delas seja mais válido por estarem em topless. Não é mais válido nem menos válido. Vai daí, o topless torna-se (para mim, claro), indiferente.

      Eliminar
    4. S*, repara nisto

      o protesto não se torna mais válido - de acordo.

      Mas torna-se muito mais visível mundialmente!

      (não estariamos a falar aqui do protesto se elas tivessem ido vestidas normalmente, acredita)

      Eliminar
    5. De facto, dou a mão à palmatória: como estratégia de marketing, é grandioso. ;)

      Eliminar
    6. Exacto!

      Se eu pessoalmente era capaz, não. Mas que faz o mundo olhar, sim faz.

      Eliminar
  27. delas e não dela;
    ajudar e não ajudas.

    Isto de escrever rápido...

    ResponderEliminar
  28. Também nunca percebi. Enfim.

    ResponderEliminar
  29. Estive a ler tudo e dou a minha opinião:
    -Se fosse uma questão de igualdade, qualquer manifestação que envolvesse homens também implicaria que estes participassem "shirtless".

    Igualdade é fazermos praia sem top, como os homens.
    E quando a dizerem que é uma forma de chamar a atenção.. que coisa deprimente, machista e rebaixante. Algo como as meninas bibelot que são usadas nas corridas de automoveis ou nas exposições de carros, em vestes minusculas a enfeitarem o cenário.

    Uma mulher a sério nem precisa de falar alto para se fazer valer e respeitar, muito menos queimar soutien ou andar com as falusinas ao leu .

    Tenho dito.

    ResponderEliminar