sexta-feira, 26 de abril de 2013

Dias perfeitos

O dia não correu como o esperado, mas foi perfeito. Tenho de admitir que não fiquei apaixonada por Santiago de Compostela, apesar da catedral ser monumental e digna de visita. O facto de ter passado frio também deve ter contribuído para o pouco enamoramento. No regresso ao carro, vimos que tínhamos um pneu em baixo, fruto de um prego que decidira espetar-se no pneu. Mas a coisa lá se resolveu. No regresso a casa, um curto passeio por Valença (mais vento, mais frio) e terminou-se com um jantar delicioso em Caminha. Ficam as fotos:


Tortilha ao almoço. Bem boa.


Claustro. 

~
Ruelas.


Catedral de Santiago.

Oh pra ela, toda imponente.


Lá dentro, homenagem ao João Paulo II e ao Bento XVI.


Detalhes cá de fora, na Catedral.


Edifício governamental.


Já viram que canteiros lindos? Parecem tulipas.


Lanches muito calóricos.


Oh. :') Encontrei à venda o meu perfume favorito de todos os tempos. Ah, e também comprei morangos - lá saem muito mais baratos.


83 comentários:

  1. É um sítio que até gostava de ir :)
    Boas fotos :)
    Espero que te tenhas divertido. Beijinho**

    ResponderEliminar
  2. Delícia viajar. Faz bem para a alma.

    ResponderEliminar
  3. Tenho dois desses perfumes cá em casa. Podias ter dito que mandava para ti de bom grado;)

    ResponderEliminar
  4. Da catedral, ou de a catedral? Ai, ai...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "de a catedral"?? O que é isso?

      Eliminar
    2. Da = de + a. Parece-me que tanto uma escolha como outra estarão correctas.

      Eliminar
    3. Acho uma piada a estes anónimos sabixões. A vida deles é um colosso. Procurar erros ortográficos ou de concordância em blogs sem o mínimo interesse deve ser um passatempo deveras estimulante.
      (Digo sem interesse, porque depois voltam para criticar o tema, a viagem, a opinião... o que for, o que importa é deitar a baixo, por isso devem ser blogs sem interesse)
      ;)

      Eliminar
    4. Tete, pois...

      Alexandra, perdoe-me o português, mas estes anónimos procuram pintelhos!!

      Eliminar
  5. O teu carro tem os pneus no tejadilho e só tinha um em baixo?
    O meu tem os 4 pneus em baixo... Ahahahah

    ResponderEliminar
  6. Epah ,,ir a espanha comer uma omolete com croquetes é um luxo....e nunca esquecer o Guia da cidade pois aquilo é enorme...vê-se logo que nunca saíste da aldeia!Imagino em Veneza, Paris, Roma, em vez de um mapa terias de andar com um livro e em volumes.. para te orientares...ahhhhh o perfume sim... logo da loja onde cada peça é um ordenado! Já para não falar que ir a Espanha trazer morangos..porque são baratos.. faltou a parte de atestar o carro pela gasolina ou gasóleo ser mais barato! Epah não sei se ria ou se chore... foi mesmo fantástico.. para a próxima vais a baiona.. mas lá vais comer um belo marisco.. que não te fica ao preço de uma omolete...mas até lá vais ficando na aldeia a saborear os teus petiscos e a lá voltas à rotina de uma doméstica...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais ácida que um limão. Shame.

      Eliminar
    2. Então mas agora ser pobre já é uma vergonha?! Comer omelete é para se esconder?! E churros é coisa de gordos?! Vamos todos metermo-nos numa caverna que andamos a fazer mal às vistas dos ricos. Eu fico-me já pela minha aldeia. Não tem caverna, mas tem uns poços agradáveis. Levo para lá a marmita e só saio para mijar. Não vá alguém ficar desagradado com a minha pobreza. Façam o mesmo!
      Ass.: Cláudia Almeida.

      Eliminar
    3. Cláudia, diga-me onde é a sua caverna para eu a poder visitar. Junto-me ao clube!

      Eliminar
  7. A catedral é muito bonita. Quanto ao resto, parece que o tempo vai arrefecer ainda mais...:-(

    ResponderEliminar
  8. apesar do frio que passas-te ficaram imagens fantásticas.
    Bjs*

    http://se-tu-saltas-eu-salto.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Adoro Santiago, é um sitio onde regresso muito. A proxima vez que lá voltar espero que seja a pé!

    ResponderEliminar
  10. ai filha tu és demasiado calorica!

    ResponderEliminar
  11. Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, S*, eu cheia de fome e tu com fotos desse lanche??? Já nem vi mais nada... Estou a babar-me.

    ResponderEliminar
  12. Não é ao acaso que se intitula lontra.. no verão será o cachalote da aldeiaQ

    ResponderEliminar
  13. Por acaso gosto de limões...mas ácida nunca.. +penas acho graça a bloglers que são tão permissivas e rejeitam comentários.. porque na verdade só te dizem as verdades. Sejamos realistas.. vives a 100km de Santiago.. e fazer uma visita relâmpago para comer omolete e churro.. parece-me um cenário demasiado pobre! depois com frio e não havia por lá uma loja que vendesse um casaco nem que fosse dos de 5€ para remediar? Realmente não podes ir para muito longe da aldeia pois os carros da casa estão sujeitos a explodir no meio da viagem... sejamos realistas.. e aceita de vez.. que nem sempre os elogios que aqui recebes são sinceros... já pensaste na quantidade de gente hipócrita que há? às vezes acho-te demasiado ingénua...e tudo que é elogio é aceite.. tudo que te que é dito por sinceridade é ignorado...acredita, quero o teu melhor e o que te desejo que a mim me venha a dobrar.. mas há coisas que não entendo...uma delas é não aceitares que há pessoas que vivem bem.. que ganham 4 ou 5 vencimentos dos teus... e já foram clientes da PIAF e da VOGUE na tua cidade....acredita! Não tive direito a mini-férias.. mas o local onde trabalho proporciona aos gerentes/ administradores umas mini-férias em capitais europeias..por isso não faças juízos de valor.. e se o problema é escrever como anónima/o.. facilmente se cria uma conta...Agora poupa-nos das tuas pobrezas( materiais e espirituais..)e aceita as críticas, são elas que nos fazem pensar ou crescer como pessoas...não tenho inveja de NADA.. do que tens, do que ganhas.. e antes inveja do que pena.. o meu banco ( que existe na tua cidade) sabe que qualquer gestor não tem de ter inveja de pessoas como tu.. tens um carro de 7 ou 8 anos.. o meu tem 2... o teu é um Clio ..o meu è um Mercedes.. se és jornalista..procura saber as regalias e carros dados a gestores....por isso ácida e invejosa de quê?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lol

      Com uma vida tão fabulosa, passa a vida no meu blogue a fazer o quê? Ser gestora deixa-lhe muito tempo livre. Ahahah

      Eliminar
    2. Esse sorriso é de inveja.Se é jornalista informe-se melhor da vida de um gestor bancário...e não me julgue como passando a vida em blogues...há pausas..sabia ? tenho imenso trabalho.. e visito o seu blog de quando em vez basta-me para me rir.Dá gozo consultar o Ipad e ver as suas novidades...que são hilariantes.. ir a Espanha comer omolete... enfim..

      Eliminar
    3. Então vá trabalhar, vá. Eu vou fingir que acredito no resto. ;) Escusa de vir comentar mais, vá trabalhar.

      Eliminar
    4. E desde quando ser rico é sinal de ser feliz cara Anónima? Quem a lê fazer a figura ridícula de dizer que tem ipad, mercedes, cargo de gestora... sabe que quem tem não precisa de o dizer, certo? :) Deve ser das pobres tristezas que vão almoçar ao restaurante e pousam a chave do carro em cima da mesa para mostrar que tem. Sabe, aqueles parolos?

      Eliminar
    5. Desculpe, saloio, é mais o termo que utiliza.

      Eliminar
    6. eh pah... com tanto dinheiro e faz/fez compras na PIAF e na Vogue? A sério? Até eu que também pertenço à classe dos pelintras quando quero fazer compras a sério vou a lojas mais simpáticas e com melhor política de preços.
      Mercedes? Novamente, a sério? ...aí está a diferença entre um pseudo-novo rico e um connaisseur. Há um bom filme que explica a diferença, devia experimentar ver.

      E já que pertence a um banco, devia tirar dez minutos dessas pausas, pegar no ipad e ler o que um, dois ou dez banqueiros ou CEO's de sucesso dizem sobre gastar e poupar. Belmiro de Azevedo, por exemplo, tem uma frase mítica "se tenho que pagar já é caro", steve jobs - o cérebro por detrás do brinquedo que mencionou - usava o mesmo modelo de levi's há vinte anos, Bill Gates, bem, basta olhar.

      Quem tem, a menos que seja o CR7 ou a Luce, evita ostentar. Simplesmente é tão básico ter acesso a isso que nem se lhe ocorre mencionar.

      Eliminar
    7. Caixa, gente fina é outra coisa.

      Cláudia, se eu fosse rica e hiper bem sucedida, não passava o meu tempo a meter-me na vida dos outros e a exibir a minha riqueza. Mas isso sou eu, que sou campónia!

      Eliminar
    8. Eu se tivesse um ordenado com meia dúzia de dígitos também me ocorrem uma ou duas coisas um nadinha mais interessantes do que andar pela blogosfera a ler sobre os fds dos outros. Mas isso somos nós que somos estranhas, deve ser da água aqui da cidade...

      Eliminar
    9. Aos gestores de bancos em Portugal, acho que até lhes fica mal falarem acerca de riqueza... Se soubessem a reputação que têm nas capitais europeis como alguém mencionou... Mas pronto, disse isto, e não disse nada!

      É por isto que Portugal nunca será mais que aquilo que é neste momento, um canto abandonado e gerido por gente vazia e cheia de pausas, ipad's e mercedes... Vazios, aqueles que não sabem onde acaba a sua liberdade.

      Olha eu sou uma verdadeira lontra, ao teu lado S. uma baleia e se me metessem à frente esses churros uiiiii eu sei o prazer que me davam (e se a palavra prazer incomodar alguém, na papelaria onde compram o mapa de Paris também vendem dicionários).

      E para alguém que conhece tão bem as capitais europeis tenho a dizer-lhe que em Paris não precisa de mapa, apenas de conhecer o metro e falar francês, sabe, falar francês... básico.

      Olha S. e ser faxineira é o sonho de uma informática que está farta de gente "importante" que faz compras pelos vistos em Viana em vez de ir ali a Paris ou porque não trocar os euros em francos suiços e ir ali a Genéve mostrar quem é que pode!

      Eh pah só espero do fundo do coração que este teu anónimo seja uma mulher velha de 50 anos para que os meus filhos nunca se cruzem com tamanha pérola.
      Diz ela/ele... as verdades. Pronto, aqui sim, consegui rir de coração!

      Agora vou só ali ler um Marcel Pagnol de folha velha e a cheirar a velho que ipad's não me dão o mesmo prazer!

      Eliminar
    10. Ana, ahahah. Obrigada pela gargalhada.

      Entre o ser e o parecer, prefiro mil vezes o ser. E tu és grande (mas não és nada lontra).

      Eliminar
    11. Antes de mais, se eu fosse rica, entre uma viagem e outra, umas tardes em boas lojas, ainda arranjaria tempo para espreitar esta casa.

      Depois, ainda bem que há quem tenha dinheiro para fazer óptimas viagens, comer em bons restaurante, comprar roupa em lojas xpto, ter todas as novidades tecnológicas. Mas quem não tem (e não sei se é ou não o caso da autora quer do blog quer do comentário - o primeiro), deve contentar-se em ir passear ao jardim? Deve passar o tempo em casa? Quem não tem cão caça com o gato - e neste blog gosta-se de gatos! Não dá para ir passar férias ao um país exótico, vai-se para a costa vicentina que é bem bonita! Não dá para ir a um restaurante cujo preço por refeição, para duas pessoas, é 200 euros? Vai-se a um que seja 25! Uma vez no mês! Cinema? De 15 em 15 dias! Carro? em, importante é que ande, chegue onde é preciso; que não consuma demasiado; que a manutenção seja dentro das possibilidades. Casa? Não posso ter um T4, tenho um T2!

      Agora, desde quando pessoas bem formadas acham normal gozar com a forma como cada um gere o seu dinheiro e, pior, com o facto de não se ser rico??? Tem um bom carro, um ipad, um bom ordenado. E educação? Boa formação?

      O que raio me interessa que a S* ou a A e o B são ricos ou pobres, têm um carro ou 3? se o carro é um opel ou um audi?? Se come tortilha ou marisco??

      ( Eu esta semana comi tortilha e marisco. O que sou?? Classe média? Bipolar? Rica parola? Pobre gulosa?? Pff)

      Eliminar
    12. Ana nem lhe vou responder o que se é ser parolo pois imagino a sua vida sem chave de carro a carregar caixas com inutilidades e graças à família ter acesso a crédito para abrir uma loja! Não preciso de exibir seja o que for pois tenho lugar ( mala) para chaves e outros objetos..ah! E não preciso de viver à custa da família para ter o que tenho. Educação tenho pois a família soube incutir-me valores e formação tive pois em Coimbra na Universidade durante 6 anos e sem equivalências! De salientar que não fiz curso de letras nem tenho curso por equivalências..Ser parolo é mais o seu género e pelo que pude constatar pelo seu blog é andar a fazer dieta e a cada 100gramas vir ao blog comunicar. Ser parolo é trabalhar para alimentar um desempregado e fazer de doméstica só para dizer que tem namorado. Ser parolo é pensar que todos têm de ser pobres.Ser parolo é NUNCA ter saído da cidade e viver a fazer embrulhos com inutilidades a outas como você.. e assunto encerrado!

      Eliminar
    13. Quanto a gestores e bancos pouco importa a reputação, aliás em tempos de crise ainda é dos poucos lugares onde se mantêm as regalias e vencimentos acima da média.. tudo o resto até pode ter razão, mas perde-a quando diz que ter um t2 em vez de um t4..de ter um carro que vai onde vão os outros..não sei se vai e com a segurança e conforto igual. Realmente cada um deve gerir o orçamento como bem entende...por isso uns vão um dia a Santiago outros ficam em casa a trabalhar e preferem gozar uns bons dias de férias numa agência de viagens...em vez de ficar a limpar o chão da casa ou a passar a ferro quando se tem alguém para o fazer por nós. Por isso cada um vive como pode. Não preciso de ir a Espanha para comer tortilhas. Aliás por alguma razão existe o serviço www.comeremcasa.com.

      Eliminar
    14. Você não estava em Milão? ahahah

      Eliminar
    15. Anónima, resumindo e concluindo: és uma merda com a mania que vales ouro. Passas a vida enfiada no meu blogue, a comentar tudo. Publico o que quer que seja, dez minutos depois já tenho um comentário teu. Estás sempre a desdenhar de tudo o que tenho, faço, digo ou sinto. Coitada, inventas que és rica, que tens uma vida fabulosa, que és isto e aquilo... mas os teus comentários só revelam uma pessoa altamente frustrada, ressabiada e com inveja de tudo e de todos. Poupa-me ao habitual discurso do "inveja tua, de quê? de ter um namorado divorciado, de ganhar mal, de comer tortilhas em Espanha?". Não, minha cara, tens inveja minha porque EU SOU FELIZ. Já tu és uma perfeita recalcada que HÁ UM ANO E MEIO me persegue. Há UM ANO E MEIO que os teus dias são passados a ler o meu blogue e a tentar deitar-me abaixo. Enquanto tu tinhas essa triste vida, eu fui muito feliz.

      Portanto, vai-te mas é catar. Ridícula.

      Eliminar
    16. Mel, sempre sensata. :) Gosto tanto dos seus comentários.

      Eliminar
    17. Anda ya, chica. Chame lá a senhora omelete a uma tortilla e vai ver como os espanhóis lhe caem em cima e a fazem em picadinho. Esta discussão dos carros e omeletes vem a propósito de teres ido dar uma volta ao norte todo norte? Ao domingo à hora de almoço? Caramba, eu tenho coisas mais giras que fazer que vir destilar acidez nos blogs aos domingos à hora de almoço ;)

      Adiante, eu, que estou em Madrid, reclamo imenso do tempo que aqui faz mas às vezes penso como será viver na Galiza. Horror dos horrores, seguramente. E ainda ontem enchi o bandulho de porras com chocolate espesso. Porras são churros mas gordos, mais parecidos com farturas. É bom mas para comer 2 ou 3 vezes ao ano porque aquilo é óleo com farinha e chocolate.

      Eliminar
    18. Juanna, a Galiza tem muito encanto e só é parvo quem vive a poucos quilómetros de lá e não a visita. Os churros com chocolate são uma delícia, apesar de não serem nada bons para a saúde. Dar passeios, nem que seja à aldeia do lado, faz as pessoas felizes.

      Quem não entende isso, ou é burro ou faz-se de burro.

      Posto isto, tenho taaaaaaaaaaaantas saudades de Madrid. Não estivesse Espanha em crise e não fosse eu tão menina da mamã, e mudava-me para aí. :')

      Eliminar
    19. Yop, isto está pelas ruas da amargura.

      Eliminar
    20. O giro é que na página da lojinha há mais fotos de comida do que de produtos :P

      Eliminar
    21. A Anónima trocou-se toda é que Ana's há muitas, nome de pobre sabe? Mas olhe deixe lá que comparar-me a uma jovem batalhadora e presseguidora dos seus sonhos, é uma honra. Mas olhe excusa é de voltar ao meu blog com o seu palavreado comum, é que eu gosto de andar sossegada, olhe que eu como Mãe posso dar-lhe a educação que pelos vistos os seus pais não lhe puderam dar. E ficamos mesmo por aqui. Olhe mande desligar a internet e como dizia o outro "Apague-se da lista sim?"

      Eliminar
  14. este post era para rir? foste a espanha e comeste croquetes?? nunca sais da aldeiazinha? gostas mesmo é des estar por casa, a fazer a lida doméstica, a faxina :) tão velha que és...e saloia.

    ResponderEliminar
  15. ai já não me lembro de ir a Santiago de Compostela ... :)

    ResponderEliminar
  16. Gabo-te o espírito, um dia assim não entraria no meu TOP628 de melhores dias! Beijoca!

    ResponderEliminar
  17. Eu fico pasma com alguns comentários,deve ser alguém que a conheçe e tem imeeeensa inveja de si! Ainda por cima ignorante..a mango já tem uma política de preços muito mais acessiveis em relação ao qu era dantes!!!Eu fico contente que as pessoas saiam,gastam,vivam! Que bom! É pena não poder ser toda a gente!!Agora destilar Fel com dor de Corno(desculpe),è tramado!Até a escrita serve ! Apre!E eu não a conheço! Só daqui! Sou de Lisboa,a minha família é do Alentejo,mas tenho Amigos e conheço Moledo (belas férias petiscos no Palma),Caminha,V:N.Cerveira.Santiago! Continue a contar as férias! Haja Saúde e Dinheiro!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Teresa, é tão melhor ignorar gentalha mentirosa. :)

      Eliminar
  18. Já lá estive, mas foi de passagem não deu para visitar quase nada

    ResponderEliminar
  19. Já estive por lá.. o lanche é calorico sim.. mas o mais estranho é esse habito que eles tÊm de molhar o churro no café.. e comer assim.. tu apanhaste ao lanche eu já os apanhei a comer assim no pequeno almoço 8.30am dá para acreditar?

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, conheço o hábito mas dispenso-o. :P

      Eliminar
  20. uma gerente bancária que nem sabe pontuar!
    ahah!
    deve ser uma à maneira do relvas ahahahahha!

    ResponderEliminar
  21. Oh S*, não sei como tens paciência para estes comentários... Há pessoas que não sabem que a perfeição da vida está nas coisas mais simples. O meu carro tem 10 anos, devo considerar-me uma pessoa pobre, patética e infeliz? Pelo amor de Deus... Portanto Mercedes é que trazem felicidade às pessoas. Deste tipo de gente é que tenho pena, só sabem ser felizes com coisas materiais, de preferência o mais caro possível.
    Eu fico feliz com uma tarde passada aqui na piscina de casa, a comer um croissant ao lanche. Para mim é um dia perfeito. Porque felizmente, tal como tu, consigo encontrar a felicidade nas pequenas coisas boas da vida. Gostei imenso das fotos, não fosse Santiago um lugar que tenho imensa curiosidade de visitar!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mary, tenho de admitir que os últimos comentários são tão engraçados e reveladores de tamanha pobreza de espírito que os comento para que vocês, meus leitores, possam rir-se. ;)

      Eu sou uma pessoa muito feliz. O resto é paisagem.

      Eliminar
  22. Tudo tão familiar ;) ai! churros com chocolate!!!!

    ResponderEliminar
  23. Adorei o post!

    Belíssimas fotos! Fico feliz por te teres divertido! :)

    PS. Ignora os comentários idiotas que andam por aí! É gente que não interessa a ninguém!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carpe, acho os comentários super divertidos, tenho de admitir. :P

      Eliminar
  24. E eu que julgava que era a única a não achar SC nada por aí além.
    Apesar disso, gostava de lá voltar, para descobrir de onde vem o encantamento de muitos.
    belas fotos:))

    ResponderEliminar
  25. Já la estive de passagem, mas gostava de voltar para conhecer melhor :)
    E já agora uma anónima tão bem posicionada na vida e instruída deveria saber que a TORTILHA é tipicamente espanhola e quando se visita um local diferente deve-se procurar conhecer a sua cultura e gastronomia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. carina, gente chique chama omelete à tortilha. :P

      Eliminar
  26. Muda só a legenda "claustros". É só um, por isso, é claustro. Desculpa, sou de história da arte, estas coisas fazem-me "impressão". lol

    ResponderEliminar
  27. tive que vir ler. estou pasma. há pessoas muito ressabiadas no Mundo. é uma vergonha para a classe bancária, também ela a atravessar uma crise com cortes nos vencimentos. o banco dela ía gostar muito de saber disto. e os clientes então... nem se fala. Mercedes? P'lo amor da santa. Mercedes é tão 1987 e tão popularucho. E desde quando é que um carro espelha a riqueza? Tanta gente que se endivida por causa de um carro e não tem o que comer ao almoço. Vergonha alheia, é o que sinto agora, por alguém que de denomina "gestora".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida A., deplorável. É o que é. ;)

      Eliminar
  28. Churros com chocolate quente é uma das melhores coisas da gastronomia espanhola :)

    Beijinhos e bom Domingo :)

    ResponderEliminar
  29. Olá... Confesso, vim aqui através do blog da Cláudia, à procura de comentários do anónimo das omeletes... quer dizer, do anónimo xique que não gosta de omeletes... ;)
    É que eu sou fá dos anónimos da Cláudia, fazem-me sempre rir imenso... mas não li tudo porque ao fim de um tempo cansa. E começo a ter medo. Penso: que espécie de gente mentecapta faz esta espécie de comentários? Que espécie de doença mental faz com que alguém perca tempo a criticar a vida dos outros desta forma? Enfim...
    Eu até contava o fim de semana espetacular que tive na Figueira da Foz mas... como sou de Coimbra, não conto... é do mais pobre que há... ;) (Imagine-se que até meteu tremoços e "panaché"... conseguem ver coisa mais "à la barraca"?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahah Alexandra, pois eu lamento, mas aqui comentários anónimos é coisa abundante e seria uma canseira ler tudo isto. Assuste-se, mas depois ria-se à brava com esta gente que, como muito bem disse, é mentecapta.

      Se começou tremoços, ui, afaste-se de mim, que é muita parolice e pode pegar-se!

      Eliminar
    2. Oh pah,

      o que eu gosto de tremoços, azeitonas e panaché bem fresquinho.

      É por estas e por outras que eu nunca hei-de ser administradora/gestora de nada que não a minha própria vidinha.

      Eliminar
    3. Cláudia, e eu até prefiro azeitonas de aviário, tu vê lá...

      Eliminar
  30. Querida, continuas mesmo com a ideia de que só és odiada por uma pessoa nesta blogosfera? A sério? LOL como podes ser tão tapada?????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que se passou contigo, que andaste ausente todo o dia? A viagem a Mélón, correu bem?

      Eliminar
    2. És frustrante! E diz à tua mãe que precisa de cortar o cabelo, fica mal tão comprido :D

      Eliminar
    3. ;) deves ter muito a ver com isso.

      Eliminar
  31. E se és a rainha dos IP's, não te será difícil perceber que não fui eu quem fez os comentários acima! Ou afinal não se pode confiar nos IP's? Ou afinal és mesmo tão burra como soas? És demasiado publica, como podes achar que não agradas apenas e só a uma pessoa? Como te dás ao desplante de criticar aquilo que não gostas mas és incapaz de aceitar uma crítica? Até por bloguers não anónimas foste tratada como provinciana. Enxerga-te!!

    ResponderEliminar
  32. Ódio? Mas quem é que odeia alguém por escolher ser feliz e saber aceitar as consequências das decisões que toma para si própria, sejam erros ou não? Isto faz algum sentido? Quem é que odeia uma pessoa só porque consegue ser feliz no seu "provincianismo", na sua "ignorância", na sua "mediocridade"? Apesar de todos os alegados defeitos, a S* é feliz. Olha que chatice. Apesar de não ter uma vida perfeitinha e "aprovada" por tantos anónimos com as emoções à flor da pele, consegue não odiar ninguém! Impressionante. E supostamente ela é que está cheia de problemas e deve-se enxergar... Sure...

    Mira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mira, os cães ladram e a caravana passa. Fez um belo resumo.

      Eliminar
  33. O maior mal deste mundo é que as pessoas dão mais importância ao verbo TER do que ao verbo SER. E em SER é que está o "segredo".

    Tu tens o segredo em ti, S*. Continua a ser como és genuina, pura, frontal e verdadeira. A maioria das pessoas gostam de te seguir por aqui e,se te dá prazer fazê-lo, continua, não desistas.

    O BEM vence sempre o MAL.

    ResponderEliminar
  34. Mas no fundo foi um bom passeio, ao que parece! :)

    ResponderEliminar