quarta-feira, 13 de março de 2013

Francisco I


Gosto muito do nome. Foge aos típicos nomes religiosos. O senhor tem um ar simpático. 

Quanto ao que já li sobre ele, algumas coisas deixaram-me apreensiva, outras deram-me esperança. Enquanto andam a circular por aí informações de que o senhor se opõe ao aborto e à eutanásia, condenando ainda a legislação que permitiu o casamento gay na Argentina, eu prefiro concentrar-me nas coisas boas. As pessoas mudam, as ideias podem mudar. A sociedade muda, força a Igreja a mudar.

Posto isto, também li que ele é conhecido pela sua modéstia. Recusou viver no palácio apostólico, dispensou a limusine e cozinha as próprias refeições. "O Guardian escreveu que, em 2001, quando João Paulo II o nomeou cardeal, Bergoglio pediu aos fiéis que, ao invés de se deslocarem a Roma, distribuíssem o dinheiro da viagem entre os mais pobres", refere o Público.

Em dia de eleição do novo Papa, há que ter fé.

54 comentários:

  1. Estou mais concentrada nas coisas boas que li sobre ele e que me trazem alguma esperança de aproximação da Igreja com as novas gerações, do que com aquelas que não considero menos boas, mas sim divergentes da minha opinião. Gostei do sorriso e da simpatia com que se dirigiu a todos. Haja fé num homem de coração humilde.

    ResponderEliminar
  2. Gosto tanto do nome. Era o nome do meu avô :')

    ResponderEliminar
  3. Francisco é religioso!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo, tipicamente religiosos. Se fosse assim tão típico, ele não era o Francisco I. É que o Bento já era XVI...

    ResponderEliminar
  5. Vou focar-me nas coisas boas que se sabem dele e esperar para ver quais serão as suas posições enquanto Papa!
    Gosto do nome, Francisco de Assis foi um grande Homem!

    ResponderEliminar
  6. Depois de ler este post, Francisco I pensou: "Valeu a pena ser o eleito, a S* gostou"!

    :pppppppppp

    ResponderEliminar
  7. Francisco é tipicamente religioso... São Francisco de Assis, São Francisco Xavier, São Francisco de Borja (provavelmente foi devido a este que escolheu o nome, visto que é Jesuíta), etc. Pode não ser uma escolha comum entre os Papas, mas que é religioso é!!!

    ResponderEliminar
  8. Francisco é tipicamente religioso... São Francisco de Assis, São Francisco Xavier, São Francisco de Borja (provavelmente foi devido a este que escolheu o nome, visto que é Jesuíta), etc. Pode não ser uma escolha comum entre os Papas, mas que é religioso é!!!

    ResponderEliminar
  9. também gostei muito dele assim que o vi :)

    ResponderEliminar
  10. Anónimo, você é uma canseira. Fique com a taça!

    ResponderEliminar
  11. Continuo a achar que o cargo Papal não tem qualquer utilidade prática.

    ResponderEliminar
  12. A ver vamos, no que isto vai dar.
    Espero que venham coisas boas.
    Em relação ao nome, gostei!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. S*, esperavas que fosse eleito um Papa que fosse a favor do aborto e da eutanásia?! Não existem, não vamos ser ingénuos. A mudança - a existir - não será assim nem nesse sentido.

    ResponderEliminar
  14. Concordo com o anónimo: Francisco é religioso muito religiosa. E o novo vem de uma ordem religiosa que nunca "foi eleita": é Jesuíta. Os Jesuítas tiveram e têm muito poder no "mundo novo", afinal foram eles que andaram a evangelizar na altura dos descobrimentos.

    Acredito que o Pontificado vai ser bastante marcante, que se vão abrir algumas portas ao mundo, mas não vivo em utopias.

    E S* o que pedes é uma utopia, a sociedade pode mudar, mas a igreja não. Nem a igreja, nem os seus princípios base.
    Pode sim, tentar adaptar-se...parece-me que este papa tem um bom sentido prático para lidar com os escândalos.
    Perfeito, perfeito era vir deste papa um concílio. Já é tempo.

    ResponderEliminar
  15. Outros traços dos sentidos de humildade e de ser prático é o não ter usado uma frase chavão, não ter dito nenhuma passagem da bíblia.
    E acima de tudo, chamar-se a si mesmo de bispo e Francisco sem o I no fim.

    ResponderEliminar
  16. Eu desprezo o clero e não acredito sequer em Deus, a modos que tudo isso me passa um bocado ao lado... A instituição da igreja católica só me traz pruridos...

    ResponderEliminar
  17. Gosto do nome, achei-o simpático e sim, vamos ter fé e acreditar nas coisas boas :D

    ResponderEliminar
  18. É impossível ter esperança em alguém tão preconceituoso e intolerante...

    ResponderEliminar
  19. Gosto muito do nome, gostei dele e gostei do que se fala dele vamos ver como será.

    ResponderEliminar
  20. Querida S*, eu sou como S. Tomé, nestas coisas: ver para crer!
    E ser jesuíta não augura nada de transcendente.
    Mas é só a minha opinião, claro.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  21. Gostei muito dele... vou concentrar-me nas coisas boas, as mas virão com o tempo...
    Adorei o facto de ser da América latina :)

    ResponderEliminar
  22. também me centrei nas positivias, a sua humildade focou a minha especial atenção. E o fato de ter sido um homem da ciência, pode também trazer novas visões, e quem sabe "open mind" QB à igreja.
    I hope!
    *

    ResponderEliminar
  23. O que era estranho era ver um Papa defender o aborto, o casamento gay... Penso que numa posição tão frágil a defesa do conservadorismo é legítima. Ainda não formei opinião dele, mas não é nenhum Karol Wojtyla. ;-)

    ResponderEliminar
  24. por acaso o senhor tem ar simpático

    ResponderEliminar
  25. se há coisa com a qual não perco tempo é mesmo com isto!

    ResponderEliminar
  26. O dito senhor é jesuíta, e por algum motivo os jesuítas foram expulsos de Portugal e depois o exemplo foi seguido por vários outros Estados da Europa! Por isso não se esperem mudanças, espere-se antes continuidadae, mesmo que com uma base mais podre ou até radical!

    ResponderEliminar
  27. Acho que revelou humildade nesta 1ª aparição.
    Tenho esperança e estou expectante face ao que ai vem.*

    ResponderEliminar
  28. Até na igreja católica, na fé cristã tudo anda disperso, que este novo papa traga um novo alento!
    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  29. Também achei que tem um ar muito simpático e muita humildade!

    ResponderEliminar
  30. Esperemos que traga um novo dinamismo à igreja. Como tu dizes, há que ter fé! :)

    ResponderEliminar
  31. Acho que é a pessoa certa para a Igreja. Vamos ver.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  32. Também gostei, tinha um olhar muito humano e simpático.

    ResponderEliminar
  33. Isso é porque tu e quase toda a gente não entendem que a Igreja Católica não é uma democracia. Se a Igreja um dia for conivente com os temas fracturantes; aborto, eutanásia, casamento homossexual, etc ela deixará de o ser o que sempre foi e deixará de ter razoes para existir.
    Não é a Igreja que tem de adaptar a um mundo cada vez mais "alternativo" (vou chamar-lhe assim) mas sim o contrário. Supõe que a humanidade se encaminha para o "esgoto civilizacional", terá a Igreja que seguir o mesmo caminho só porque a sociedade para lá caminha? Não me parece e quem não pensa assim, na verdade não é católico, aliás mais de 80% dos que se assumem católicos, nos quais eu me incluo, não são de facto católicos, são-no simplesmente por questões "tradição familiar" e pouco ou nada do que pensam ou fazem nas suas vidas vai ao encontro dos ensinamentos de base católica que dizem ter recebido.

    ResponderEliminar
  34. É assunto que não me diz nada... é politiquisses para mim :(

    ResponderEliminar
  35. Concordo contigo. Gostei do senhor.

    ResponderEliminar
  36. O homem não fará milagres.

    Se tentar pensar por ele...reforma-se depressa!

    ResponderEliminar
  37. Gostei do nome diferente e achei-o muito simpático. Acho que deve ser muito humilde e amoroso.
    Beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
  38. mais um ponto positivo: a sua formação vem de ciências, só por aí deverá (espero) ter uma mentalidade mais aberta :)

    ResponderEliminar
  39. O nome oficial é Francisco, e nao Francisco I ;)

    ResponderEliminar
  40. Só não compreendo porque é que as pessoas necessitam que a Igreja seja a favor do aborto ou da eutanásia. A Igreja parte de determinados presupostos. As pessoas ou se identificam ou não. O que eu acho é que não faz sentido dizer-se católico e depois ter esperança que as coisas mudem. Se não acredito numa religião, não a sigo... simples assim.
    Ana Maria

    ResponderEliminar
  41. O Martin Bianco e a "Ana Maria" disseram tudo!...

    ResponderEliminar
  42. Martini Bianco, bom, eu acho que as "falhas" da Igreja são criadas pelo homem. O homem é que pode deturpar a mensagem da igreja, já que Jesus Cristo não está cá para nos esclarecer.

    Mas tens toda a razão... daí que eu, embora não concordando com alguns pontes do que o catolicismo nos diz, também não elevo a voz para criticar.

    ResponderEliminar
  43. O Papa, a figura, o título, para mim vale zero. É mais um a comer à conta. Nada tem a ver com Deus, para o caso de quem acredite num Deus qualquer, o que não é o meu caso, mas o Papa é apenas um homem, que optou pela classe (clero). Daí que duvide que faça alguma coisa verdadeiramente útil e em prol do bem da humanidade. Aliás, as condições em que habitualmente vivem, ostentando riqueza nada tẽm a ver com o Bem, com o pregar a palava, etc e tal, essas cenas que dizem que o homem faz, sendo apenas um exemplo de hipocrisia, que é o que infelizmente caracteriza a Igreja.

    S* - desculpa a linguagem, um pouco curta e grossa, mas é de facto o que penso sobre o senhor Papa.

    O homem por trás do Papa, valerá o que valerá como ser humano... nada posso dizer... embora adiante que se queria de facto fazer o Bem (mas será essa a missão do Papa?) se calhar há caminhos bem mais directos e práticos e que não dão tanto nas vistas, só que também não se tem todas as regalias e benefícios que o papa tem...

    ResponderEliminar
  44. Anónimo, Martin Bianco e Ana Maria... Muito bom.

    ResponderEliminar
  45. 'Francisco é tipicamente religioso... São Francisco de Assis, São Francisco Xavier, São Francisco de Borja (provavelmente foi devido a este que escolheu o nome, visto que é Jesuíta), etc. Pode não ser uma escolha comum entre os Papas, mas que é religioso é!!!'

    É uma canseira mas leva uma taça merecida ;) Informação nunca é demais!

    ResponderEliminar